10 de Abril de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h:31 | Atualizado:

ISOLAMENTO VERTICAL

Governador defende quarentena só para idosos e grupos de risco em MT

Mauro ainda critica Emanuel por tentar parar todo sistema de ônibus


Gazeta Digital

mauromendes-gilbertofigueiredo2-abdo.jpg

 

O governador Mauro Mendes (DEM) decidiu apoiar o presidente da República Jair Bolsonaro e passou a defender "'isolamento vertical" no combate à pandemia do coronavírus. A declaração foi dada em entrevista ao programa Tribuna da rádio Vila Real FM, desta quinta-feira (26). "(Sim),exatamente, (a crise do coronavírus) vai durar 4 meses, o ministro disse, o mundo inteiro está mostrando isso. Como é que as pessoas aguentam isso? Como é que as pessoas vão comer", respondeu Mendes ao ser questionado sobre o assunto.

O chamado "isolamento vertical" é quando apenas as pessoas que integram a faixa de risco - Idosos (Acima de 60 anos), pessoas com doenças pré existentes ou com suspeita de infecção - fiquem em casa em quarentena. Mendes afirma que a tendência é que a crise da pandemia durará no mínimo uns 4 meses no Brasil, conforme informou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (MDB).

"Então vamos ficar 4 meses fechados? Tem cidade que não teve nenhum caso e o prefeito foi lá e fechou a cidade. Como é que as pessas vão comer, como é que vão abastecer essa cidade? Como é que o trabalhador da micro empresa, vai ficar pagando 4 meses de salário para o funcionário sem vender nada? Não vão", disse.

O governo diz que vem defendendo o equilíbrio, com decisões técnicas, equilibrada e sensatas. "Por isso decidimos parar todo e qualquer encontro social, como as escolas, que podemos recuperar esse período. Mas não paramos nenhuma cidade de Mato Grosso. Por isso estamos dialogando com os prefeitos. Precisamos salvar vidas, mas não precisamos arruinar milhares e milhares de vidas de pessoas que podem perder seu empregos", pontuou.

CRÍTICAS A EMANUEL

Mauro Mendes também voltou a criticar o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) sobre o decreto que visava proibir a circulação de ônibus na capital. A medida foi derrubada após o Estado conseguir uma liminar na justiça para que 30% da frota continuasse circulando. "Aqui em Cuiabá nós recomentamos que os ônibus circulassem só com pessoas sentadas. E aí, respeitosamente, eu não quero fazer critica a ninguém, mas precisamos fazer um debate de ideia, mas mandou parar [a prefeitura de Cuiabá] todos os ônibus. Aí nós entramos na justiça questionando como o servidor da saúde iria chegar ao seu trabalho, nas unidades de saúde. Como as pessoas pobres que não tem um carro vão procurar uma unidade de saúde. Nós precisamos manter a sociedade funcionando. Não adianta colocar todo mundo dentro de casa, dois, três meses ibernada dentro da casa", reclamou.

Mendes também criticou quem defende o isolamento horizontal - quando todas as pessoas ficam em casa - que vem sendo adotado gradativamente Brasil e em vários lugares do mundo. "Nós precisamos fornecer comida para a população. Tem pessoas defendendo ficar dentro de casa, mas estão com as prateleiras da casa cjeia de comida. Tem dinheiro no banco. Mas tem milhares e milhares de pessoas que não tem isso, não tem essa condição e precisam trabalhar. Temos que ter cuidade", completa.

De acordo com especialistas, com menos pessoas circulando nas cidades, menor será o número de infectados, o que garante que a sobrecarga sobre os hospitais seja menor, e o número de mortos também.  Dados do Ministério da Saúde, apontam que o Brasil tem menos de dois leitos hospitalares para cada mil pesssoas

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • CIDADAO | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 09h51
    0
    0

    BEM SE VE QUE A MAIORIA QUE NÃO QUER VOLTAR A TRABALHAR E OS SERVIDORES PÚBLICOS QUE SO PENSAM NO PROPRIO UMBIGO!!!!!!!!!!....PARABÉNS GOVERNADOR

  • Ggm | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 16h00
    1
    0

    Esses babacas metido a riquinho de direita, o argumento já está manjado. Estão no poder e não fizeram nada mrlhor que os pt. Pib 1,1 Não tem economia que ande.

  • maria | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 15h16
    0
    1

    O que um decreto do governo pode fazer, um absurdo, vai matar muita gente, é só uma questão de tempo. o governador vai ser responsabilizado judicialmente por essa decisão. é pra indignar tanta insensibilidade!!!!!!!!!!

  • analista social | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 15h13
    0
    1

    TODOS OS CIDADÃOS E CIDADÃS MATOGROSSENSES ANOTEM BEM O QUE O GOVERNADOR ESTÁ FAZENDO, PORQUE DAQUI UMA OU DUAS SEMANAS VAI COMEÇAR A MORRER GENTE NO ESTADO DE MATO GROSSO, SIMPLESMENTE PELA IRRESPONSABILIDADE DESSE GOVERNADOR QUE SÓ PENSA EM GANHAR DINHEIRO, E DEMONSTRA QUE NÃO ESTÁ PREOCUPADO EM POUPAR VIDAS HUMANAS. EU QUERO VER DAQUI UNS 10 OU 15 DIAS ALGUÉM VIR DEFENDER O GOVERNADOR, VAI SUMIR TODOS OS HIPÓCRITAS, E AÍ SERÁ TARDE DEMAIS. GOVERNADOR IRRESPONSÁVEL!!!!!!!

  • ANA CAROLINA | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 14h36
    3
    3

    Parabens governador, quem nao se sente confortavel em trabalhar pode ficar em casa e seja responsavel pelo seu sustento,

  • Nao | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 12h50
    7
    2

    Deus, castigará sem piedade. Só aguardar...

  • zumbi | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 12h32
    7
    3

    Na Italia a um mês atras resolveram que a economia não podia parar , hoje a economia esta parada e empilhando mortos.

  • Mentiroso | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 12h31
    3
    3

    Seu único plano de isolamento vertical é deixar os idosos em ksa? Vê se bem q estamos bem representados. E outra, quem disse q vai ficar fechado por 04 meses, no momento é para evitar um colapso na saúde q já é péssima, a ideia é aliviar a saúde o máximo possível é assim as pessoas ir se contaminando e tratando aos poucos. Na sua visão e do boso o resto do mundo estão errados e vcs certos kkkkkk

  • HELO | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 12h26
    6
    2

    ESTE GOVERNADOR É SÓ BLA BLA BLA. AÇÃO NADA...

  • Mel | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h57
    11
    2

    Alguem estava duvidando que essa seria a postura de um gestor que em sua vida privada é empresario? Por que nao manter o isolamento pelo menos ate o dia 06 pra tentar achatar um pouco essa curva da pandemia?????Todo mundo vai quebrar ate o dia 06???? Nao esta nem uma semana d isolamento e ja estao falando de quebradeira mas o dinheiro do Governo Federal querem do mesmo jeito. E os servidores publicos ainda vao ter q ouvir desculpa da pandemia como atrasos nos salarios etc. A populacao estao de olho nos recursos q o Governo esta recebendo do Mp, do duodecimo da Al/mt e do Governo Federal!

  • Kesso | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h22
    8
    10

    Petralhas ainda estão dormindo? Com a #FicaEmCasa... Logo aparecerão aqui para reclamar daqueles que não têm preguiça de trabalhar. Parabéns pela atitude certeira Governador.

  • Pacufrito | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h17
    4
    9

    Parabéns Mauro Mendes, chega de politicagem, os governadores do Rio e SP estão cagando para a população, eles querem fazer politicagem, vamos matar mais gente por falta de dinheiro para atende-los, do que a epidemia do corona virus. VAMOS TRABALHAR, VAMOS ACABAR COM OS PRIVILÉGIOS DO JUDICIÁRIO DE DOS POLITICOS. ISTO SALVARA MUITO MAIS GENTE DO QUE ESTE ISOLAMENTO QUE ESTÃO FAZENDO.

  • Teodoro da Silva Junior | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h11
    9
    11

    Até que enfim um governo que mostra bom senso no trato da COVID 19, dando a dimensão que ela realmente tem. Não adianta confinar todo mundo, junto com a população realmente de risco, pois estes podem ser protegidos sem esse confinamento horizontal. Se isto persiste todos podem sofrer as consequências da falta de produção e trabalho, como já estão sentindo aqueles profissionais e prestadores de serviços autônomos, que totalizam quase 40 milhões de pessoas no país, bem como seus dependentes. Então: se a população de risco, idosos e doentes, podem ser atendidos praticamente da mesma forma; que apenas estes continuem a serem protegidos com cuidados especiais pelos seus familiares, que já estão suficientemente informados sobre os procedimentos necessários em cada lar..

  • juca | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 11h02
    6
    10

    Parabéns governador vamos fazer o isolamento vertical e voltar a trabalhar se ficar isolamento total por 4 meses crianças vão começar a morrer de desnutrição grande maioria da população poderá morrer de fome # volta ao trabalho sou trabalhador dependo do meu emprego pra me alimentar minha comida e meu dinheiro aguentam só mais 15 dias depois disso não sei oque fazer aluguel já vai vencer cartão não tem mais limite i ja tem quase 30 dias do primeiro caso i gracas a deus em mt não morreu ninguem i nesse periodo ja marreu mais gente vitima de acidente de transito e homicídio e gripe e dengue doque com o corona

  • Dos Santos | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h55
    12
    6

    O discurso do governo do estado não me surpreende, pois esta totalmente alinhado com o governo federal. Não governador, não vamos ficar 4 meses parado sem trabalhar, ninguém é idiota pra não entender esse seu discurso barato. Todos ja sabem que existe uma curva de crescimento dessa pandemia no Brasil. Você como gestor ja deveria manter o isolamento total pelo menos no período em que envolve o pico de crescimento dessa doença e não 4 meses, não venha distorçer as coisas. Não é somente idoso e grupo de risco que esta morrendo e transmitindo esse vírus.

  • Contribuinte | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h54
    8
    10

    Graças a Deus as coisas voltarão a funcionar...imagine a vida dos micro e pequenos, dos informais, dos trabalhadores...Parabéns Mauro Mendes pela sensibilidade. Bora produzir e trabalhar. O Estado não pode parar

  • Analista Político | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h52
    6
    7

    Não fique só no discursinho como é o seu perfil, coloque em prática, caso contrário será o maior responsável pela quebradeira do MT, lamentável.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS