22 de Março de 2019,

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 21h:45 | Atualizado:

MORTES NA FEB

Motorista é indiciado e corre risco de pegar 40 anos de prisão em VG

Na contramão, Eduardo também atropelou e feriu outro casal em uma moto


Da Redação

acidente-feb.jpg

 

O motorista de aplicativo, Eduardo Nilson Amorim Leal, 23 anos, causador de um acidente que matou duas pessoas na madrugada do dia 28 de outubro do ano passado em Várzea Grande será indiciado por homicídio doloso, duas vezes, e está sujeito a penas de seis a 20 anos em regime fechado por cada vítima. Ele também deve ser responsabilizado por ter causado graves lesões em outras duas pessoas.

No entendimento do delegado Cristian Cabral, da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito, responsável pelo inquérito, investigação e indiciamento, Eduardo assumiu deliberadamente o risco de matar quando decidiu dirigir seu Volkswagen Voyage na contramão da Avenida da FEB por quase três quilômetros. Antes de bater e em outro Volkswagen, um Gol, e matar Airton Batista da Silva e Rosilda Batista da Silva, que estavam dentro dele, Eduardo atropelou o casal Carlos Eduardo de Freitas Dias e Fabiane de Meira Ferreira Santos, que seguia tranquilamente em uma motocicleta.

Informações obtidas junto a familiares dão conta de que a intenção era se matar, por isso, além de estar na contramão, o jovem bateu em alta velocidade. “Eduardo Nilson Amorim Leal vai responder pela prática de homícidio doloso, por duas vezes, e ficará sujeito a penas que vão de seis a 20 anos de reclusão para cada vítima, sem prejuízo da responsabilização pelas lesões graves causadas a um casal de motociclista também envolvido no acidente”, reforçou o delegado Cabral.

A sequência em que tudo se deu foi um cenário de horror. Primeiro Eduardo atropelou o casal na motocicleta, arremessando os dois vários metros à frente, e depois perdeu o controle do Voyage e acertou o Gol com violência, de frente. Airton e Rosilda ficaram presos às ferragens, agonizando, e chegaram a ser atendidos pelos bombeiros, mas não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local.

O outro casal ficou seriamente ferido, sendo que a Fabiane Ferreira Santos teve várias fraturas nas pernas, pois ela voou da moto devido à força da pancada do Voyage e acabou batendo com o corpo em um poste no canteiro central. Ela e Carlos Eduardo foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, assim como o próprio causador do acidente, que acabou internado na UTI, em coma, por vários dias.

De acordo com a Deletran, Eduardo envolvera-se em outro acidente quatro anos antes, mas fugiu do local. “Descobrimos que ele já se envolveu em um acidente de trânsito em 2014. Na ocasião colidiu com uma residência, abandonou o veículo e fugiu do local”, revelou o delegado Christian.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • eulke | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 11h10
    1
    0

    "No entendimento do delegado Cristian Cabral, da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito, responsável pelo inquérito, investigação e indiciamento," INFELIZMENTE, O ENTENDIMENTO DESTE DELEGADO NÃO SERVE DE NADA PARA MPE e PARA JULGADOR (JUIZ), DUVIDO QUE SERA HOMICIDIO DOLOSO, ASSISTIMOS A TODOS CASOS IGUAIS A ESTE, QUE O AUTOR DO ACIDENTE RESPONDEM POR HOMICÍDIO CULPOSO, E AI, A PENA E QUASE NADA. O AUTOR SEMPRE RESPONDE EM LIBERDADE. NÃO É O DELEGADO E NEM A POLÍCIA (PM OU CIVIL) QUE PRENDE, DEIXA O CIDADÃO EM RECLUSÃO, É O MINISTÉRIO PUBLICO E O JUIZ. CABE AS POLICIAS APRESENTAR O CONDUZIDO, JUNTO COM O CONTEXTO DAS PROVAS, DEVIDAMENTE DOCUMENTADO, PARA PODER CONVENCER O MP E O JUIZ DA RESPONSABILIZAÇÃO DO CONDUZIDO. SOMENTE ISSO. QUEM PRENDE E MANTEM O CIDADÃO EM ESTADO DE RECLUSÃO NÃO É A POLÍCIA, ESTA APENAS FAZ O PRIMEIRO ATENDIMENTO.

  • Oliveira | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 22h17
    4
    0

    Resumindo " é um inconsequente" cadeia nele. Procurasse Deus ou CVV antes de tentar este tal de suicídio. Quer tirar a vida? Errou duas vezes. 1. Nossa vida pertence a Deus. 2. Quer morrer.... Morra sozinho.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS