03 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 14h:13 | Atualizado:

CRONOGRAMA

Centro de Reabilitação será entregue em maio em Cuiabá

Obra é custeada com recursos provenientes de acordos judiciais e extrajudiciais

visitahospital.jpg

 

O procurador-geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo, acompanhado do governador do Estado, Pedro Taques, visitou na manhã desta terça-feira (23) as obras do novo Centro de Reabilitação Integrado Dom Aquino Corrêa (Cridac), que está sendo construído no Centro Político Administrativo, no local onde estava sendo edificado o antigo Hospital Central. Em ritmo acelerado, as obras que iniciaram em janeiro devem ser concluídas até o mês de maio.

Por meio de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs), O Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa) destinou R$ 11,4 milhões para a execução das obras, que serão custeadas, em sua totalidade, com recursos provenientes de acordos judiciais e extrajudiciais.

“Viemos aqui verificar o andamento das obras que estão dentro do cronograma previsto. Ver parte de uma construção que estava abandonada há três décadas finalmente sendo concluída é gratificante, principalmente pelo nível de importância que o Cridac tem para a população. Tudo isso que estamos vendo aqui é resultado de uma parceria entre o Ministério Público, a Associação Amigos do Hospital Central – que está tocando a obra – e o Governo do Estado, responsável pela saúde”, destacou o procurador-geral de Justiça.

Os valores repassados vão possibilitar a recuperação das edificações dos blocos C e D, ampliação das instalações e urbanização da fachada, contemplando execução das instalações elétricas, cabine para a entrada de energia elétrica, instalações hidrossanitárias, sistema de climatização, estação elevatória de esgoto, estacionamento em CBUQ, urbanização e nova edificação de passarela, rampa de acesso, piscinas terapêuticas e novas dependências administrativas do Cridac. Ao todo, a unidade de saúde terá 4 mil metros quadrados, quase o triplo do espaço onde funciona atualmente o Cridac, que possui 1.500 metros.

Durante visita à obra, o governador do Estado, Pedro Taques, agradeceu ao Ministério Público pela parceria e aos integrantes da associação. “Quero agradecer muito o Ministério Público, ao grupo de empresários que abraçou esta causa e a Controladoria Geral do Estado. Muito obrigado por esta obra, que teve início há mais de 30 anos e só agora será finalizada. Nesta primeira etapa vamos trazer o Cridac, que virá para um espaço amplo, moderno, com tecnologia e humanização que todo povo de Mato Grosso merece. Na segunda etapa já estamos sonhando com outras unidades de saúde para que possamos transformar isso aqui numa referência da saúde pública do nosso Estado. Aqui não é obra de um homem só, aqui é demonstração de que é possível, através de parceria com pessoas sérias, melhorar a saúde do nosso Estado”.

Atualmente, o Cridac realiza 72 mil atendimentos por ano, na nova unidade a previsão é dobrar o atendimento. Os recursos foram depositados em conta específica aberta pela Associação dos Amigos do Hospital Central que, a cada dois meses, precisa emitir relatório de prestação de contas instruído com avaliação prévia da Secretaria de Estado de Cidades sobre a qualidade e as medições previstas nos termos do cronograma financeiro da obra. O relatório também tem que passar pela análise da Controladoria Geral do Estado sobre a conformidade ou desconformidade das despesas realizadas no período.

 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • benedito costa | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 08h49
    0
    0

    Todas as obras que tem o tal de etapas? nunca termina.

  • edy marcos | Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 14h42
    8
    4

    Para quem disse que trabalharia para saúde e educação é ínfimo o que fez por esses dois setores que o pobre mais usa. Concurso chorado da educação e quase que não sai e da saúde nem no papel deve estar.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS