19 de Outubro de 2018,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 17h:58 | Atualizado:

AMBIENTAL

Fazenda em MT é multada em R$ 1 milhão

fazenda.jpg

 

Uma propriedade rural de Barão de Melgaço, no Pantanal mato-grossense, foi multada pela secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) em R$1 milhão por descumprimento de embargo e impedimento da regeneração natural em área previamente embargada. Além da responsabilidade administrativa, com pagamento de multa, o proprietário também será responsabilizado penal e criminalmente e o Ministério Público será comunicado.  

A infração foi constatada por meio de monitoramento de imagens de satélite, realizado regularmente em áreas embargadas, e posteriormente confirmada ‘in loco’ pela 'Operação Permanente Pantanal', realizada pela Coordenadoria de Fiscalização de Flora da Sema. A ação aconteceu na terça-feira (07.08), com apoio do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA).  

A área havia sido embargada pelo desmate de vegetação nativa em área de especial proteção, no bioma Pantanal. Tanto o dono como o gerente da propriedade responderão por desobedecer ordem legal de funcionário público.

Na fazenda foi encontrado um trator esteira organizando montes de material lenhoso para posterior queima, visando implantar pastagem. O operador do trator, executor do dano ambiental, foi conduzido à Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema) para esclarecimentos.

Os mandantes, proprietário e gerente, não se encontravam no local no momento do flagrante. Foram apreendidos um trator esteira e um trator de pneu com grade de arado.

Denúncias

A Sema orienta que denúncias devem ser feitas pela ouvidoria no telefone 0800653838 e garante sigilo sobre o denunciante.

 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • trabalhador matogrossense | Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, 08h29
    1
    0

    eu queria saber porque não hajam da mesma forma em propriedades dos barões do agronegócio, que é quem manda na sema e no atual governo.

  • João Reis | Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, 08h10
    2
    0

    Congratulações aos servidores pelo trabalho...

  • Agonandra | Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 18h56
    5
    4

    O ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM ESSES DESMATAMENTOS A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, A FLORESTA É PARA A PRESENTE E AS FUTURAS GERAÇÕES.

  • Jjunior | Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 18h32
    5
    4

    Qual motivo de não dizer o nome do proprietário???????????? e os tratores terão q ser destruídos, são ferramentas de degradação da natureza; vai chegar um juiz pereba e corrupto, e luberar o fdp; daí, tudo volta ao normal; merda de Leis e seus representantes; fiquem de olho população, vamos tocaiar esses infames🤬🤬

  • João | Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 18h24
    7
    4

    Parabéns a Equipe CFFL!