16 de Novembro de 2018,

Política

A | A

Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h:00 | Atualizado:

ELEIÇÕES 2018

Mauro pode recuar se não viabilizar financeiro da campanha


Diário de Cuiabá

Ronaldo Pacheco - Olhar Direto

jaime-mauro-botelho-fabio.jpeg

 

Acabou parte do suspense, a fim de viabilizar a sua candidatura ao Governo do Estado para o pleito de outubro deste ano, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) afirma que irá buscar, juntamente com o partido, viabilidade política e financeira para encarar uma campanha eleitoral. 

A decisão foi tomada na noite da última segunda-feira (11) durante reunião da cúpula do DEM. Ela se deu após a análise de uma pesquisa realizada em todo o Estado pelo instituto GPP de Planejamento e Pesquisa. 

Informações dão conta de que Mendes aparece bem pontuado na pesquisa, estando a frente, inclusive, do governador Pedro Taques (PSDB), que deve disputar a reeleição em outubro. 

“Vamos iniciar as conversas com os partidos que acreditam em um novo projeto para Mato Grosso que estamos buscando construir pautado na boa gestão, na eficiência, na modernidade, na transparência, na verdade, na desburocratização do estado e em uma melhor distribuição das riquezas produzidas no estado. Um estado mais simples, mais moderno, mais empreendedor que gere mais oportunidades a todos os mato-grossenses”, disse o presidente regional do Democratas (DEM), deputado federal Fábio Garcia. 

Apesar disso, Mauro Mendes evita falar que é pré-candidato. De acordo com o democrata, a pesquisa de intenção de voto encomendada pelo Diretório Nacional mostra a sua viabilidade eleitoral para a disputa. 

Contudo, ele frisa que isso não é suficiente para embasar uma candidatura. Para o ex-prefeito, uma candidatura consolidada depende da formação de um arco de alianças, além de preparo financeiro. 

“Uma campanha não se faz apenas com a viabilidade eleitoral, ou seja, você ter uma boa intenção nas pesquisas, ter um certo número de cidadãos que declaram uma vontade ou um desejo de votar naquele candidato. Você tem que construir dois outros pilares importantes, que é o da viabilidade política e da viabilidade estrutural, financeira de uma campanha”, acrescenta. 

Em Mato Grosso, o teto máximo para campanha ao Governo neste ano será de R$ 5,6 milhões. Mendes afirma que, se isso não for construído irá recuar da disputa. 

“É nessa fase agora que o Democratas vai começar a trabalhar para construir essas viabilidades para que esse projeto possa se concretizar, ou até dizer não, não será possível, vamos ter uma outra alternativa. Estamos na fase agora de construir esses dois outros pilares para que possa tornar viável uma candidatura, tanto minha como do senador Jayme campos”, enfatizou. 

Questionado se o posicionamento definitivo do partido quanto a candidatura própria saíra somente nas convenções, Mendes nega e afirma que isso será definido nas próximas semanas. 

“Certamente não. Nós temos prazo. Existe muitas indefinições, muitos partidos. A política vive um momento diferente, muitas coisas terão que ser diferentes nessa campanha. O cidadão cobra isso daqueles que estão na política, não dá para fazer as coisas do mesmo jeito, porque se fizermos do mesmo jeito, seguramente o resultado será muito igual, ou muito parecido, com aquilo que esta aí hoje, que não está sendo aprovado pela maioria da população brasileira e do estado de Mato Grosso”, alfinetou. 

 

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • seu cuca | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 17h17
    0
    0

    tá puro; cai fora, mauro se tem pessoa que voce não pode confiar é em jayme campos, ele joga voce nessa fogueira e cai fora; larga de ser besta, não vai, quem avisa amigo é, porque voce não fala pra jayme sair candidato a governador, gente jayme até hoje na politica só ganhou de galinha morta, jayme corre feio, primeiro ele não gasta dinheiro em campanha e ainda mais dos outro, quem avisa amigo, mauro solta esses campos.

  • silvio | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 16h57
    1
    0

    Eu sempre tive uma boa impressão do Sr. Mauro, mas agora vendo ele "abraçado" nesta foto acima , quase virou meu estomago, fiquei com vontade de vomitar, nosso País esta na mão de um monte de malandro mesmo, sangue-sugas que não querem largar a teta da Loba de jeito nenhum. Como diz o ditado popular que cabe bem aqui para nosso País, referindo-se aos políticos, é mais ou menos assim: "Mexe-se na merda e as moscas só mudam de lugar, a merda é a mesma, as moscas são as mesmas e o fedor piora cada vez mais". Bem vindo ao Brasil , ilha da Fantasia. Opa em tempo: tem Copa do Mundo este mês: futebol, carnaval, muita cachaça e pronto " os problemas acabaram" . kkkkkkkkk.

  • Dornas | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 16h15
    0
    1

    Mauro, se os cabras que apoiaram o Taques e viram a merda que é e querem ser chantageados e grampeados que nao ajudem na sua campanha e continue com o monstro por eles criado ate serem totalmente devorados! Cambada de cegos!!!

  • jota2018 | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 15h19
    4
    1

    MAURO MENDES QUER DINHEIRO KKKKKKK ... E AS OBRAS DE VG NÃO DEU O SUFICIENTE PRAS DUAS CANDIDATURAS NÉ ??? SÓ DEU PRO SENADO :) ... VOU FALAR PRA VCS, PASSARINHO QUE ANDA COM MORCEGO, ACORDA DE CABEÇA PRA BAIXO ! LARGARAM DO GOVERNADOR, LOGO O CARA QUE TÁ COM A MÁQUINA NA MÃO, NO ANO POLÍTICO? NÃO SOA BEM ESTRANHO ISSO ? FICA AI A DICA PROS ELEITORES, QUE OS CANDIDATOS Q DEIXARAM A BASE, PROVAVELMENTE NÃO FORAM ATENDIDOS NOS SEUS PEDIDOS OBSCUROS, CERTEZA ISSO !

  • O atalaia | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 15h17
    3
    0

    O dinheiro para a campanha é limitado mesmo É, o carisma, a capacidade de convencimento e a energia dos candidatos devem fazer a diferença. Afinal hoje é o amanhã que nos preocupava ontem. A compra de votos vai dando lugar ao talento.

  • Luiz Felipe Magalhães | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 15h02
    8
    1

    Supostamente para angariar fundos para a sua empresa e a engeglobal de fabio garcia que está falindo

  • JPNETO | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 14h49
    7
    3

    Mauro tá quebrado, Jaime e Julho não vão colocar dinheiro e só conversa fiada!!!! E PEDRO DE NOVO PARA DE CHORORO KKKKKKK....

  • PANTANAL | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 14h38
    11
    3

    SO MALA NAO VOTE EM NENHUM DESSES CANALHAS

  • RENATA MELINE | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 14h38
    3
    7

    LARGA DE BESTEIRA MAURO MENDES ATÉ DE GRAÇA VC GANHA DO PT......ALIÁS QUALQUER UM GANHA DELE BASTA ANDAR NO CENTRO DA CIDADE E PERGUNTAR...................TA FÁCILDEMAIS.............

  • João José de Rosário | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 14h19
    6
    1

    A novela... segunda parte... o povo já tá ficando com saco cheio dessa " LENGALENGA " ... ACORDA MM... DECIDE DE UMA VEZ .... SEJA MACHO !!!!

  • PALHARES | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 14h08
    9
    1

    OLHANDO ESTA FOTO ONDE SÓ TEM FIGURINHA CARIMBADA, EU TE FALO MAURO, VC TÁ BEM ARRUMADO!! DÁ PRA SE TER UMA IDEIA DO QUE COMO SERÁ SEU GOVERNO COM ESSA TURMA AI!

  • ZERO 1 | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h58
    10
    1

    vc MAURO MENDES está cheios de aliados corruptos que mamou na tetas do estado de Matogrosso a décadas eles tem o cascalho

  • Araújo de Souza | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h14
    6
    0

    É mala ele não quer pagar a campanha. Júlio paga Mauro..

  • Araújo de Souza | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h14
    9
    2

    É mala ele não quer pagar a campanha. Júlio paga Mauro..

  • Analista Politico | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h07
    8
    0

    Tá e onde o Pedro Taques vai arrumar dinheiro para a campanha dele?

  • mario | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h04
    6
    5

    MM se quiser ser candidato terá que bancar sua campanha. Duvido que seus aliados irão tirar dinheiro para ajudar inclusive Jaime Campos

  • Robson Souza | Quarta-Feira, 13 de Junho de 2018, 13h03
    3
    3

    FOLHAMAX outra vez a serviço do Desgoverno. É uma mentira atras da outra, Cria vergonha

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS