15 de Dezembro de 2018,

Polícia

A | A

Quarta-Feira, 10 de Outubro de 2018, 17h:58 | Atualizado:

TENSÃO

Índios ameaçam invadir posto da PRF para recuperar carro


TVCA

prf.jpg

 

A Polícia Federal investiga uma suposta ameaça feita por índios ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, nesta quarta-feira (10). Houve reforço policial pra garantir a segurança do local.

Pelo menos 20 policiais fazem a segurança do posto de fiscalização da PRF. Eles vieram de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, depois de uma suposta ameaça feita por 4 índios da etnia Xavante, que estariam tentando recuperar um carro apreendido pelos policiais rodoviários. Eles teriam ameaçado atacar o posto.

O carro apreendido não pertence aos indígenas. Os policiais acreditam que o dono fechou negócio com os índios, mesmo com o veículo estando no pátio da PRF. A ameaça ao posto foi comunicada formalmente à Polícia Federal.

Um inquérito deve ser aberto pra investigar o caso. Os policiais se reuniram com um representante da Fundação Nacional do Índio (Funai), que se comprometeu a conversar com os índios envolvidos na ameaça.

A TV Centro América tentou, por telefone, contato com um líder da comunidade Xavante de Primavera do Leste, mas não foi atendida. Segundo a PRF, cerca seis mil índios moram nas aldeias que ficam entre Primavera e Barra do Garças.

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • COSTA | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 08h22
    1
    0

    AI EU PERGUNTO PRA QUE SERVE O INDIO??? NÃO SERVE PRA PORRA NENHUMA ´SO PRA DAR DESPESAS E ENCHER O SACO.

  • alexandre | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 06h48
    2
    2

    Bolsonaro vai botar ordem na casa, PMDB apóia o Haddad, temer apóia o PT... bezerra apóia o PT.

  • Fagner | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 05h53
    3
    2

    Se o vagabundo do Lula quer ser presidente de novo. Ai povo já está colocando em prática Não respeita mas a lei...

  • Raimundo | Quarta-Feira, 10 de Outubro de 2018, 21h16
    35
    2

    Em um país que um presidiário quer ser presidente, não há lei, ninguém respeita nada, é a decadência da sociedade.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS