22 de Outubro de 2018,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 08h:15 | Atualizado:

SEGURANÇA

Estado entregará duplicação da MT-251 iluminada e com sinalização reforçada

mt251.jpg

 

Para garantir mais segurança aos pedestres e motoristas que andam e trafegam pelo perímetro urbano da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), recém-duplicado entre o Atacadão e a Fundação Bradesco, o Governo do Estado de Mato Grosso implantará redutores de velocidade nos pontos que requerem mais atenção para evitar acidentes.

Além disso, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) vai finalizar, em 60 dias, a instalação completa de postes com luminárias em LED. O primeiro dos 3,6 quilômetros já recebeu a iluminação especial.  A empresa responsável pelo serviço já fez o cabeamento subterrâneo e agora está na fase final de implantação dos postes de energia elétrica.

A melhoria será executada pela secretaria que também está fazendo estudos preliminares para instalar semáforos com acionamento por botoeiras, para pedestres. A obra de duplicação da rodovia está 99% pronta. Toda a sinalização transversal e vertical já foi concluída ao longo das três faixas de rolamento. A ampla ciclovia no canteiro central da duplicação já foi entregue à população.

“Essa é a primeira rodovia estadual com altíssimo padrão técnico de engenharia rodoviária em Mato Grosso. Para dar mais segurança, vamos reforçar meios para redução de velocidade dos motoristas, para evitar futuros acidente”, frisou o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte.

Apesar da reivindicação da população por uma faixa de pedestre elevada, o engenheiro fiscal da obra e membro do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran-MT), Zenildo Pinto de Castro Filho, alega que o Código Brasileiro de Trânsito (CTB) não permite a implantação desse recurso em rodovia com mais de duas vias. “Implantaremos a solução adequada dentro do que é previsto na norma de trânsito”.

A duplicação da rodovia é uma das obras mais esperadas e reivindicadas por moradores e motoristas que trafegam pela região. Além de fazer a ligação da capital ao município turístico de Chapada, a rodovia conta ao longo de seu trecho urbano, com escolas, condomínios, estabelecimentos comerciais e vários bairros populosos além de ser porta de entrada para Cuiabá das pessoas que vem da região Sul de Mato Grosso.

 

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • joao | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 13h23
    0
    0

    Sempre estão morrendo nas principais avenidas de Cuiabá, moro na região e acompanhei toda construção, estamos vendo a iluminação também ser feita, o que deve acontecer é punir condutores imprudentes e irresponsáveis. Esse país é um país sem leis, eu duvido o motorista que estava correndo feito um louco ficar preso.

  • nilton | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 13h10
    0
    0

    precisou duas pessoas serem atropeladas para o governo vir com a mesma conversa de antes que em tantos dias fará isso e isso e mais aquilo e etc e tal e dai não fazem nada

  • Rogério | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 12h49
    0
    0

    Cabos subterrâneos não funciona,vai ser roubado na primeira semana

  • EUZINHA DA SILVA | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 10h43
    2
    0

    Por que que é sempre EUZINHA DA SILVA que tenho que perguntar: R$?valor? quanto custa?etc

  • Antonio José de Oliveira | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 10h08
    6
    1

    Os governantes precisam ser responsabilizados pela entrega de obras sem o mínimo de segurança aos seus usuários, devendo sim ser responsabilizados por quarquer ocorrência que venha trazer prejuízo principalmente a vida, não podemos nos calar diante de tamanha irresponsabilidade, onde está o Ministério Público e os órgãos fiscalizadores???

  • eudes.avila@gmail.com | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 09h05
    5
    5

    “Essa é a primeira rodovia estadual com altíssimo padrão técnico de engenharia rodoviária em Mato Grosso. Para dar mais segurança, vamos reforçar meios para redução de velocidade dos motoristas, para evitar futuros acidente”, frisou o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte. Bom após vários acidentes, mortes ...ainda bem que é de alto padrão..deveria ter vergonha de falar isso, duas pessoas perderam a vida não se exime a responsabilidade do condutor, porém a negligência dolosa da forma como a obra foi parcialmente entregue os responsáveis pela obra deveriam responder criminalmente...