07 de Julho de 2020,

Artigos

Cidades

A | A

Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020, 06h:17 | Atualizado:

Cuiabá tem mais de 19 mil casas em ocupações ilegais

Um levantamento do IBGE mostrou que Cuiabá tem 19,4 mil casas em ocupações ilegais na zona urbana. Chamadas de invasões, comunidades ou loteamentos irregulares, esses aglomerados subnormais - segundo definição do IBGE - correspondem a 9,7% dos domicílios da Capital, a 8ª menor taxa entre as capitais.

Dos mais antigos aos mais novos, Cuiabá tem diversos bairros fruto de ocupação ilegal. Entre os 40 aglomerados registrados pelo IBGE estão o Despraiado, 1º de Março, Parque Cuiabá, Nova Esperança, Santa Terezinha, Três Barras e Pedregal.

Algumas começaram como invasões, outras com a mudança após grandes chuvas, mas, em comum, está a falta da escritura do imóvel, o que permite vender através de um financiamento e também conseguir crédito facilitado para reformas.

Dos aglomerados subnormais da Capital o maior é o Ribeirão do Lipa, na região oeste - margem direita do córrego da Prainha -, com 2.036 casas. O segundo maior é o bairro Paraíso, na região norte - Grande Morada da Serra -, com 1.861 residências registradas pelo IBGE.

Mesmo com as grandes ocupações, Cuiabá também tem pequenos aglomerados, como o Jardim Mariana, na região oeste, com 27 casas, e o Jardim Gramado, no sul da Capital - Coxipó -, com 30 residências.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS