01 de Junho de 2020,

Cidades

A | A

Sábado, 23 de Maio de 2020, 09h:17 | Atualizado:

MEDULA

Hemocentro realiza cadastro de doadores

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do MT Hemocentro e em parceria com diversas instituições, promove a Semana Estadual da Importância da Conscientização da Doação de Medula Óssea – que ocorre de 25 a 29 de maio –, com o objetivo de sensibilizar a população para a importância de ser um doador voluntário e salvar vidas.

No Estado de Mato Grosso, até março deste ano foram cadastrados 65.409 doadores, sendo 11 transplantes realizados com sucesso desde 2015; o último ocorreu em fevereiro deste ano.

A doação de medula óssea é importante para o tratamento de pacientes com doenças que comprometem a produção normal de células sanguíneas, como as leucemias–, além de portadores de aplasia de medula óssea e síndromes de imunodeficiência congênita.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto de Figueiredo, destaca que a iniciativa de ser um doador, é possível por meio do Redome, que é o cadastro nacional de doadores. “Estamos na semana de conscientização sobre a doação de medula óssea, que é importante para o tratamento de pacientes com doenças que comprometem a produção normal de células sanguíneas. Portanto, ajude a salvar mais uma vida. Faça o cadastramento no MT Hemocentro, que nesse momento de pandemia está atendendo por agendamento prévio, para evitar aglomeração, e participe dessa importante iniciativa que é a doação de medula óssea”.

Em Mato Grosso, o único serviço cadastrado pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer) para realizar o cadastro de doadores de medula óssea é o MT Hemocentro, que está localizado na Rua 13 de junho, n° 1.055, e funciona de segunda a sexta feira, das 07h30 às 17h.

“Mesmo com a pandemia, o serviço continua funcionando normalmente. A pessoa que deseja se cadastrar pode comparecer espontaneamente no MT Hemocentro pode realizar o agendamento por meio do número 3623-0044 ramal 222”, informou a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela.

Devido à diversidade populacional mato-grossense, a possibilidade de encontrar um doador compatível de medula óssea é maior. O MT Hemocentro dispõe de um serviço ambulatorial que atende pacientes com doenças hematológicas, sendo referência para todo o Estado, em que os pacientes podem precisar de um transplante como forma de tratamento; por isso é tão importante a sensibilização da população para o cadastro.    

Como ser um doador

Para que você seja um doador, é preciso se cadastrar no Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), que é responsável por todas as informações de todos os doadores voluntários de medula óssea cadastrados no Brasil.

Em Mato Grosso, foi sancionada por meio da Lei 9.807/2012, de autoria do deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), que institui a Semana Estadual da Importância da Conscientização da Doação de Medula Óssea, com o objetivo de despertar na população o esclarecimento acerca do cadastro voluntário consciente.

Há quatro anos o MT Hemocentro realiza, com parcerias, um encontro que demarca a Semana de Conscientização sobre a doação de Medula Óssea. Neste ano, o evento seria realizado na última semana do mês de maio, o IV Encontro de Conscientização sobre a Doação de Medula Óssea e I Encontro Hematológico e Hemoterápico mato-grossense. Porém, devido à pandemia, o evento foi suspenso.

Entre os dias 25 e 29 de maio, estará ocorrendo a divulgação de informações, apresentação de vídeos e debates sobre o tema por meio dos canais digitais (Facebook do MT-Hemocentro e Instagram do projeto CERHEMO).  

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS