11 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 24 de Março de 2017, 13h:35 | Atualizado:

Evento sobre hidrovia Paraguai-Paraná terá apresentação do estudo de viabilidade

No segundo dia do evento realizado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, que marca a instalação da Comissão Setorial Temática para discutir a implantação da hidrovia Paraguai-Paraná, serão realizadas mais seis palestras para apresentação de informações que serão usadas no decorrer das discussões sobre essa alternativa de transporte fluvial.

Autor do requerimento para instalação da Câmara Setorial Temática, o deputado Dr. Leonardo (PSB) avalia que dois grandes fatores embasam a necessidade de se discutir a implantação da hidrovia Paraguai-Paraná: o aumento da produção agrícola do Estado, estimada em 40 milhões de toneladas de grãos, e a demanda por alternativas de transporte, sendo Mato Grosso um estado com vocação para o transporte hidroviário.

Nesta sexta-feira (24), o primeiro palestrante será o representante da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Luiz Miguel de Miranda. Autor do livro “Sistemas de Transporte e Intermodalidade – Corredores de transportes em Mato Grosso”, Luiz Miguel de Miranda é doutor em Engenharia de Transportes pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e  professor do Departamento de Engenharia Civil da UFMT.

A partir das 9h, o palestrante será o representante do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Alexandre Vaz Sampaio. Ele, que é um dos representantes do governo federal no evento, afirmou que o Plano Hidroviário Estratégico da União prevê investimentos na hidrovia Paraguai-Paraná. "A proposta é mostrar à sociedade, por meio do Plano Hidroviário Estratégico, a vocação da região e a importância da hidrovia como elemento de transporte, como integrador da soberania do Brasil e dos outros quatro países que a compõem”, explicou Sampaio. 

Na sequência, às 10h, o palestrante será o professor de Geografia da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Evaldo Ferreira. À tarde, a partir das 14h, será a apresentação do Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica e Ambiental elaborado pelos pesquisadores do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), da Universidade Federal do Paraná (UFPR) . Os aspectos jurídicos do estudo serão apresentados pelo coordenador jurídico do ITTI, Ruy Zibetti; e os aspectos econômicos serão apresentados pela engenheira civil, Flávia Waydzik. Já a parte que analisou a hidrodinâmica será abordada pela engenheira ambiental e mestre em engenharia de recursos hídricos e ambiental Renata Correia. 

A última programação do evento será a exibição do documentário "Rondon e a Cartografia", do cineasta Cacá Souza, a partir das 17h30.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS