15 de Novembro de 2018,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 20h:10 | Atualizado:

CONFUSÃO NO QUILOMBO

Delegado leva pedrada e atira no joelho de homem Cuiabá

Tiro atingiu joelho de homem de raspão; delegado também foi para hospital


Da Redação

franciscokunze3.jpg

 

O delegado Francisco Kunze, da Polícia Civil de Mato Grosso, atirou num homem no final da tarde desta quinta-feira (8) em Cuiabá. A confusão ocorreu na rua Estevão de Mendonça, no bairro Quilombo.

Segundo as primeiras informações, o homem baleado teria abordado o delegado e jogado uma pedra no rosto dele. Kunze reagiu e atirou, acertando o joelho do criminoso de raspão.

Após os disparos, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e socorreu a vítima, que recebeu atendimento e já foi encaminhada para a Central de Flagrantes. A identificação dele ainda não foi divulgada.

Já o delegado, se deslocou para um hospital particular de Cuiabá com um hematoma na cabeça.

Ainda não há informações se o delegado foi vítima de um assalto ou se envolveu em alguma confusão.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Cáceres | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 14h58
    3
    1

    Conheço esse rapaz desde criança morador da mh Cidade um homem trabalhador com profisao é família muito trabalhador mesmo foi criado com princípios dentro da igreja n sei o que levou ele a morar na rua e nem os reais motivos que fizeram Luís antonio está nas ruas de Cuiabá mas não é vagabundo um ótimo profissional,meu Deus ele precisa de ajuda é não de tiros senhor que tenha misericórdia e a família tome providências pra tiralo das ruas levá-lo pra um tratamento,conheço ele pessoalmente me comove vê-lo nessa situação é muito triste ver alguém nessa situação

  • Ilze | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 11h10
    5
    0

    Verdade Aecio Never, bem lembrado. Esse delgado foi indiciado por crime de falsidade ideológica tempos atrás. Sumiu um pouco e apareceu novamente no mesmo cargo. Vai saber o que aconteceu para esse retorno "triunfal".Mas, que os órgãos públicos de assistência precisam cumprir as suas atribuições de olhar para essas pessoas em situação de rua, isso é inquestionável; pois as mesmas muitas vezes sofrendo de algum transtorno que altera as suas consciências podem num momento de crise colocar em risco a integridade física deles próprios como a de outros transeuntes. Dias atrás vi uma jovem com uma barra de ferro batendo nos carros estacionados na rua e xingando e ameaçando quem passava na via em que ela estava, no caso, nas imediações do Hospital Geral Universitário que é situado nas Ruas 13 de Junho e Thogo Pereira. Foi correria e desespero por tudo quanto é lado. Com a palavra as autoridades públicas do setor supra citado.

  • Carlos | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 11h09
    2
    1

    Esse senhor oferecia risco de vida para o delegado? Sei não....parece q houve reação em excesso.

  • Moradora do quilombo | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 09h11
    7
    1

    Eu moro aqui,onde o fato ocorreu.Esse Sr. cata latinha e náo mexe com ninguém.Ele fica em um terreno,que esta sujo na beira da avenida.O Sr. deve receber auxilio da parte de assistencia social da prefeitura.Eu me sinto mais segura em passar perto do terreno,com ele morando ali,pois,ele sendo retirado a malandragem ficara escondendo ali,para assaltar as casas e os pedestres.

  • Juares cpa | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 08h05
    7
    0

    meu vizinho arrogante dia desses faltou com respeito com 1 senhor simples humilde que catava cobre, levou uma surra de fio de luz , com esse corretivo o meu vizinho arrogante passou a respeitar as pessoas mais simples. não acredito que suas capacidade mental ser a rz desta atitude.

  • Aecio never | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 07h56
    8
    6

    Para os bolsominions esse delegado, tambem, é "bona gente" . Vejam só - O delegado Francisco Kunze e mais sete policiais civis – incluindo escrivães –, da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Várzea Grande, foram indiciados pelo crime de falsidade ideológica. Conforme as investigações, o delegado Kunze e demais policiais estariam envolvidos como os donos de uma empresa de segurança, o que é proibido pelo Estatuto da Polícia Civil. Fonte: http://www.midianews.com.br/policia/delegado-e-agentes-sao-indiciados-por-falsidade-ideologica/228992

  • Ilze | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 02h18
    5
    5

    As vias públicas desta cidade estão cheias de malucos. Aqui não existem meios de tratar os que sofrem de algum transtorno mental- a maioria pobres- e que terminam por fazer dessas vias os palcos de suas sandices colocando em alto risco a integridade fisica de todos que transitam pelas mesmas . Pobre Brasil!

  • Manoel | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 00h34
    3
    7

    Olha como o vulgo Antonio xingou os bolsonazis kkkkkkkkk

  • Carlos | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 00h12
    6
    6

    Bolsominions ficam em transe sexoeufórico com essa notícia.

  • Sincero | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 23h05
    5
    0

    Visivelmente doente mental esse cidadão. Agora é liberar o senhor pois como dizem os delegados plantonistas... NÃO HÁ FRAGLANTE!!! Kkkkk

  • Carlos | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 22h59
    7
    10

    Seu idiota imbecil deixa ele dar uma pedrada na sua cara aí vc vai lá e da um beijinho nele defensor dos fracos e oprimidos seu babaca

  • Antonio | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 21h51
    45
    15

    Olha esses idiota falando em atirar na cara do envolvido...justiceirinhos de msrda...vcs sabem o que esse sr tem? Se possui transtorno mental? Retardados...o delegado atirou na perna para conter...fez o certo...tornar se assassino pra que? Isso só passa na cabeça de psicopatas ignorantes iguais esses imbecis comentando aqui...

  • Fudencio | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 21h40
    16
    32

    Efeito bolsonaro já começou.

  • LIMA | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 21h38
    18
    33

    Seu delegado o senhor faltou as aulas de tiro policial. vc vai ter que fazer outro curso no BOPE

  • Bobó xera xera | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 21h04
    24
    28

    Mais porque nao mirou no pinto dele seria mais sofrimento do que matar um vagabundo desse. Aprender a respeitar quem seja for.

  • Carlos | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 20h24
    31
    27

    Se fosse eu atirava na cara desse vagabundo.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS