Cidades Sexta-Feira, 21 de Junho de 2024, 17h:40 | Atualizado:

Sexta-Feira, 21 de Junho de 2024, 17h:40 | Atualizado:

FOLLOW THE MONEY

MP denuncia 64 por lavar milhões do tráfico com empresas e DJ em MT

Pelo menos R$ 4,6 milhões foram movimentos pela quadrilha

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

Follow The Money

 

Os promotores de Justiça que compõem a Unidade Desconcentrada do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) em Sinop (500 km de Cuiabá) denunciaram, nesta sexta-feira (21), 64 pessoas alvos da Operação Follow The Money. Os investigados foram denunciados pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e associação, e lavagem de dinheiro (aproximadamente R$ 4,6 milhões).

A operação foi deflagrada em 21 de março deste ano, pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, com o objetivo de desarticular esquema de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas praticado por integrantes de uma facção criminosa na cidade. Oito pessoas, que exerciam função de comando e liderança, foram denunciadas por promover e integrar organização criminosa. As outros 56 foram denunciadas por integrar a facção.

O crime de tráfico e associação foi imputado a seis denunciados e somente de associação a sete deles. O grupo, com exceção de uma pessoa, também foi denunciado por lavagem de dinheiro. E apenas um deles deve responder por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Conforme a denúncia do Gaeco de Sinop, a organização criminosa denominada “Comando Vermelho” se instalou de forma rápida na cidade, com crescimento vertiginoso, ao passo em que atualmente detém o monopólio do comércio de entorpecentes em toda a região. Em 2022, a equipe policial da divisão especializada de roubos e furtos da Polícia Civil no município iniciou investigações sobre o tráfico de drogas em Sinop e nas adjacências. Em julho do mesmo ano, chegaram a apreender 483 kg de maconha em uma chácara na zona rural da cidade. 

A partir da localização da droga, a Polícia Civil do município revelou um esquema de lavagem de dinheiro sustentado a partir do tráfico de drogas, com a existência de empresas fantasmas e empresas reais que dissimulavam o capital ilícito dando a aparência de licitude às transações. 

Saiba mais - A Operação Follow the Money foi deflagrada em março deste ano para o cumprimento de 136 ordens judiciais, entre 56 mandados de busca domiciliar, 60 prisões temporárias, 17 ordens de bloqueios bancários, dois sequestros e cautela de veículos e a suspensão das atividades de uma farmácia em Cuiabá. 

Os mandados foram cumpridos em 11 cidades de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará. As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara Criminal de Sinop, após representação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) Sinop, baseada nas investigações realizadas pela equipe da unidade com o apoio do Núcleo de Inteligência da regional da Polícia Civil no município.





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet