22 de Março de 2019,

Entrelinhas

A | A

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 11h:48 | Atualizado:

TAXAÇÃO DO AGRO

Produtores de MT acionarão Justiça

soja.jpg

 

Caso o projeto do Fethab, idealizado pelo Governo Mauro Mendes (DEM), taxe as exportações do agronegócio, os produtores rurais em Mato Grosso já avisaram que vão entrar na Justiça contra a medida. Eles não aguentam mais serem massacrados para pagar o rombo nas finanças públicas.

 

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • CLOVIS | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 10h54
    0
    0

    tem q acabar com esse assistencialismo do agronegócio, esses caras mamam nas tetas do incentivo há anos, nada contribuem com o estado, tem q pagar sim e fim de papo.

  • Said Joseph | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h19
    2
    0

    .Não quero choro, nem ranger de dentes. Os barões ladrões do agronegócio tem que pagar imposto, assim como eu.

  • Felon | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 07h31
    5
    1

    Kkkkkkkk São uns brincante mesmo esses barões. Exploram os recursos naturais do Estado e não querem pagar. Tem é que agradecer a DEUS por a taxação estar sendo mínima. São 20 anos bebendo o sangue do Estado, ou seja do povo matogrossense. Vão plantar na Venezuela e no Chile.

  • Tito lampreia | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 06h40
    5
    1

    Ingratidão: MT possibilita 3 safras seguras aos produtores! Em lugar nenhum do mundo isso é possível! Chegou a hora de pagar!

  • Ilze | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 18h39
    13
    2

    O sacrifício tem que ser para todos e não para os mesmo de sempre que são os mais pobres já com a pele curtida de tanto ser surrada. Esse povo do agronegócio gosta de fazer chantagem e chorar miséria.Mas o estilo de vida que levam amplamente divulgada nas redes sociais, mostra realmente que miséria é essa tão chorada. No caso se estão achando ruim, vendam tudo o tem aqui e vão para outras plagas onde possam ser felizes. O Brasil tem mais de 8.000.000 de quilômetros quadrados disponíveis; que eu saiba o direito de ir e vir é uma garantia da CF/88. É pecado essa usura demonstrada nesse chororô. Estamos no Brasil, um pais extremamente desigual e com uma concentração de renda que é desumana. Todos nós vamos morrer e não vamos levar nada. Sejamos justos. Os marajás do estado também devem ser atingidos. Ahê, TJ, AL, TCE, MPE, CGE, PGE e alguns outros poucos! Fim também da imoral Verba Indenizatória em todos os órgãos onde esta está em vigor.

  • pacufrito | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 14h23
    7
    7

    Concordo com os produtores, que de muitos 90% de barão não tem nada, trabalham de sol a sol e a cada soluço do estado estes politicos imorais falam em taxar os agricultores, se tem alguém simulando exportação, tem que pagar por isto, inclusive com cadeia, se tem alguém sonegando tem que pagar, e com certeza quando tem alguém sonegando, tem algum funcionário publico que da cobertura, pois hoje com toda tecnologia existente s SAFAZ não não sabe quem esta sonegando quando não quer saber. CADEIA PARA OS BANDIDOS E LADRÕES, INCLUSIVE OS SENEGAROES, E MENOS TRIBUTAÇÃO, até porque quando estes imorais impõe alguma taxa ou imposto, todos pagam, inclusive aqueles 90% que não tem nada a ver com barões, portanto se tem desvio, se tem simulação de exportação, se tem sonegação, é obrigação do estado combate-las.

  • Adalberto Ferreira da Silva | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 13h55
    11
    2

    È do conhecimento público que existe corrupção a ser combatida energicamente e distorções nos gastos públicos que precisam ser corrigidas. Porém, tudo isso se torna pequeno em relação à necessidade do agronegócio dar a devida contrapartida para o desenvolvimento econômico e social de Mato Grosso, vez que atualmente deixa de recolher R$ 7 bilhões por ano para os cofres do governo do Estado. Quanto ao recurso judicial, em Mato Grosso do Sul os produtores recorreram à justiça pelo mesmo motivo e foram derrotados em todas as instâncias do Judiciário.

  • Nino Di Loreto | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 13h45
    3
    11

    A quem chama de Tubarão do Agronegócio.......... Desafio a Todos, que Convivam 1 mês com Eles no Campo, para Sentir, Avaliar inteirar dos Problemas para se Produzir o que TODOS COMPRAM NO MERCADO OU MERCADINHO, para Tomar Café de Manhã, Almoçar e Jantar a Tarde, como é Difícil a Lida no Campo e também Desigual, intemperias,Trabalho árduo Dificuldades Desafios Diários........ainda Nível de Endividamento do Setor.......QUER PARTICIPAR? .....Agora vamos Comparar com o Serviço Publico. A LEI .....PODE GASTAR ATÉ 60% DA ARRECADAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO. nestes últimos 15 anos a Atividade Agrícola Dobrou a Produção....tanto a familiar como a empresarial, portando contribuiu para o dobro da Arrecadação. .....e aí. ( é justo DENEGRIR A IMAGEM DE QUEM TRABALHA.???? - Assembleia e Tribunal de contas ( digamos que sejam 200 entre deputados e conselheiros) Gasta o Mais COMPARADO , Gasto da Cidade de Várzea Grande....aproximadamente 300 mil habitantes........e ai é Justo? Existem vários e Inúmeros problemas, que o desmando de governos produziu......Tenhamos consciência TODOS SÃO MATOGROSSENSES TODOS TRABALHAM NESTE ESTADO PROMISSOR, VAMOS RESOLVER PROBLEMAS E NÃO CRIAR . .......De certo que tem BARÕES ......da Pecuária.....da Política......dos Supermercados.....do Comercio ......da Construção .......do Ensino.....etc.etc..

  • QUEIROZ MESSIAS LARANJA | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 13h45
    16
    4

    VÃO PLANTAR NA VENEZUELA SEUS PILANTRAS SONEGADORES

  • Rugal | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 12h30
    25
    5

    Cuidado Tubarões já pensou se o juiz ordene que a SEFAZ abra a caixa preta e as simulações de exportações e, consequentemente, a sonegação de ICMS venha a tona! Tadinho tão sendo massacrados é? Vão plantar na Venezuela então .

  • Sergio | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 12h26
    20
    3

    Gente?? É para rir ?? Vcs tem um incentivo de 20 anos e essa lei do fethab é bem pouco do que vcs nao pagam que esta na casa de Bilhoes...Imposto nao é opção,tem que pagar..tem que taxar sim,. Já estao mais fortalecidos no estado, estao milionarios...todos deverao ceder...e os deputados?? Tem auxilio de tudo para poucas sessoes...E as Verbas indenizatorias dos outros poderes ?? Receber verba indenizatoria,que nao indeniza nada,pois nao saem de suas salas nem de Cuiabá. Pagamos impostos e nao se vê nada revertido para a sociedade..Agro tem que contribuir...O chicote atingiu vcs que ate ontem vivem sem pagar .. eu nao quero pagar imposto também...e cada reportagem que a gente vê ....kkkkkk

  • alexandre | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 12h12
    18
    4

    coloca logo 12% de icms, ou pra devolver retroativo aos ultimos 5 anos, não tem FEX, 6 bilhoes anual de perdas, chega da população pagar isenção pra barão...

  • José | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 11h57
    15
    1

    NÃO VAMOS INVESTIGAR R$20 BILHÕES EM FRAUDES? Não se pode esquecer de apurar e recuperar todos os desvios e fraudes do desgoverno pedro taques da transformação do estado em caos e roubalheira, os quais juntos já SOMAM $20 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos $20 bilhões: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin e vários secretários com R$50 mil/mês por fora; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $230 milhões do fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juiza candidata para ferrar o silval e a familia dele. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados e estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS