19 de Setembro de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 19h:50 | Atualizado:

EMPREGO NA SEMA

Inscrição para seletivo com salário de R$ 7 mil termina na quinta

semasede.jpg

 

As inscrições para o processo seletivo simplificado destinado à seleção e contratação temporária de analistas de Meio Ambiente para a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema/MT) se encerram nesta quinta-feira (23), às 23 horas e 59 minutos.

A inscrição deve ser efetuada somente pela internet (www.unemat.br/seletivos). A taxa de inscrição é no valor de R$ 120, pagável até o dia 24 de maio, em qualquer agência bancária ou internet. São 50 vagas, das quais 45 para ampla concorrência e cinco para pessoas com deficiência, além de formação de cadastro de reserva.

O cargo de analista de Meio Ambiente exige diploma de graduação em Ciências Biológicas, Engenharia Agrícola, Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal, Geografia, Geologia ou Gestão Ambiental. A remuneração é de R$ 7.003,16, para 40 horas semanais de atividades, e atuação no município de Cuiabá.

Envio de documentação

No ato da inscrição, o candidato deverá anexar os arquivos digitais com os documentos pessoais em PDF na seguinte ordem: RG, CPF e Diploma de Graduação (frente e verso). Poderá ser enviado o histórico oficial, caso o diploma ainda não tenha sido expedido.

No passo seguinte, os documentos comprobatórios para pontuação na avaliação de títulos deverão ser organizados e anexados em PDF, na seguinte ordem: 1) Documentos comprobatórios da pontuação de titulação; 2) Documentos comprobatórios da pontuação de cursos e 3) Documentos comprobatórios da pontuação de experiências profissionais.

Avaliação

Primeira etapa - avaliação da inscrição: Divulgada em 05 de junho, com caráter eliminatório. Terá a inscrição indeferida o candidato que não atender ao estabelecido no Edital, não anexar os documentos listados, não possuir formação exigida ou anexar documentação incompleta.

Segunda etapa - avaliação de títulos: Os títulos serão avaliados por banca examinadora constituída especialmente para essa finalidade. Somente serão pontuados os itens exigidos na Tabela de Barema (anexo do edital). O resultado da Avaliação de Títulos será divulgado em 07 de junho.

Serão classificados neste processo seletivo somente os candidatos não eliminados, classificados segundo a ordem decrescente da pontuação.  Os aprovados serão contratados por 12 meses, contados a partir do efetivo exercício, podendo ter seus contratos aditivados mediante necessidade comprovada.

O processo seletivo será executado pela Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares da Universidade do Estado de Mato Grosso (Covest/Unemat). Toda publicação deste processo seletivo será divulgada no Diário Oficial do Estado e no endereço eletrônico www.unemat.br/seletivos.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • consultora técnica | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 17h30
    2
    0

    concordo com o "produtor rural", de fato, não precisava contratar 50 técnicos e fechar a biblioteca da sema. é uma total distorção da realidade, a sema tem técnicos em número mais do que suficiente para fazer frente a demanda, mas, preferem contratar cabos eleitorais, que além de aumentar os gastos públicos, vai contribuir para mais maracutaias e casos de corrupção, é apenas questão de tempo. concordo contigo "produtor rural", precisa inserir sim a questão da produtividade, tem neguinho que passa o dia inteiro só coçando, destilando besteirol em voz alta e tecendo criticas de colegas e promovendo intrigas de grupinhos mal intencionados. tem gente séria e comprometida, que analisa com agilidade e com eficiência os processos, mas, a maioria é uma cambada só fofocando que nem parece que estamos num órgão público, absurdo.

  • produtor rural | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h26
    2
    0

    especialista em politica publica prevejo muitas prisões num futuro próximo, até concordo em se contratar mais pessoas pro setor mas.... será que darão conta de colocar a garotada pra trabalhar de fato? Aquilo lá mais parece um parquinho. Estive lá algumas vezes e qse todas tinha cheiro de pipoca no ar, muita risada, grupinhos de jovens papeando e rindo e falando alto, ou seja, produtividade que é bom.... Fica a dica ao Governador, vamos cobrar produtividade??????? DÁ ATÉ VERGONHA ALHEIA VER TANTA CONVERSINHA FIADA no horário do expediente. talvez nem precisaria contratar 50 se trabalhassem.

  • VERA LUCIA | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h20
    3
    0

    É BOM RESSALTAR AGORA QUE ESSAS 50 CONTRATAÇÕES CONTA COM O RESPALDO DO MINISTÉRIO PUBLICO ESTADUAL, NÃO PODEMOS ESQUECER DISSO, POIS QUANDO SURGIR AS ABERRAÇÕES NA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE REGULARIZAÇÃO DO CAR NÃO VAI BASTAR RESPONSABILIZAR CIVIL E CRIMINALMENTE APENAS OS GESTORES DA SEMA, MAS, TAMBÉM QUEM CONCORDOU COM ESSA SITUAÇÃO. TODOS SABEM QUE A SEMA CONTA COM UM QUADRO COMPETENTE TÉCNICAMENTE E EM NUMERO SUFICIENTE, APENAS NÃO HÁ UMA DISTRIBUIÇÃO COERENTE DESSE QUADRO TÉCNICO, ISSO É QUE PRECISA SER CORRIGIDO. ALÉM DISSO, A CONTRATAÇÃO DESSAS 50 PESSOAS RESULTOU NO FECHAMENTO DA BIBLIOTECA DA SEMA, QUE AGORA VAI SERVIR DE ABRIGO PARA ESSES CONTRATADOS. ENTÃO, É ERRO SUCEDENDO OUTRO, EQUIVOCOS SUCESSIVOS COMBINADO COM FALTA DE TRANSPARÊNCIA, DE ÉTICA E TOTAL DESCONHECIMENTO DA REALIDADE INSTITUCIONAL DA SEMA.

  • Servidor de Carreira | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h14
    5
    0

    MAIS UM ESQUEMA DESCARADO PRA RECONTRATAR OS EXONERADOS. Os critérios de seleção e pontuação é ridiculamente direcionado pra quem trabalhava na SEMA e perdeu a mamata. A pontuação pra mestrado, doutorado especialização ou pós nem se compara aos pontos direcionados pra quem já trabalhou na SEMA e perdeu a teta. Alem de desprestigiarem os servidores concursados, ainda selecionam cirurgicamente quem eles querem. Deveriam ao mesmo dar oportunidade pra quem estudou, se formou e nunca trabalhou lá participando dos esquemas. RIDÍCULO!!!!!

  • especialista em politica publica | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 11h39
    5
    0

    falta conhecimento técnico e administrativo a gestão da sema ou estão agindo com pura politicagem. não precisava contratar esses 50 engenheiros, bastaria fazer redistribuição dos analistas efetivos do quadro da sema, muitos estão ociosos e sendo perseguidos. falta de gestão é isso, gera mais gastos desnecessários e predomina a visão estreita de usar o órgão público para favorecer um segmento econômico. dai se conclui que gestão mauro mendes é miope, não conhece a estrutura do estado, está focado em atender os seus financiadores de campanha, no caso, o agronegócio. e como consequencia, o resultado das politicas públicas no atual governo está bem pior do que o governo anterior.

  • servidor pensante | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 11h30
    5
    0

    não estou entendendo porra nenhuma, então não pode conceder os 5,5% da lei de carreira dos analistas ambientais de carreira, mas, pode contratar 50 cabos eleitorais para agilizar a aprovação de projetos de regularização ambiental do agronegócio? e ai sindicato, vai continuar sentado no colinho???

  • Abelardo Figueiredo | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 09h36
    4
    0

    Todo mundo sabe o que vai ser. Apadrinhados políticos vão entrar, pois o instituto que irá contratar cometa-se por ai que os donos são da área política e ambiental, a maioria deles vão entrar para analisar o CAR, começa novamente a maracutaia, tipologia de cerrado aprovada em floresta, e área fechada dada como consolidada, tudo bem, passa um tempo muda secretário, muda chefe do MP briga política, vamos perseguir esse ou aquele, vamos investigar a SEMA, bingo! Mais operações, cadastros cancelados, vamos prender todo mundo! Opa pera aí pega só dois ou três de bode expiatório, já é tudo resolvido! E no fim das contas é o meio ambiente que continua sendo dilacerado!!!

  • Zé Coxipó | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 07h18
    3
    7

    Servidora indignada, você á apenas "servidora" e não dona do Estado. Não está bom! VAZA. Quer mandar? Candidate-se, ganhe a eleição para governadora e faça o que quiser com seu salário.

  • Servidor contrariado | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 07h04
    6
    0

    Mauro Zaque e mais cinco promotores notifica recomendatória para não de qualquer realinhamento de tabela para não contratação inclusive a SEMA e o Promotor Marcelo Vacchiano faz a SEMA assinar um Termo de Ajustamento de Conduta para contratação de 50 funcionários temporário, o MPE não estão falando a mesma língua, vai ter que realinhar MPE.

  • Deise Servidora indignada | Quarta-Feira, 22 de Maio de 2019, 22h09
    12
    1

    COMO ASSIM?!?! CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA?? 50 CARGOS?? O MPE EMITIU RECOMENDAÇÃO PRO GOVERNO PRA NÃO DAR REAJUSTE PROS SERVIDORES DO EXECUTIVO, INCLUSIVE DA SEMA!!! DESPESA COM PESSOAL ELEVADA, ESTOURADA... AGORA QUER CONTRATAR MAIS SERVIDORES TEMPORÁRIOS? AUMENTANDO AINDA MAIS DESPESA COM PESSOAL... NA CARA DURA GOVERNADOR. TEM ORÇAMENTO DA SEMA? QUAL O VALOR? ESSE SINTEMA TÁ DORMINDO? E OS DEMAIS SINDICATOS? ABSUUURDO... NO MESMO DIA OS PROMOTORES DONOS DA RAZÃO RECOMENDANDO CAUTELA, REDUÇÃO PRO EXECUTIVO... E NA MESMA HORA A SEMA FAZENDO “SELEÇÃO” PRA ACOBERTAR APADRINHADOS. EAI MPE? PALADINOS DA MORALIDADE HEINN MAURO ZAQUE?! PODE ISSO?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS