19 de Fevereiro de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 09h:32 | Atualizado:

Porto Carandazinho e Limoeiro recebem serviços do Ribeirinho Cidadão

A comunidade de Porto Carandazinho, com cerca de 40 famílias, foi a sexta atendida pelo Projeto Ribeirinho Cidadão, na manhã de segunda-feira (11 de fevereiro). As chalanas do Poder Judiciário e da Defensoria Pública atracaram no porto e logo ofertaram os serviços de emissão de documentos, INSS, corte de cabelo, atendimento oftalmológico e médico.

O pescador Pedro Santana Bueno, 58, nascido no Distrito de São Pedro de Joselândia, foi um dos atendidos pelos médicos e oftalmologista do programa, mas o que ele queria mesmo era conversar com o pessoal do INSS. “A pesca já abriu e não sei quando vão pagar os quatro meses do seguro defeso”, reclamou, antes de ser atendido. Na saída, já tinha a data agendada para o pagamento. “Graças a Deus o Ribeirinho Cidadão passou hoje por aqui”, agradeceu.

Francisca Carvalho de Moura, 50, a Chiquinha, foi atendida pela assistente social Sidnea Menezes, da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), a antiga Setas. Analfabeta, sem família e sem emprego fixo, reclama de uma dor no braço devido a um acidente na infância e gostaria de receber benefício social. “Para mim, que já tenho idade e sem estudo, o emprego é difícil”, conta.

A assistente social informou que encaminhará o caso para a área social da Prefeitura de Barão de Melgaço e tentará buscar o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Limoeiro - Na parte da tarde, foi a vez dos moradores de Limoeiro, comunidade com cerca de 20 famílias, receberem os serviços do Ribeirinho Cidadão.

Lá o INSS resolveu o problema de mais um pescador que ficou sem receber os quatro meses do seguro defeso. Celso Arruda Moraes, 35, ficou feliz da vida. E ainda aproveitou para se consultar com a equipe médica e receber medicamento. “Se o projeto não viesse aqui eu teria que ir a Poconé dia 13. Ia gastar com gasolina para duas horas de barco e mais duas horas de carro”, revela. “Tinha três anos que não ia ao médico. Agora já tá tudo beleza”.

Nesta terça-feira (12) a expedição segue para a Barra do Pirain para atender a comunidade local.

Ribeirinho Cidadão - O projeto é realizado pelo Poder Judiciário e a Defensoria Pública, em parceria com a Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual, Marinha do Brasil - 6º Distrito Naval, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Governo de Mato Grosso, Federal, SICOOB-União, SESC Pantanal, Prefeitura dos municípios de Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Juscimeira e Poconé, Colônia de Pescadores Z5, INCRA, UFMT, Hospital Júlio Muller, Univag OAB, Delegacia da Polícia Comunitária, Clóvis – Papai Noel, Galvan Cabeleireiro, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS