29 de Março de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 26 de Março de 2015, 17h:25 | Atualizado:

BRIGA BOA

CAB registra BO contra empreiteira por dano a rede de água

A CAB Cuiabá, concessionária de serviços de água e esgoto da Capital, registrou novo boletim de ocorrência contra a construtora Nhambiquaras na tarde desta quinta-feira (26). A empreiteira destruiu parte da rede de distribuição de água do bairro Pedra 90 ao operar obras a serviço da prefeitura de Cuiabá. Há 10 dias, a mesma construtora danificou a rede do bairro Jardim Umuarama, onde a população segue sem água na torneira. Os BOs têm como natureza de ocorrência crime contra o patrimônio. 

No Pedra 90, o problema foi notificado no começo da tarde. Técnicos da CAB Cuiabá foram deslocados para as Ruas Existente e 1, para avaliação e início dos reparos. Ainda não é possível determinar, de acordo com a CAB, quando o abastecimento pleno às 8 mil casas da região do Pedra 90 será restabelecido, devido à complexidade da rede de abastecimento e ao período de oito a doze horas necessário à pressurização da água até a chegada nas torneiras. Esse procedimento e respectivo prazo são contados a partir do momento em que são finalizadas as obras de recuperação da rede. 

Jardim Umuarama - Moradores do Jardim Umuarama I relatam que os problemas de abastecimento começaram há 9 dias. Em diversas casas, não há uma gota sequer de água e as aulas na escola municipal da comunidade podem ser suspensas. De acordo com a CAB Cuiabá, será necessária a reposição de 128 metros de tubulações para a reparação do dano provocado pela construtora. 

Na Avenida A e Rua 1, o retrato é de caos: valetas com esgoto a céu aberto se misturam a um verdadeiro desperdício de água potável, bem que poderia abastecer centenas de famílias. Na tarde de quarta-feira (25), apenas dois funcionários da construtora estavam no local, trabalhando manualmente com pás e carriolas. 

A CAB Cuiabá enviou caminhão pipa para amenizar a situação dos moradores. A concessionária alerta para as dificuldades de acesso às vias, abertas e com valas de mais de dois metros de altura, o que atrapalha a chegada de equipamentos e a troca de tubulações. Não há previsão de quando será possível restabelecer plenamente o abastecimento.

A CAB Cuiabá também posiciona que obras no Jardim Umuarama, feitas pela concessionária, somam um total de 5 quilômetros, entre tubulações restauradas e extensão da rede. Foram dois meses de trabalho, assegurando o abastecimento constante de água na região. “A gente reconhece o trabalho da CAB. A água tá chegando na torneira da gente. Na minha casa, antigamente, vinha um dia sim, um dia não. Aí vem uma construtora, irresponsável, e faz um serviço desse. Isso é brincadeira com a cara do povo”, desabafa Marcos Aparecido Ferreira.

Construtoras - Esta não é a primeira vez que uma empreiteira de Cuiabá é alvo de BO na polícia. Em 2015, a CAB também já registrou ocorrências contra as construtoras Três Irmãos e Guaxe Encomind, devido a danos causados à rede nas regiões do Santa Amália e Distrito Industrial.

“Trata-se de um dano à comunidade, ao cidadão. A CAB está fazendo investimentos robustos para recuperar e ampliar a rede de abastecimento de água da cidade e isso é inadmissível. Outros bairros onde o problema de falta d’água ainda existe já poderiam estar sendo atendidos por nossas equipes, mas, infelizmente, em razão de ocorrências como essa no Umuarama, temos que deslocar equipes, máquinas e esforços para solucionar algo que é um verdadeiro desserviço à população”, declara o coordenador de Relações Comunitárias da CAB Cuiabá, Adalberto Cavalcante.

Segundo a CAB, já foram investidos na Capital um montante de R$ 370 milhões, desde abril de 2012, quando a empresa assumiu a concessão.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS