21 de Julho de 2018,

Polícia

A | A

Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h:00 | Atualizado:

MORTE DE VERDUREIRO

Filho de 1 ano faz TJ soltar médica que atropelou e matou em Cuiabá

Letícia está proibida de beber e frequentar locais públicos à noite

leticia-acidente.jpg

 

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) concedeu nesta segunda-feira (16) um habeas corpus para a médica que atropelou e matou um vendedor ambulante na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. Letícia Bortollini foi detida com sinais de embriaguez no sábado (14).

Ela teve a prisão em flagrante convertida em preventiva e estava presa desde então. A decisão é do desembargador Orlando Perri.

O magistrado acatou o pedido da defesa de Letícia feito sob o argumento de que ela tem um filho com 1 ano de idade e que precisa dos cuidados dela. A vítima, Francisco Lúcio Maia, de 48 anos, empurrava um carrinho de verdura para o canteiro da avenida quando foi atingido pelo automóvel, conduzido pela médica Letícia Bortolini, de 37 anos.

Ela o marido, que também estava no veículo, não prestaram socorro e fugiram do local. Letícia foi detida momentos depois em um condomínio.

Ela se recusou a fazer o teste do bafômetro, entretanto, segundo a polícia, estava com sinais de embriaguez. "No caso dos autos, a despeito das censuráveis condutas imputadas à paciente, com destaque para a odioso, porém, corriqueiro, hábito de conduzir veículo automotor após a ingestão de bebida alcoólica, provocando mortes e incontáveis tragédias, fato é que não ficou evidenciada, a meu sentir, a aduzida periculosidade concreta da paciente, a autorizar a manutenção de sua custódia cautelar", diz trecho da decisão.

Como condição para a liberdade, o desembargador determinou que a médica cumpra medidas cautelares. Entre elas:

Comparecimento mensal em juízo, até o quinto dia útil, para informar e justificar suas atividades;

Não se ausentar da comarca, sem autorização judicial;

Não frequentar bares, casas de jogos, boates e congêneres;

Não portar armas e não ingerir bebidas alcoólicas;

Não fazer uso de substância entorpecente;

Recolher-se em residência no período noturno, finais de semana e nos dias de folga;

Não se envolver em outro fato criminoso.

O casal fugiu do local ao atropelar Francisco, que terminava de atravessar a avenida e tentava subir com o carrinho no canteiro. Francisco voltava para casa quando foi atropelado.

Uma testemunha viu a cena e seguiu o carro da médica, que entrou em um condomínio no Bairro Jardim Itália, em Cuiabá.

A filha da vítima, Francenilda da Silva, diz que espera justiça. “Meu pai era um homem de bem. A morte dele é muito dolorida. Ele merece ser reconhecido e que as leis sejam aplicadas de forma correta”, afirmou.

Letícia é proprietária de uma clínica particular, no Bairro Bosque da Saúde, e atua como dermatologista. Em nota, o Conselho Regional de Medicina (CRM-MT) afirmou que abriu procedimentos administrativos para apurar o caso.

Postar um novo comentário

Comentários (56)

  • Rogério | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 17h27
    5
    1

    O título correto desta reportagem é: A impunidade faz TJ soltar açougueira assassina

  • Gilston | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 15h49
    6
    0

    A onde será que estava esta criança, em quanto os pais festejavam hen! Fosse eu o desembargador não soltava.

  • iAN | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 12h32
    11
    0

    Se passar essa história no Fantástico, o Brasil todo vai ficar sabendo dessa vergonha.

  • Guilherme | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 12h10
    13
    0

    E o marido dela que estava no carro?? Porque não desceu do carro para prestar socorro, mesmo que ela quisesse fugir ele tem o dever de descer e prestar o socorro, se ela nao pode pagar pelo menos esse médico que falam ser marido dela tem que pagar, até mesmo que ele é médico, ele jurou salvar vidas, não podia ter feito isso a omissão de socorro é pior até que o próprio fato de atropelar, ele DEVE SER RESPONSABILIZADO também pelo ato de fugir com a meliante.

  • AUREMÁCIO CARVALHO | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 11h02
    14
    0

    FILHO AGORA É UMA GRANDE ARMA PARA FUGIR DA CADEIA: TRAFICANTES, HOMICIDAS E OUTRAS, ALEGAM "CUIDADO" DOS FILHOS, PARA FUGIR À PRISÃO.A ESPOSA DE SÉRGIO CABRAL- ANCELMA, COM FILHOS DE 12 E 14 ANOS, ALIÁS, FEZ 60 VIAGENS AO EXTERIOR SOZINHA, AGORA ESTÁ EM CASA, CUIDANDO DOS REBENTOS. ESSA MÉDICA DEVIA CUIDAR DA FILHA ANTES DE BEBER E MATAR UM POBRE TRABALHADOR.........

  • Flor | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 10h49
    16
    1

    Vergonhoso. Vai ver o magistrado é amigo de algum parente da médica. Se fosse uma pessoa pobre iria apodrecer na cadeia,mesmo se tivesse uma escadinha de filhos em casa. Com quem o filho da médica estava enquanto ela enchia a cara.nessas horas não ninguém também leva em consideração. A juíza que não liberou a preventiva é mulher e tbm é mãe é entendeu a situação. Agora vem o juiz para facilitar as coisas. Justiça infelizmente não para os pobres.

  • Sandra Mendes | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 10h25
    11
    0

    TORNOZELEIRA PQ ESSA ASSASSINA NÃO ESTA USANDO????

  • fabio | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h58
    13
    1

    Infelizmente nossas leis são ultrapassadas,evasivas e interpretativas.Nos faz acreditar que não existe justiça. Como pode alguém beber, pegar um veiculo, matar alguém, não prestar socorro e mesmo assim ter o direito a liberdade? Um pai de família morreu, esse não teve seu direito a liberdade respeitada, não teve nem dignidade em sua morte e nem direito a lutar pela sua vida. Diga não a impunidade #nãofoifatalidade

  • fpg | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 09h29
    8
    1

    Ela não ficou presa por que a pericia não encontrou teor alcoólico proibido, que são: 51,oncinha,corotinho,nó-de-cachorro,rabo-de-galo e presidente.Só havia os permitidos: Baccar,Johnnie walker, royal salute e etc...

  • Jaja | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h57
    4
    2

    Petri = Gilamar Mendes Cuiabano

  • Laércio Barros | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h53
    2
    3

    Muitos entendidos em trânsito aqui dizendo que o fato se deu em via de trânsito rápido. Mas o "acidente" foi em Cuiabá ou não? Olhem no CTB é digam quando que essa cidade passou a ter tal via. Parece que para ter CNH aí não passam pela "escolinha" de trânsito!!

  • Vitor | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h51
    10
    1

    Estamos cheios desses médicos em mato grosso matam no hospitais agora nas ruas

  • EDNA ROJAS | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h50
    12
    1

    VERGONHOSO

  • garastazul | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h32
    12
    3

    e para de falar que cadeia e para pobre.... é que infelizmente pobre nesse pais é a maioria..... por isso pela a logica da proporcionalidade... vai ter mais pobre preso...... até porque o que tem de pobre ostentando tornozeleira por ai....... e muitos orgulhosos do acessório.

  • garastazul | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h27
    10
    5

    ta na lei, se vale para mulheres que trafica... vende troca... assalta..... vale para Dr. tambem. sem preconceito.

  • 0% de álcool | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h22
    17
    0

    Culpa disso é do DETRAN que insiste no slogan SE BEBER NÃO DIRIJA. Esse slogan esta totalmente errado, porque não podemos querer que uma pessoa embriagada tenha discernimento para decidir se deve ou não dirigir. Na pratica ocorre o contrário, quanto mais embriagado, mas se acha em condições de dirigir. O slogan correto seria SE DIRIGE, NÃO BEBA!

  • Ajeandro Goulart | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h20
    10
    0

    Falar o quê, Justiça? A Verdade é que as leis, editadas no país, é só uma das várias manobras que beneficia o réu! #Delator #Filho menor de 12 anos #1 possível doente Mental #e por aí vai[...] A Vítima é que perde! #nadamudouenuncamudará

  • P/ Cidadão | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h19
    12
    0

    Cidadão estúpido, se a pessoa que estivesse dirigindo não estivesse alcoolizada, provavelmente isso não teria acontecido, independente de ele estar fora da faixa de pedestre. Agora, eu posso acelerar toda vez que eu vir alguém fora da faixa? Tenho mais medo desses "cidadãos de bem" - que são lobos em pele de cordeiro - do que dos próprios bandidos. Para os ditos "bandidos" não existem justificativas para os seus atos ilícitos. O mesmo já não se pode falar do "cidadão de bem".

  • Maicon Nunes | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h18
    12
    0

    Empatia com a Dra e indiferença com o verdureiro - simples assim.

  • Ajeandro Goulart | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h17
    9
    0

    Falar o quê, Justiça? A Verdade é que as leis, editadas no país, é só uma das várias manobras que beneficia o réu! #Delator #Filho menor de 12 anos #1 possível doente Mental #e por aí vai[...] A Vítima é que perde! #nadamudouenuncamudará

  • Ajeandro Goulart | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h17
    4
    0

    Falar o quê, Justiça? A Verdade é que as leis, editadas no país, é só uma das várias manobras que beneficia o réu! #Delator #Filho menor de 12 anos #1 possível doente Mental #e por aí vai[...] A Vítima é que perde! #nadamudouenuncamudará

  • Dimas | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h15
    4
    8

    A médica teve liberdade provisória deferida, porque não foi verificado nenhum requisito previsto nos artigos 312 e 313 do Código de Processo Penal. Ela tem que responder SIM, mas cumprindo os ritos penais devidos. Ademais, o fato de ela ter um filho, por si só, não garante a soltura dela. Agora é cobrar a justiça devida à ela e à família do falecido Francisco. Menos ódio!

  • ARRUDA | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h12
    11
    1

    CRIANÇA NÃO TEM CULPA A PESSOA ADULTA SIM

  • João José de Rosário | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h11
    16
    2

    Aí não né PERRI !!!! QUE BOLA FÓRA !!!!

  • Hercules | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h02
    12
    11

    Senhores, em pese o descontentamento da maioria, faz saber que a decisão foi correta. Explico, a autora do fato cumpriu os requisitos do CPP, dessa forma, conseguiu medida cautelar diferente da prisão. Vejo que há descontentamento por se tratar de pessoa abastada financeiramente e, bem como, pela profissão que exerce, qual seja, médica. Todavia, não nos esqueçamos que um dos requisitos para haja a concessão da medida cautelar diversa da prisão é "ter filho pequeno", grosso modo. Ademais, se considerarmos o presente caso levando em conta o clamor popular (que ela continue presa), há de saber que deveríamos fazer isso em TODOS os outros casos, incluindo aqueles que a mãe furtou peça de roupa para o filho pequeno, ou ainda, casos até menores, onde por decisão equivocada do juiz, a sentença nem sempre se mostra favorável ao nosso ponto de vista.

  • BRUNA | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h01
    10
    1

    o filho não fez nada, quem fez foi o Juiz e pra mim totalmente errado

  • ze | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 08h00
    15
    2

    blz senhor desembargador e a familia do verdureiro q dependia dele quem vai cuidar agora o Sr q soltou esse casal de pinguço porque eles tavam de boa bebendo e o coitado trabalhando e agora como diria a música JOSÉ? difícil ne ela pode cuidar do filho e o coitado morreu não foi acidente não foi acidente e quando vc não pode evitar agora beber e atropelar q seja um bicho e CRIME senhor desembargador CRIME e revoltante e odioso ver q no Brasil não tem.jwito mesmo continua tudo igual por séculos e séculos e enquanto esse bando de velho tiver no poder com seus COMPADRES advg nada muda nada nada

  • ANA | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h54
    12
    0

    MATO GROSSO SÓ IMPUNIDADE!

  • Carlos Alberto Ribeiro taques | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h48
    12
    0

    A cadeia foi feito para pobre existe muita impunidade nesse Brazil ela devia ficar presa pelo crime que cometeu ainda mais embriagada esse é o nosso Brasil

  • jose osmar cabral | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h36
    11
    1

    Agora voces acredita que eu estava errado, o advogado do capeta ja ganhou esse HC l apos a morte confirmada do trabalhador simples falou pra ela assumir o volante e ela assumiu a morte de um trabalhador uma boa investigacao analizando o percurso feito por esses dois assasinos que matarao e isso e fato atravez de cameras verao que ele tava no volante, mas eles se esquece que jogarao toda a merda em cima do filho inocente mas esqueceram DEUS esta vendo ele sim vai dar a sentenca que dinheiro negum vai fazer o advogado do capeta resolver e ponto final.

  • Paulo | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h32
    16
    0

    Acidentes acontecem, mas fugir sem prestar socorro é uma escolha.....

  • Nego Preto | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h22
    19
    1

    Sugestão de pauta para a imprensa: levantem quantas mulheres estão atrás das grades atualmente, mesmo com filhos menores de 12 anos. Aposto que tem centenas de mulheres pobres na cadeia e os filhos sendo criados por familiares. Já a poderosa Doutora que cometeu crime contra a vida, está solta. "Todos são iguais perante à lei.." "A Justiça é cega..." = piadas!

  • Kveira | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h16
    13
    0

    É vizinha Excelência???To vendo!!!

  • Cidadao | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 07h15
    4
    29

    Essa história já deu. Este senhor estava no meio da rua quando foi atingido pelo carro, empurrando um carrinho de transportar verdura. Atravessou em local proibido. Se esta médica errou ao não prestar socorro, isso não a faz culpada pelo acidente em si. Ali não era faixa de pedestres e o fato ocorreu em uma via rápida. Chega de mimimi. Quem atravessa em local proibido sabe dos riscos que corre.

  • Feminino | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 06h59
    14
    3

    Filho de 1 ano que a tirou da prisão ou a impunidade que impera nesse País ???!! Quantas presas estão lá, com filhos até menos de um ano e não são soltas. Ah!!são pobres e não tem DR.

  • Jefferson | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 06h55
    13
    1

    E o verdureiro não tinha uma família pra cuidar também? Pra vir um(a) FDP com o rabo cheio de cachaça e matar o desinfeliz?

  • omero machado | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 06h44
    8
    2

    filho nâo o cpf

  • Jpa | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 06h43
    18
    1

    E quando vc a acha que o país tá mudando , kkkkkk , o filho tava na onde no dia do atropelamento ? Pq ela largou ele é foi encher a cara e matar uma pessoa. Parabéns ao desembargador que soltou , que não levou em conta que ela tirou a vida de um trabalhador , que ela e o maridos ambos médicos não prestaram socorro que não levou em conta que ela fugiu e ainda por cima bêbada , parabéns Justiça de MT . Cumprir pena em casa no condomínio de luxo fácil kkkkkkk que país é esse?

  • Motorista | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h49
    10
    0

    EU JÁ SABIA ....

  • Indignado | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h47
    15
    0

    Se vc quer matar alguém use seu carro, que no máximo será homicídio culposo, há e beba muito antes pra não ficar muito na cara. Pra que arma???

  • Amigo | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h37
    14
    0

    Uai....entao tem que soltar dezenas de maes que estao presas no ana maria do couto may; dois pesos duas medidas........que absurdo essa justica!

  • Paulo | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h37
    5
    7

    Infelizmente uma tragédia, mas muitas pessoas atravessam avenidas de trânsito rápido fora da faixa de pedestres e se colocam em situação de risco.

  • Cidadão Indignado | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h13
    10
    0

    Infelizmente cadeia no Brasil funciona apenas para os menos favorecidos que não tem condições de pagar por um bom advogado....Porque presidiárias com crimes inferiores a este separam de seus filhos recém nascidos....E revoltante, o pior é q a médica e vizinha do Perri....a quem deveria julgar suspeito....Lamentavel

  • Cidadão Indignado | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h13
    6
    0

    Infelizmente cadeia no Brasil funciona apenas para os menos favorecidos que não tem condições de pagar por um bom advogado....Porque presidiárias com crimes inferiores a este separam de seus filhos recém nascidos....E revoltante, o pior é q a médica e vizinha do Perri....a quem deveria julgar suspeito....Lamentavel

  • Carlos | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 05h07
    13
    0

    ISSO VAI ACABAR IMPUNE INFELISMENTE! MAIS UM TRABALHADOR ASSASSINADO POR UMA PESSOA INRRESPONSÁVEL E ASSASSINA, MAIS COMO TEM DINHEIRO E PRESTÍGIO NESSA SOCIEDADE MALEFICA NÃO FICA PRESA! AINDA TEM PROCURADOR SAFADO QUE SOLTA.

  • boy | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 04h49
    12
    0

    Como sempre errado foi quem morreu.E para família é a luta do tostão contra o milhão. E essa coisa de mulher com filho menor de 12 anos ficar impune, vai virar igual a menor de 18 anos que comete as barbáries que vemos todos os dias por saberem que nada vai acontecer.

  • Ex-eleitor do Taques | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 04h33
    10
    0

    Desculpa mas discordo literalmente do comentário do Cuiabano aonde afirma que o filho dela sofra...Meus Deus eu pergunto qual a culpa o filho dela tem da mãe encher a cara de cachaça e matar alguém??? A mãe sim tem que pagar pelo que ela fez e vai pagar porque se paga é aqui na terra mesmo...

  • Ze | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 03h32
    2
    5

    O minimo...que esssa médica pd fazer e tebtar solidarizar com a família..via seus advogados Ja situacao semelhante anos atras e a pessoa nao havia bebido,n estava em velocidade, , a pessoa praticamente trombou com a lateral teaseira do veiculo saindo de casa correndo em uma rua de calcada estreita, e foi socorrida ..e deu todo apoio a familia ...mesmo assim sofreu duras consequências. AGORA COMPARE A ESSSE CASO DA MEDICA..Dr.Orlando...

  • Rafael | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 03h16
    11
    0

    SOCORRER E DAR ASSISTENCIA AOS FAMILIARES DA VÍTIMA - NEM PENSAR, NÃO É???

  • Cidadão Atento | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 02h36
    7
    9

    Quanto ódio em alguns comentários. Ela errou e tem que ser responsabilizada. Tem o direito de responder a um processo civilizado. Não há motivo para mantê -la em prisão preventiva, que é excepcional e provisória. Qdo e se for condenada em primeira e segunda instâncias que pague pelo que fez, como qualquer cidadão. O ódio não trará de volta esse senhor trabalhador que infelizmente perdeu sua vida. Tem gente desejando o mal para o filho da médica (coração peludo, hein meu chapa?!!). Todos nós já erramos na vida. Ela cometeu um erro gravíssimo e deve responder por ele. Mas, sem ódio e rancor.

  • Indignada com a situaçao | Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, 01h00
    20
    0

    Ei Senhor Orlando Perri Poderia ter sido seu irmão,teu pai,teu filho,poderia ter sido a sua família chorando a morte brutal de um ente querido.mas felizmente não foi a tua que chora e sim a minha😥 Desejo do fundo do coração que Deus nunca permita que o senhor passe por essa dor,pois se um dia chegar passar há de lembrar do verdureiro que foi atropelado brutalmente e abandonado como se fosse um lixo por duas pessoas que se diziam médicos e fizeram um juramento de salva vidas mas que tiraram a vida de um pobre homem que também tinha família,sim família, a família do verdureiro que hoje chora a sua partida tão repentina mas que o senhor acha que não foi nada demais,pois a réu nao pode ir presa pois tem um filho,o verdureiro tambem tem. mas afinal de contas somos pobres.

  • Zé do Gás | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h43
    55
    2

    Eu bem que avisei...

  • Indgnada | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h21
    109
    2

    Na hora de encher a cara de pinga esquece o filho, se tivesse em casa o Sr. Trabalhador não teria sido vítima desses dois delinquentes. Me poupe, mas acho que essa aí tem babá suficiente pra cuidar. Aff isso revolta a gente...credo...

  • Rogério | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h20
    73
    3

    Cheirinho de impunidade

  • Maninho | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h09
    87
    2

    Esse é o Brasil que não queremos ......onde os culpados ficam soltos e os inocentes quando não morrem ficam na cadeira de rodas sem nenhum assistência.....

  • Cuiabano | Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 23h07
    36
    69

    A médica tem um filho tomara que ela pague coma própria moeda o que ela fez com esta familia....tomara que o filho dela carregue este preso sofra e muito...como esta familia esta sofrendo...e que Toda vez que ela olhaparao filho lembre de quem ela matou....

Loading...