22 de Fevereiro de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 13h:00 | Atualizado:

Cursos do Qualifica Cuiabá 300 contribuem com a reabilitação dos participantes

Mais uma etapa da 2ª Edição do Programa Qualifica Cuiabá 300, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), está com as atividades a todo vapor nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Na unidade do Jardim Araçá, as moradoras do bairro e proximidades foram contempladas com o curso de salgadeiro, onde irão aprender todas as técnicas de preparo dos alimentos.

Mas além de qualificar, preparar para o mercado de trabalho, gerando com isso independência pessoal e financeira, o programa tem contribuído com a saúde dos participantes. Dona Mariluce Leite, 64 anos, é um desses exemplos. Após ter sofrido AVC há pouco mais de um ano, ela conta que sua vida ficou limitada por conta da perda parcial dos movimentos das mãos e pela dificuldade de locomoção. “Esse curso do Qualifica está me ajudando muito. Estou me sentindo bem mais útil, mais feliz e com vontade de aprender para fazer os salgados para minha família. Está valendo muito a pena”, disse.

Os cursos do Qualifica são preenchidos com pessoas de todas as idades, desde as mais avançadas como os mais jovens. Ana Carolina, 20 anos também está participando da qualificação. “A minha palavra se resume em gratidão, pela oportunidade e pelos conhecimentos adquiridos. Não vejo a hora de colocar em prática todas as técnicas que estamos aprendendo para fazer salgadinhos, empadas, quiches, entre outros”, contou Carolina.

Além das receitas, o curso engloba informações sobre higiene, cálculo para formação de preços, como empreender, entre outras coisas. De acordo com o professor Michel Costa, o curso trabalha com base em cálculos exatos. Os ingredientes utilizados são todos pesados, até a quantidade de água empregada em cada receita.

Em conversa, o professor repassou uma dica que é ensinada aos alunos. “No caso de salgados fritos, o segredo está na gordura. Se ela "mexe" na panela é porque está fria, mas quando ela sossega, é porque está no ponto de fritar. “Com esse curso só não aprende as receitas e não ganha dinheiro quem não quer. Basta ter coragem e força de vontade de mudar de vida”, comentou Michel.

Segundo a coordenadora do Cras Jardim Araçá, Márcia Auxiliadora Sant'Ana Camargo, os professores têm uma função muito importante, que vai muito além de qualificar a mão de obra, a responsabilidade de incentivar e fazer com que os alunos se dediquem e concluam o curso. “A princípio, todos são vencedores, porque estão buscando se aprimorar para o mercado de trabalho. Mas é preciso dedicação. O mercado de trabalho exige profissionais qualificados”, destacou.

Essa é a 2ª edição do programa, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro e coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, sendo realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

2ª EDIÇÃO- Em 2020, a ação apresenta algumas novidades. O número de vagas em relação ao ano passado mais que dobrou, subindo de 1,2 mil para três mil vagas destinadas a pessoas em vulnerabilidade social.

Outra inovação é a inclusão da população imigrante (venezuelanos, haitianos, entre outros) e da população em situação de rua no grupo prioritário. Para participar é preciso possuir registro no Cadastro Único, porta de entrada para os programas sociais, e ter o Número de Inscrição Social (NIS).

As aulas são ministradas pelos 14 Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e os dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), além da disponibilização de cinco carretas móveis equipadas, três a mais em relação a 1ª edição, para determinados cursos irem até os bairros, cumprindo uma das exigências da Prefeitura que é de levar os cursos até os bairros para facilitar o acesso.

Os cursos oferecidos foram divididos em três etapas, sendo que a primeira encerrou as atividades no dia 13 de setembro e a segunda no dia 18 de novembro. Agora, serão capacitadas cerca de 400 pessoas, com término previsto para o dia 17 de março desse ano. As atividades acontecem nos três turnos (manhã, tarde e noite), com uma média de 20 participantes em cada turma.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS