06 de Dezembro de 2019,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 14h:58 | Atualizado:

Magistrados e servidores tem contato com ferramentas de inovação em workshop

Quais as ferramentas disponíveis na atualidade para melhorar processos de trabalho? Como aplicar isto no dia a dia dos magistrados? Como melhorar rotinas e procedimentos para atender de forma mais célere e com segurança os cidadãos que buscam a Justiça? Estas foram algumas das questões levantadas durante o Workshop Inovação Estratégica no Poder Judiciário.

O evento organizado pelo Núcleo de Inovação do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso, vinculado a Presidência do Tribunal de Justiça, visa apresentar para magistrados e técnicos de informática da Coordenadoria da Tecnologia da Informação (CTI) e da Corregedoria Geral da Justiça a visão da construção de algoritmos para facilitar a tomada de decisões seja da área meio seja da área fim. “A ideia é abrir a mente dos magistrados para que entendam como um algoritmo da Inteligência Artificial pode ser desenvolvido para que possa também replicar esta experiência, que já existe na iniciativa privada, no Poder Judiciário”, explica o juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Luiz Octávio Saboia Ribeiro.

“Queremos que esses algoritmos, essas novas práticas, reflitam em um ganho de eficiência, transparência para o Poder Judiciário como um todo, tendo sempre o foco no cidadão”, completa o magistrado.

A atividade foi conduzida por integrantes da EloGroup Desenvolvimento e Consultoria. Um dos consultores de Ciências de Dados, André Franco, explicou que neste primeiro momento foi apresentado aos magistrados e servidores, o que é a ciência de dados (estudo e a análise de dados, estruturados ou não, que visa à extração de conhecimento ou insights para possíveis tomadas de decisão). “Vamos identificar as oportunidades do uso de dados para resolver os problemas que o Tribunal encontra no dia a dia. A ideia é sair daqui com um mapa das oportunidades que podem ser exploradas”, antecipa.

“Em um contexto atual, no qual o Judiciário vem enfrentando de uma grande quantidade de processos, com necessidade de dar vazão a essas demandas e repensar a forma de trabalhar, uma atividade como esta é de suma importância”, afirma Franco. “Aqui é o momento de começar o movimento de inovação com essa ótica de uso de dados pra pensar fora da caixa e apontar caminhos inovadores”.

A juiz titular do Juizado Especial do Jardim Glória em Várzea Grande, Viviane Brito Isernhagen , foi uma das participantes do Workshop e elogiou a proposta. “Fico muito feliz que o nosso Judiciário esteja caminhando nesta linha. Quando eu fiz o MBA de capacitação, que foi a primeira turma daqui do Tribunal, o meu trabalhado de conclusão de curso foi criar um escritório de inovação dentro do Poder Judiciário. Isso foi em 2010, estamos em 2019, mas que bom que esta ideia finalmente está sendo implantada”, destacou.

Para a magistrada, este tipo de workshop mostra as ferramentas que existem no mundo e que permitem que o trabalho do juiz seja feito de uma maneira mais fácil e melhor, sempre com foco em atender às pessoas. “O inovar é pensar diferente. Albert Einstein já dizia ‘Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes’. A gente precisa melhorar nosso atendimento e só pensando de maneira diferente as nossas atividades é que poderemos obter uma melhoria”, acredita.

A juíza com 20 anos de carreira revela que sempre participa de encontros que tem a inovação como tema e sempre tira proveito do que é repassado. “Tenho um bloco de notas e nesses encontros ele fica cheio. A pessoa fala eu já penso: nossa eu poderia aplicar isto em determina atividade, que levo ‘x’ de tempo para fazer e com uma ferramenta dessa sobraria mais tempo para fazer outras coisas tão importante para atender melhor os cidadãos”.

O juiz auxiliar da Presidência destacou que o workshop é continuidade da palestra "A Inovação Estratégica do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso - Inovação Digital no Judiciário", promovida terça-feira (12) pelo Núcleo de Inovação e que as ações não param por aí.

Saboia anuncia que em dezembro, em parceria com o Núcleo Socioambiental do TJMT irá promover uma palestra para os servidores e ainda será lançado um hot site que irá receber sugestões de inovações feitas por todos que atuam no Poder Judiciário. “O Núcleo de Inovação está sendo implementado para ser um grande gestor de conhecimento e novas iniciativas dentro do Judiciário. Como se fosse um ambiente para que todos que estejam ali, servidores, magistrados, sociedade civil possam trabalhar de modo horizontal sem que tenha hierarquia entre os que estão ali e que todos possam de alguma contribuir com novas iniciativas para o judiciário ganhar agilidade, ter uma maior eficiência na prestação jurisdicional para o cidadão”, antecipa. “Pretendemos que o núcleo contribua para o Judiciário entre de fato no século XXI”.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS