17 de Fevereiro de 2019,

Política

A | A

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 08h:33 | Atualizado:

FAÇA O QUE EU DIGO, MAS NÃO FAÇA

Presidente da AL sugere que deputado "dê o exemplo" e devolva VI

Eduardo Botelho prorrogou prazo para que parlamentares devolvam benefício de R$ 65 mil ao mês


Da Redação

botelho-ulysses.jpg

 

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), pede para que o deputado Ulysses Moraes (DC) dê o exemplo e comece por ele a redução e prestação de contas da Verba Indenizatória (VI) dos deputados. Segundo ele, até o momento nenhum deputado abriu mão da VI, por isso, teve que prorrogar o prazo para que os parlamentares comuniquem suas decisões. 

Ao tomar posse no legislativo, cada deputado deve comunicar se irá fazer uso da VI ou irá deixar para que seja aplicada em projetos e ações realizados pela Sala da Mulher. Porém, nenhum comunicou a devolução do recurso. 

“Nenhum abriu mão. Estamos prorrogando este prazo para que eles apresentem essa solicitação, por que não sei se entenderam bem. Então, estamos dando mais um prazo para eles apresentarem isso”, informou Botelho. 

Porém, o deputado Ulysses Moraes adiantou que apresentou uma proposta que visa diminuir o valor da Verba Indenizatória paga aos 24 parlamentares e alguns servidores em cargo de confiança. A pretensão é reduzir o montante em 50%. 

Aos deputados, a verba de R$ 65 mil cairá para R$ 32,5 mil. Segundo o parlamentar, a economia estimada ao longo da legislatura é de R$ 57 milhões.

Além da redução, o PL de Ulysses prevê ainda que, para resgatar a indenização, o parlamentar deverá apresentar a prestação de contas e esta, por sua vez, deverá ser disponibilizada no Portal Transparência para acesso da sociedade. Ao apresentar seu Projeto de Lei, Ulysses pontuou que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso possui a verba indenizatória mais cara do país, com uma diferença de R$ 15 mil para a segunda colocada, de Roraima, estipulada em R$ 50 mil

No entanto, Botelho propõe que deputado dê o exemplo e comece, por ele, a prestar contas para poder requerer projeto de lei. O presidente afirma que caso deputados aprovem o projeto, ele seguirá com a maioria. 

“Tem deputado dizendo que vai reduzir. Primeiro tem que propor reduzir o dele, porque acho que isso é um caminho, tem essa possibilidade. Está defendendo prestar conta, não tem problema, ele coloca que daqui para frente o dele, tem que começar dando exemplo. É um direito do deputado apresentar o projeto de Lei e o que a maioria decidir eu como presidente vou seguir”, confirmou.

 

Postar um novo comentário

Comentários (43)

  • Matheus silveira | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 06h20
    0
    1

    Creio que este como muitos outros temas seja fácil de se resolver, no entanto, é necessário maturidade aos Nobres Deputados para entenderem que o legislativo como o próprio nome diz é pra legislar em favor da sociedade e não em causa própria. Quantas leis são feitas e aprovadas e depois a revogam? Porque não revogar essa da Verba Indenizadora? Simples assim. O que justifica essa Sala da Mulher? Tudo o que se propõe é pra executar e. Quem executa é o Poder Executivo portanto, chegou o momento de acabar com esse discurso de: "Bate O martelo e seja o primeiro se for homem" a pergunta é: Se o Nobre Deputado Ulisses enviar um Projeto de Lei pra extinguir essa aberração de VI, quantos os seguirão??? Seria inclusive de bom: Se junto alguns dos que aí estão já propor também o fim da "Emenda Parlamentar" não é mesmo Presidente? Se colocar fim a essa duas vergonhas VI e EMENDA PARLAMENTAR já poderíamos sentir novos ares. Com a palavra os Nobres Deputados.

  • Saralina | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 21h26
    1
    0

    Não venha com essa de que representação politica pra fazer falcatrua que povo não pode fazer falcatrua e ninguém transfere mais poder do que tem.

  • Catarina | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 21h18
    1
    0

    Tem essa não de neguinho la na Camara Federal ou Senado receber verba cheia, la é eventual variável, conforme o deputado federal ou senador trabalhou e teve desspesas a ressarcir com NF previamente comprovada e publicada no portal de transparência, não tem essa molesa daqui, nananinhaa!!! 65 mil reais assim na conta fácil fácil.

  • Catilina | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 20h56
    2
    0

    VI é uma ficção pq não pode ser valor fixo mas eventual conforme variar as atividades e aquisições, por isso são EVENTUAIS por definição, como é na Câmara Federal e no Senado, que recebem valores diferentes a cada mês. Isso de receber 65 mil reais todo mês é marmelada.

  • Samantha | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h59
    3
    2

    Segundo a mídia deputado Moraes disse que a VI é inconstitucional (tem consequência devolver 5 anos), agora só vai reduzir? Em distonia com BOSONALRO disse vai eliminar (Estadão, 23/11/18) e PGR RAQUEL DODGE já sinalizou inconstitucionalidade (Estadão (28/12/18) e CNJ já negou varias (MS.PE e MA Estadão 22 - 26/12/18) e proibiu criar novas VI para burlar a extinção do auxilio moradia (Estadão, 04/01/19).

  • Cris | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h54
    8
    0

    Penso que cada um de nós devemos fazer nossa parte. A campanha todinha ficava criticando a VI e agora que pode fazer algo fica esperando o outro ? Faça a sua parte Deputado ! Mostre que pode ser diferente! Não espere pelo outro!

  • Cicera | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h31
    3
    1

    Culpa do TCE que não fiscaliza uma tal VI que não se adequou ao perfil do Ato 43/2009-Câma Federal de transparência com previa comprovação das despesas com NFs e publicação no portal de transparência, com legitimidade, neste é DIREITO INDISPONÍVEL pelo interesse publico do ressarcimento das despesas no efetivo exercício da função ao estado. A validade ato jurídico - e a lei é um - depende de objeto lícito e possível determinado ou determinável e forma prescrita e não defesa em lei, impede o seu recebimento por não ter previsão legal válida. Se vier a ser declarada inconstitucional sujeita a restituição nos últimos 5 anos.

  • RUBENS TADEU REYNAUD | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 17h13
    11
    1

    Nao devolva. So depois que o cara de areia devolver tambem E que historia e essa de sala da mulher. Quem inventou isto. A ALMT NA MINHA OPINIAO NEM DEVERIA EXISTIR. ANTRO DE VAGABUNDOS.

  • Aparecido | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 17h06
    7
    0

    Não sei qual desses dois deputados são mais canalha...

  • Eduardo | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 16h25
    5
    1

    Pára de ser irônico dep. botelho. vc mama na reta do governo a anos.

  • sediclaur | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 16h13
    8
    0

    O estado inteiro de MT deveria acabar, de uma vez e urgentemente, com essa palhaçada de VI que foi instituída, indevidamente,imoralmente e inconstitucionalmente pelo então governador B.Maggi. A verba indenizatória só deveria ser realmente utilizada para ressarcir o gasto efetuado por servidor (agente) público que no exercício da função gastasse, emergencialmente, dinheiro do próprio bolso para fazer face a um gasto ou despesa do estado. Ou seja, a VI para ser autorizado o seu recebimento deveria ter comprovado o gasto antes e não essa putaria que ninguém presta conta de nada e recebe tudo. Desse jeito, realmente, não há finanças e nem arrecadação que aguente neste estado.

  • Junior | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 15h59
    8
    1

    O Botelho é um típico representante da forma antiga de se fazer política....a qual beneficia apenas corruptos e bajuladores. Tenho vergonha de quem votou nesse cidadão. Essa é a política que escolhemos. Suja e ineficiente. Sofram!

  • Contribuinte indignado com tanta safadez | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 15h19
    6
    1

    Seu Botelho, essa verba só mostra o desrespeito que vocês, os inúteis deputados, tem para com os contribuintes. É uma vergonha, nós, cidadãos, termos que bancar os privilégios desses inócuos. Tem que acabar com a VI ou reduzir pra 1/5. Mas não é só o deputado Ulysses não. Tem que ser todos, principalmente você.

  • João José | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 14h39
    3
    4

    É um coitado, seu pai deve estar envergonhado de você moleque, o Naime não merece passar por esse vexame

  • Agente | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 14h31
    5
    0

    Está na hora da sociedade se mobilizar, informando a absurdo que é o repasse dessa verba indenizatória, assim como o valor do duodécimo da AL, no valor de 500 milhões, para manter 24 deputados e 2000 servidores. O salário de um deputado chega a 100 mil reais (25.000,00 de salário + 65.000,00 de VI).

  • Berno tarso | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 14h29
    4
    0

    Na verdade, na verdade, na verdade, na verdade vos digo: Essa VI era tolerável no tempo que não tinha internet. Quando a deputaiada tinha que correr fisicamente o interior pra falar com os eleitores. Agora nada disso mais é preciso. Por isso a VI tem servido pras rachadinhas, rachadonas. O Riva fez tanta rachadinha, que aprendeu fazer rachadonas, evoluir pra rachaduras gigantes, e hoje vive uma vida rachada entre o homem e o bandido, e a sua filha com a racha exposta.

  • Marcelo | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 14h07
    3
    1

    Propor algo que pode, ou não ser aprovado é muito fácil, porque ele já não dá o exemplo e começa devolver, seria bem coerente com suas próprias convicções.

  • Mitiko Sanu Saku | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 13h32
    4
    2

    Essa gurizada das redes sociais são acostumadas a viver no mundinho virtual deles, sustentados pelos pais e achando que todo mundo é otário e que eles estão acima da lei e da ordem.Quando deparam com a vida real, ressalta a infantilidade nas atitudes que tomam. Oh. Mas não da pra parar esse download?? Na vida real não tem tecla stop, meu amor. Deu, levou. Oh!!! Vou pirar. O mundo é injusto, vou me suicidar. Vou deixar uma msg no face de despedida. Aprenda imbecil. Seja macho (ou vai virar franguinha) abra mão dos 65, defenda um projeto de extinção dessa verba imoral, defenda outro projeto de redução do duodécimo da AL, ou você estará na pica do saci. Nem seu pai vai votar mais em você. Lembra que foi ele que te elegeu??? Então. Fica 😃😃😃😃🤙🤙 e não 😂😂😂😂😂😂 se não o eleitor vai 🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿🖕🏿no seu 👌👌👌👌👌👌👌👌👌👌👌👌 e vc vai virar 🍎🍏🍎🍏🍓🍊🍋🌷💐🌺🥀🍄🍑 Não é o fodão nas palavras???? Então????

  • Elizeu | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 13h23
    32
    8

    Calma Botelho não põe a opinião pública contra o deputado só porque ele não votou em sua chapa, afinal uma coisa é querer abrir mão pra a sala da mulher e sua esposa tomar conta, ilegalmente por sinal, e outra é um projeto de lei diminuindo e obrigando a prestação de contas. Acelera a aprovação do projeto e tá tudo resolvido como vocês aceleraram o pacote das maldades do MM contra os servidores públicos do Estado de MT.

  • Lula PTdavida da Silva | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 13h12
    8
    16

    Não é possível!! Esses playboys do youtube me envergonham. Nós semo do tempo que ninguém gravava nada, nem as TV, nem os rádio, nem os jornal, nem os eleitor. Tudo dava certo. Você falava, falava, falava, e os otário votava, votava, votava, e a gente roubava, roubava, roubava, e nada acontecia cia cia. Agora essa tal de net fudeu a vida da gente. Olha onde estou. Enfiaram o MPF até o S no meu TCU, e todos tão me abandonando agora. So falta a Gleisi virar lider do Bolsonaru. E esse MBL do Frota. O que significa essa bosta? Mais Barro e Lama??

  • Antonio | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h59
    16
    4

    Exemplo deveria iniciar pelos mais antigos... No entanto, tudo indicca que só o Deputado ulysses irá renunciar parte dela, os outros continuarão metendo a mão em tudo sem prestar contas. Lamentável Botelho!

  • Jorge | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h53
    21
    1

    Verba indenizatória porque ? Não e suficiente o salário que eles têm pra fazer absolutamente nada. O senhor presidente da Assembleia legislativa foi rápido pra votar o pacote de medidas pra salvar MT, mais nesse pacote ninguém viu qye seria tirada a tal da verba indenizatória dos deputados. Se o esforço e de todos porque eles continuam recebendo esse dinheiro? Alguém poderia me explicar isso. O só o povo que tem.que sofrer ?

  • Zé Barnabé | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h44
    17
    5

    A Verba Indenizatória, é uma indenização, o Ulysses só vai poder renunciar no final do mês, Botelho agiu de má fé com esse discurso.

  • Armindo de Figueiredo Filho | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h37
    16
    1

    NÃO SÓ ELE!!!Tem que ser TODOS...ORA! ORA! ORA! essa ""VERBINHA EXTRA""! Há muito já deu o que falar... Já PASSOU DOS "LIMITES".. TA na hora de sua EXTINÇÃO!!!Quem dos "NOBRES" se atreveriam ... apresentar um PROJETO DE LEI" acabando definitivamente esse VEXAME NACIONAL??? ....Todo o país abominam esse DESCALABRO.... Fim de papo .......

  • Cabo Castro | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h03
    15
    2

    O Botelho está tentando criar uma cortina de fumaça, jogar pra pleiteia, o Deputado Ulisses está propondo um Projeto de Lei para reduzir de todos os Deputados. É claro e lógico que ele reduzirá o seu! Mais não dessa forma que o Botelho quer! O Sr Botelho está invertendo a ordem natural para encobrir seu desejo de continuar mamando. Outro detalhe: o valor de quem abrir mão não tem que ir para casa da mulher da AL(pois quem vai administrar é a esposa do Presidente da AL. Em outras palavras indiretamente está fazendo política ao próprio Botelho, só que com dinheiro alheio. Ao meu ver, teria que direcionar essa verba à Santa Casa de Cuiabá, trocando logicamente sua direção para se ter uma gestão mais transparente.!!! O Ulisses tá no caminho correto! Existem muitos avexadinhos de plantão!!!! Espera o Deputado molhar o bico pra depois vocês falarem. Aguardem o Projeto de Lei!!! Não se deixe falar com os olhos passionais do Botelho e outros Deputados como o Russi também.

  • Cabo Castro | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h03
    12
    2

    O Botelho está tentando criar uma cortina de fumaça, jogar pra pleiteia, o Deputado Ulisses está propondo um Projeto de Lei para reduzir de todos os Deputados. É claro e lógico que ele reduzirá o seu! Mais não dessa forma que o Botelho quer! O Sr Botelho está invertendo a ordem natural para encobrir seu desejo de continuar mamando. Outro detalhe: o valor de quem abrir mão não tem que ir para casa da mulher da AL(pois quem vai administrar é a esposa do Presidente da AL. Em outras palavras indiretamente está fazendo política ao próprio Botelho, só que com dinheiro alheio. Ao meu ver, teria que direcionar essa verba à Santa Casa de Cuiabá, trocando logicamente sua direção para se ter uma gestão mais transparente.!!! O Ulisses tá no caminho correto! Existem muitos avexadinhos de plantão!!!! Espera o Deputado molhar o bico pra depois vocês falarem. Aguardem o Projeto de Lei!!! Não se deixe falar com os olhos passionais do Botelho e outros Deputados como o Russi também.

  • Sônia | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h02
    22
    3

    Todos deveriam dar o exemplo deputado Botelho. A verba indenizatórias é uma afronta aos pagadores de tributos. Vocês, os deputados, na minha opinião, é um grande mal a esse país. Vocês estão nada são a mesma coisa. Na minha opinião: um bando de lixo.

  • SAI FORA BOTELHO! | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 11h55
    9
    2

    O carater da verba é INDENIZATÓRIO caso o Botelho não esteja a par do que isso significa,significa que o dinheiro NÃO É DOS DEPUTADOS para que eles "doem para sala da mulher" (cuja presidente é a ESPOSA DO BOTELHO). É só não solicitar 65mil que o dinheiro não vai pro deptuado, não tem essa de "devolver" tem de "não usar", e é isso que o deputado Ulysses deve fazer, sem deixar UM CENTAVO para A ESPOSA DO BOTELHO usar em campanha eleitoral fora de época para o proprio Botelho em VG.

  • Rafael | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 11h20
    11
    20

    Não gosto do Botelho, mas foi uma ponderação mto boa, tem que cortar as asinhas desse frangote metido a deputado😬

  • alex | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 11h19
    19
    4

    Patético - "tem né; tem desejo de ir pra o tribunal de contas também né; tem tudo aí"..... lastimável; O exemplo quanto a verba indenizatória deveria partir do senhor Botelho!!! lastimável o discurso do Botelho, fraquinho demais....

  • deovaldo | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h57
    14
    12

    Agora quero ver o que o Nobre Deputado Ulysses fará ????? , dê o exemplo agora e renuncie a sua VI ....kkkkkkkkkkkkkk

  • Rafael | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h50
    4
    12

    Não gosto do Botelho, mas foi uma ponderação mto boa, tem que cortar as asinhas desse frangote metido a deputado😬

  • jose florencio | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h46
    15
    10

    É Seu Ulisses, passou do campo verbal para o campo moral. Quero só ver até onde vai sua capacidade de ser homem ao honrar o que vocifera.

  • Poconeano | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h41
    7
    3

    É aí, continuemos a votar nesses homem, que surrupiam nossos na maior cara de pau, observamos também os novos, ninguém quer abrir mão da verba, só bra bra bra.

  • Fernando M Bezerra | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h39
    11
    12

    cade o Ulisses moralista, devolve a verba , devolve Ulisses, ou sera que voce é so papo furado, na hora que vê $$$$$$$$$$$ fica louco, ou kkkkkk acaba a loucura.

  • Genilton Revelles | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h39
    18
    1

    Deputado-Presidente Eduardo Botelho, o sr. há de convir conosco de que a VI da AL-MT realmente é um exagero, e uma afronta aos contribuintes do Estado, pois enquanto um Deputado Federal de Mato Grosso, que tem que viajar semanalmente para Brasilia, e sempre tambem para suas bases no Interior, RECEBEM e PRESTAM CONTAS no Portal Transparencia da Camara , 42 mil reais/mês, os nossos Deputados Estaduais,entre os quais V.Excia, recebem 65 mil reais, sem necessidade de prestar contas aos Contribuientes. O parlamentar Ulisses, tem razão em propor a redução desse valor da VI, e a economia deveria ser repassada a Santa Casa ou ao Hospital de Cancer que estão fechando por falta de recurso.

  • Valdiley | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h16
    13
    2

    E simples deputado Eduardo Botelho, acelere a votação do projeto, assim como fez com o pacote do governador, não queira desqualificar o projeto do novo deputado jogando para a platéia.

  • Paulo | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 10h11
    12
    1

    Eduardo Botelho presidente da AL......e, de novo.....e tem gente que ainda acha que isso aqui (CUIABA, MT , BRASIL) pode dar certo.....kkkkkkkkkkkk

  • Celia | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h43
    10
    0

    Se isso for verdade que o deputado Ulysses ainda não abriu mão, se ele não der esse exemplo, nunca nais terá meu voto, afinal seu discurso era que ia chegar e moralizar. Se ele não abrir mão dessa verba saberei que é mais um desses políticos que só querem beneficio próprio. Lembre-se deputado que nem tudo que é legal é moral. Confio em sua postura de combater esses privilégios, mesmo que comece a ser o único a abrir mão, colhera frutos dessa decisão na próxima eleição.

  • MBL da depressão | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h08
    9
    3

    Esse Ulisses disse que não ia usar das benesses do cargo como carros, V.Is etc é foi o primeiro a cobrar os carros da AL. Já tá desfilando de Amarok por aí com combustivel pago pela assembleia. É tem idiota q vai nesse discurso demagogo dele.

  • Mariana godoy | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h07
    10
    3

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adoro a demagogia de Quem entra, vc ganhou campanha com esse discursinho Sr Ulysses , agora seja homem e viva sem esse dinheiro

  • Naomi Tirassaya Nakombi | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h05
    8
    4

    Pronto. Lá se foi o moralista. Por isso que o legislativo vive esse desprestígio. É uma adaptação do provérbio - elejam-me pelo que eu digo, não pelo que eu sou e faço.

  • Muxirum | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 08h49
    6
    0

    É agora que a onça bebe água...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS