07 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Sábado, 01 de Agosto de 2020, 10h:59 | Atualizado:

PONTOS DE AGLOMERAÇÃO

Bares ficam abertos após às 21h00; fiscais e PM mandam fechar

Empresários revelam receio de mandar clientes cumprirem medidas de biossegurança

fiscalizacao-pracapopular.jpg

 

Equipe de fiscalização da Secretaria de Ordem Pública realizou ação planejada em bares e restaurantes da capital na noite desta sexta-feira (31). De caráter preventivo e orientativo, a ação dos fiscais foi acompanhada por efetivo da Secretaria de Mobilidade Urbano e a Polícia Militar. As equipes percorreram regiões de grande movimentação de pessoas, como Praça Popular, Avenida Beira Rio e Jardim Imperial.

A ação conjunta teve início por volta das 20h na Praça Popular, local em que aglomerações foram constatadas após decreto Estadual que liberou atividades econômicas não essenciais. Ao chegar ao local, equipe da Polícia Militar com cerca de 20 oficiais realizou abordagem de pessoas que circulavam sem máscara para orientar a necessidade do cumprimento da medida de segurança. Ao mesmo tempo em que fiscais da Semob atuaram na verificação da regularidade dos veículos e motoristas.

Próximo ao horário de finalização das atividades em decorrência do toque de recolher, a equipe da Secretaria de Ordem Pública orientou os empresários a comunicarem seus clientes do início do procedimento de fechamento de seus estabelecimentos.

“Infelizmente, o que a gente observou foi que a população que frequenta estes lugares não está cumprindo as medidas de biossegurança. E conversando com os comerciantes percebemos o receio deles quanto a cobrança de postura adequada aos clientes e mesmo de impor horário de encerramento das atividades e acabar perdendo o cliente. Para eles é fundamental o apoio da fiscalização na conscientização da população.”, comentou Rafael Mestre, fiscal da Sorp que coordenou a ação.

Além da Praça Popular, as equipes também atuaram na região da Avenida Beira Rio, local com grande concentração de bares. Como já passava das 21h, os comerciantes foram orientados a fechar os estabelecimentos e não houve resistência. Já no Jardim Imperial, a atuação foi direcionada as pessoas que consumiam bebidas no canteiro central da avenida principal do bairro, com orientação da Polícia Militar.

 



Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Servidor público estadual | Sábado, 01 de Agosto de 2020, 14h19
    1
    1

    Enquanto isso na avenida quatro pistas no CPA 3, funcionou a feira livre, sem fiscalização, com o povo aglomerando e sem um mínimo de planejamento. Que voltem as feiras, pois os feirantes são pais de família que precisam fazer frente aos seus compromissos, porém tem que ser com planejamento, organização e respeito as normas de biossegurança contra a Covid 19.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS