Cidades Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h:30 | Atualizado:

Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 14h:30 | Atualizado:

Notícia

Deputado diz que contingenciamento terá impactos irreparáveis

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

O deputado Thiago Silva saiu em defesa das universidades e institutos de educação públicos na Assembleia Legislativa. O parlamentar destacou que a medida do governo federal em contingenciar o orçamento em 30% é um erro e pode ter impactos irreparáveis.

Thiago ainda foi mais longe e lembrou que caso não haja uma revisão desta decisão o orçamento da UFMT, por exemplo, pode terminar antes de setembro deste ano. O parlamentar lembrou que somente na UFMT são pelo menos 50 mil alunos. “A UFMT e o IFMT perderiam em mais de R$ 60 milhões,  o governo está indo na contramão dos países desenvolvidos, a  Coreia de Sul somente cresceu quando investiu maciçamente na educação”, disse o deputado. 

Ele ainda lembrou que tem mantido conversações com a bancada federal no sentido de convencer o governo a voltar atrás da decisão de contingenciar o orçamento.  Thiago ainda explicou que aguarda a finalização de uma ação na Justiça Federal por parte da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa pedindo a manutenção do orçamento das instituições federais de educação em Mato Grosso. “Esse contingenciamento vai comprometer o pagamento de despesa e a qualidade do ensino superior e técnico “, resumiu.

Unemat-  Thiago Silva também demonstrou preocupação com a possibilidade de contingenciamento do orçamento também da Unemat.  Ele argumentou que seria também um erro e que a instituição está em fase de consolidação dos campi como o caso de Rondonópolis. “Mesmo estando na base do governo não vou concordar, a educação é prioridade”, encerrou.

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet