12 de Novembro de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 27 de Março de 2019, 12h:51 | Atualizado:

Conselho alerta para o exercício ilegal da profissão do arquiteto em MT

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso (CAU/MT) alerta a sociedade para o exercício ilegal da profissão do arquiteto e urbanista. Somente ano passado 48 casos de atividade irregular foram investigados pela instituição. Atividades de arquitetura exercidas por leigos acarretam riscos às pessoas e ao patrimônio.

O 1º Vice-Presidente do CAU/MT e Coordenador da Comissão de Exercício Profissional, João Antônio Silva Neto, recomenda a contratação de um responsável técnico habilitado para garantia qualidade e segurança nos serviços prestados, desde o projeto até sua execução.

“O arquiteto e urbanista realiza o planejamento e a administração para atingir estética, conforto, funcionalidade e custo. Tudo isso com responsabilidade técnica garantida através do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), emitida somente por profissionais habilitados”, explica o Vice-Presidente. Para a sociedade, o RRT é um documento de defesa que formaliza o compromisso do arquiteto com a qualidade técnica do serviço prestado.

As denúncias investigadas demonstram que estudantes, profissionais em áreas afins e bacharéis em arquitetura sem registro no Conselho são aqueles que exercem ilegalmente a arquitetura e urbanismo. De acordo com a Lei 12.378/2010, para uso do título de arquiteto e urbanista e para o exercício das atividades profissionais privativas correspondentes, é obrigatório o registro do profissional no CAU.

Diversas atividades podem ser realizadas pelo profissional arquiteto e urbanista, entre as mais comuns podemos listar: projeto arquitetônico de edificação ou de reforma de edificação; coordenação e compatibilização de projeto arquitetônico com projetos complementares; desempenho de cargo ou função técnica concernente à elaboração ou análise de projeto arquitetônico; ensino de teoria, história e projeto de arquitetura e urbanismo em cursos de graduação e execução de obra.

Qualquer pessoa que tenha conhecimento de uma irregularidade pode realizar uma denúncia junto ao Conselho. Acesse o site www.caumt.gov.br e no menu “Serviços Online” clique em “Denúncia”, você será redirecionada para uma nova página com um formulário para preencher detalhes da irregularidade com espaço para anexar documentos que comprovem. 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS