10 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 13h:55 | Atualizado:

SAÚDE

Ministro prevê repasse de emendas nos próximos dias para MT

Estado receberá R$ 100 milhões

TAQUESBRASILIA.jpg

 

O governador Pedro Taques cumpriu agenda em Brasília (DF) nesta quarta-feira (07.02) para novamente cobrar do Governo Federal as emendas impositivas no valor de R$100 milhões, que serão repassadas pelo Ministério da Saúde. O chefe do executivo estadual foi recebido pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, que confirmou que o montante será repassado ao Governo do Estado nos próximos dias.

A reunião também contou com a presença do secretário de Estado da Fazenda, Rogério Gallo e do líder da bancada federal na Câmara, deputado Vitório Galli.

Taques também esteve na Secretaria Nacional do Tesouro (STN), vinculada ao Ministério da Fazenda, para discutir operações de crédito e para buscar apoio técnico para a renegociação de dívidas do Estado.

Na oportunidade, o governador de Mato Grosso pontuou as dificuldades financeiras vividas e a busca por soluções, como é o caso do ajuste fiscal pelo qual o Estado deve passar e a criação do Fundo de Estabilização Fiscal, anunciada recentemente.

Além de Brasília, Taques e o secretário de Fazenda também estiveram em São Paulo (SP) na manhã desta quinta-feira (08.02) para agendas com instituições financeiras para tratar sobre o alongamento da dívida do Estado e também com empresas detentoras de crédito com o Estado. 



Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • vando | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 16h59
    2
    1

    Esse governo nao tem coerência mesmo, repassar emendas neste momento que ele fala em fechar hospitais por falta recursos, o duro e aguentar mais um ano essa imondisse no governo, que venha logo Outubro.

  • vando | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 16h09
    3
    1

    mais dinheiro que vai para o ralo, tudo que cai nas mão desse incopetente anão de Jardim, ele não sabe para onde foi, ai começa tudo de novo a ladainha da reclamação.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS