22 de Outubro de 2019,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2019, 14h:57 | Atualizado:

Assembleia discute com a população lei da pesca em Água Boa

A região do Araguaia discutiu nessa quinta-feira (10), o projeto de lei n° 668/2019 - conhecido como “Lei da Pesca”, no município de Água Boa. O requerente, deputdo Dr. Eugênio (PSB), falou sobre a importância da discussão junto à sociedade.  “A discussão tem que ser feita para que a população decida por isso. Diversas cidades estão presentes e temos que saber o que sociedade pensa”, declarou o parlamentar. Além da população, lideranças locais e das cidades vizinhas como Canarana, Nova Xavantina, Araguaiana e Campinápolis participaram do debate.  

O deputado destacou a amplitude da proposta, lembrando sobre sua experiência na área do turismo na região, a época  em que foi proprietário de uma pousada no município de Gaúcha do Norte. “Desde 1997 criamos a identidade de valorizar o turismo da nossa região. Por isso trouxemos junto com a assembleia o tema para ser discutido aqui em Água Boa e, consequentemente, com a participação das cidades vizinhas. A população é quem tem a voz, somos apenas o interlocutor”, disse o deputado, durante a audiência. 

A Assembleia Legislativa tem levado a discussão em diversos municípios de Mato Grosso, tais como Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Cáceres, Santo Antônio de Leverger, Cuiabá, São Felix do Araguaia, Barra do Garças e agora Água Boa.

Marcio Luiz Parizato é empresário em Canarana e deu sua opinião nas redes sociais da Assembleia Legislativa durante o debate. “O projeto vai prejudicar o pescador amador. O Estado precisa fazer sua contrapartida para não prejudicá-los”, falou pelo instagram.

O vereador de Água Boa, Luiz César Lara (PR) questionou o Poder Executivo estadual.  “Quais programas o governo tem para repovoar os rios de Mato Grosso?”, indagou.

A presidente da colônia de pescadores Z9, que representa nove municípios da região, Geandra Santos defendeu o pescador profissional. “Nós temos que ser valorizados. Precisamos que a sociedade acolha a nossa classe e também uma lei coerente”, debateu.

O empresário do ramo da pesca nos municípios de Nova Xavantina e Barra do Garças Roberto Silva falou sobre a necessidade de uma análise correta ao projeto. “Temos que estudar a matéria e debater, pois os pescadores precisam pagar suas contas e se manter. A sociedade e o governo precisa debater com cuidado o tema”. 

O famoso pescador esportivo que saiu de Manaus para participar do debate em Água Boa, Johnny Hoffmann, que é a favor do projeto em discussão, falou sobre a importância da pescaria como lazer.

“Além de ser uma distração para a população de cidades como Água Boa, a pesca esportiva fomenta a economia local, pois o pescador tem que comprar isca, anzol, repelente, filtro solar e outras tantas coisas. Porém temos que analisar a situação com cautela e cuidado”, disse. 

As demandas da audiência serão discutidas entre os demais parlamentares para que possam fazer as readequações ao projeto e posterior deliberação do assunto. “Vamos sentar com a minha equipe técnica e estudar a fundo tudo que foi discutido”, encerrou Dr. Eugênio.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS