06 de Dezembro de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 11 de Março de 2014, 08h:41 | Atualizado:

ÁGUAS DE MARÇO

Evangélicos protestam contra excesso de buracos próximo a Arena

buracos.jpg

 

Insatisfeitos com a qualidade do asfalto no entorno da Arena Pantanal, 60 membros da Igreja Batista da Paz, pararam o trânsito da Avenida Agrícola Paes de Barros na manhã de ontem. Eles relatam que mesmo com as máquinas ao lado das crateras que estão se formando na via, nada está sendo feito. 

A iniciativa da comunidade deu-se após diversas reclamações sobre a qualidade das vias, bem como os prejuízos que moradores e fiéis tiveram após trafegar pelo local. O pastor Isaías Silva reforçou a informação e afirma que o local está sofrendo com o descaso do poder público. 

“O problema vai além dos buracos. O governo, ou seja, lá quem for responsável, poderia ao menos enganar, jogando uma terra nos buracos, mas nem isso está sendo feito. A rua Traçaia, por exemplo, é uma delas”, destacou o pastor. 

“Cuiabá: a capital mundial dos buracos”, dizia um dos cartazes. Outro, mais provocativo, perguntava onde estão os vereadores. Os manifestantes marcharam pela via, passando por cada buraco presente no asfalto. Em alguns, eles sentavam. Motoristas que passavam pelo local, apoiavam das diversas formas, tal como buzinas e gritos de apoio. 

OUTRO LADO

A Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) informou à reportagem que a pavimentação e reestruturação do asfalto em torno da arena é responsabilidade da Três Irmãos Engenharia, mas não informou quando a região receberá o maquinário. 

Segundo as informações no contrato do serviço, a reestruturação deve ser entregue até o final do mês e está orçada em mais de R$ 10 milhões. Já a pavimentação, orçada em mais de R$ 2 milhões, está prevista para ser finalizada no dia 15 de julho, dois dias após o primeiro jogo da Copa do Mundo entre Chile e Austrália.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS