21 de Janeiro de 2019,

Política

A | A

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 23h:30 | Atualizado:

DENÚNCIA DE ABUSO

MP investiga deputado de MT por comprar e doar bolo em festa na campanha

Gimenez foi alvo de denúncia que está sendo analisada por procuradores


Da Redação

DRGIMENEZ.jpg

 

O Ministério Pùblico recebeu em dezembro do ano passado uma denúncia de abuso de poder econômico contra o deputado estadual eleitol Dr. Gimenez (PV), o que poderia configurar compra de votos. De acordo com a denúncia, no dia 31 de agosto, durante a realização de um leilão beneficente promovido pelo Rotary Club de São José dos Quatro Marcos, Gimenez adquiriu um bolo e, na mesma hora, o doou para ser novamente leiloado.

A prática, apesar de objeto de denúncia, é comum em eventos beneficentes. Segundos registros feitos pela Agência de Monitoramento de Informações LTDA, o bolo foi adquirido pelo candidato eleito pelo valor de R$ 250,00.

Durante a narrativa do leilão, um dos locutores do evento, o radialista Flávio Júnior, cita que Gimenez será o futuro deputado estadual. Logo depois o então candidato anuncia a doação. “Pela campanha ortopédica desse grupo de serviço, eu coloco de novo o bolo a leilão”, disse o político após arrematar a guloseima.

O documento também aponta uma suposta prática de boca de urna por cabos eleitorais do candidato no dia da eleição. Policiais flagraram quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, dentro de um carro objeto de denúncias anônimas de diversos eleitores de São José de Quatro Marcos.

Com eles, a polícia encontrou dinheiro em espécie, folhas de cheque, anotações com nomes de pessoas e materiais de campanha que, segundo os denunciantes, estariam sendo entregues a eleitores nas proximidades de colégios eleitorais.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • pantaneiro | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 17h29
    3
    0

    Puts, piada, né!!! Alô MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, ajuda ai, né, os seus pares estadual têm muita coisas para serem investigadas!!!

  • José Bento | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 14h29
    4
    1

    Por quê que o MP não vai investigar o ex-governador Pedro Taques no escândalo da Grampolândia e o motivo dele ter entregue esse "pepino" pro Mauro Mendes, bem como todos os envolvidos na delação do Silval em vez de se preocupar com gente que em vez de roubar o povo quer ajudar uma instituição?! E o pior: Essa matéria tá uma inhaca, com cara de matéria paga!!! O texto fala uma coisa, mas o vídeo mostra outra coisa, nada a ver com o texto, totalmente diferente!

  • eulke | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 11h59
    6
    0

    MPE - ELEITORAL, TEM COISAS MUITO MAIS IMPORTANTES E GRAVES, MILHÕES SENDO DESVIADOS, DESVIOS DE DINHEIRO PUBLICO, FURTO E MAIS FURTOS NO ESTADO, E O SENHORES DANDO IMPORTÂNCIA A 25O REAIS, VÃO CATA COQUINHOS. SE CANDIDATO COMPROU O BOLO E DECIDIU DEVOLVER PARA SER LEILOADO NOVAMENTE, COM O FIM DE AGAREIAR VERBA PARA A INSTITUIÇÃO NESSE CASO O Rotary Club de São José dos Quatro Marcos, onde ele pode ter vinculo, qual o problema, daqui a pouca vão dizer que os candidatos não poderão frequentar qualquer tipo de festa durante a campanha eleitoral. absurdo

  • Joao Mensageiro | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 10h32
    0
    8

    Dissimulado! Pensa que o MPE é tapado, chega de politicos "espertinhos", trapaceiros, tem que cassar mesmo!

  • Engrasgandoengabgrasda | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h42
    2
    2

    Francisco, a VI escandalosa de 65 mil reais da ALMT não vê, será que é rabo preso. Bolsonaro já disse que vai eliminar tal verba (Estadao, 23/11/18) , o CNJ tem negado e a PGR já sinalizou a inconstitucionalidade “..,sendo que os agentes públicos que recebem pelo regime de subsídio não podem ser indenizados (Estadao, Auxílio saúde MPPE, 28/12/18). E o Conselhão proibiu auxílios para burlar a extincao do auxílio moradia (Estadao,?4/01/19). ATT MM!!!!

  • JO DE Q.MARCOS | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h32
    7
    4

    NÃO VEJO NENHUMA MALDADE OU MESMO CAPTAÇÃO ILICITA DE SULFRAGIO, ATE PORQUE NÃO APARECE O CANDIDATO PEDINDO VOTO, SEU NOME FOI MENCIONADO POR UM INTERLOCUTOR, OBJETO ESSE ARREMATADO POR UM CIDADÃO E QUE VOLTOU COMO FORMA DEVOLUTIVA PARA SER LEILOADO NOVAMENTE EM PROL DE UMA CAMPANHA BENEFICIANTE, ATE ENTÃO EM 31/08 NÃO EXISTIA REGISTRO DE CANDIDATOS. ISSO PROVA DESESPERO DE POLITICOS QUE FORAM A REELEIÇÃO E NÃO FOI ELEITO E AGORA FICA PROCURANDO FOTOS DE SUA PROPRIA INCOMPETENCIA.

  • Carlos | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h21
    6
    3

    Parece piada! É cômico para não dizer trágico. A que ponto chegamos. Para ser candidato ou político o cidadão precisa bloquear emoções e sobretudo o desejo e a vontade de fazer o bem. Analisando o fato relatado, é comum qualquer pessoa retornar o produto rifado ou sorteado para incrementar a festa. Imagina, o cidadão candidato agora precisa sentar à mesa e comer o bolo sozinho. Não pode nem dividir um pedaço. Afinal, "ele é candidato". Ridículo. Acho um absurdo promotores e órgãos de controle pagos com dinheiro público se prestarem a esse tipo de ridículo.

  • O Japonês : Tofudidinho | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h19
    6
    1

    Um bolo de doação e o furto de uma galinha para saciar fome de um miserável neste país são punidos com muito mas rigor que, crimes hediondo; mas quando se trata de milhões, aí a coisa muda e todos dividem o bolo e ficam felizes.

  • jose antonio silva | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h17
    3
    1

    E DEPOIS NÃO SABEM ONDE NOSSO DINHEIRO SOME! E DEPOIS NÃO QUEREM QUE SINTAMOS VERGONHA DESSE TIPO DE GENTE: MPE, MPF, CGE, PGE E TANTOS OUTROS! UM BOLO? R$ 250,00? E OS MILHÕES NÃO VÃO ATRÁS POR QUE TEM PARTICIPAÇÃO? É ISSO? VERGONHA, NOJO, ASCO DESSE TIPO DE GENTE E COISA! SE O BOLO FOSSE PARA O MP NADA DE ERRADO TERIA!

  • De olho | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 06h45
    5
    19

    Lei e clara ; nao pode fazer doacao !

  • Joa do Caminhao | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 04h55
    25
    1

    MP. Prlo amor de Deus vao cassar o que fazer. Quem que ja nao foi em festa de igreja tomou conta mas arrematou um bolo no leilao e douu novMente. Promotor ganhar 30.000 por mes e se procupar com volo de festa? Vao CAGAR

  • Rodrigo | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 02h23
    29
    1

    Ladroes roubando 23 veículos de uma vez só, e esses desocupados investigando 250 reais, em festa beneficiente, e pra acabar mesmo, da vontade de mandar pra quele lugar bem lá no FUNDO.... entende né?

  • Francisco | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 02h19
    26
    1

    Um bolo ??? Gente, prestem atenção no denuncismo rasteiro. MP não tem o que fazer ?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS