20 de Novembro de 2019,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 15h:19 | Atualizado:

OPORTUNIDADE

Polícia Civil abre seletivo com salário de R$ 6,1 mil em Mato Grosso

Vaga é para analista de sistemas; inscrições começam dia 21

 

concurso.jpeg

 

 

A Diretoria Geral da Polícia Judiciária Civil abriu, nesta sexta-feira (18.10), o edital nº 001/2019/PJC/MT destinado a contratação de Analista de Desenvolvimento Econômico e Social – perfil Analista de Sistemas. O salário é de R$ 6,1 mil.

O Processo Seletivo é destinado a selecionar candidatos para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público da instituição. As inscrições para o preenchimento de oito vagas de analista de sistemas, de diferentes atribuições, bem como cadastro de reserva, iniciam na segunda-feira (21.10) e vão até a sexta-feira (25). O requerimento de inscrição deve ser entregue, de forma presencial, das 09h às 17h,, na sede da Diretoria Geral da Polícia Judiciária Civil, no endereço Rua Coronel Escolástico, n°346, bairro Bandeirantes – Cuiabá-MT.

O processo seletivo tem em vista a necessidade urgente de contratação temporária de analistas de sistemas e programadores para desenvolvimento do Projeto do Inquérito Policial Eletrônico, consideradas as tratativas da Polícia Judiciária Civil junto a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), Tribunal de Justiça e Ministério Público.

O delegado geral, Mario Dermeval Aravechia de Resende, destaca que a contratação atende a necessidade da Polícia Judiciária Civil em se alinhar tecnologicamente com o Ministério Público e Poder Judiciário para que o serviço prestado a sociedade ganhe celeridade e eficiência.

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Servidor | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 19h03
    1
    0

    Profissional q mais falta no estado. Tudo hj converge em TI. Nao existe tal profissional sobrando

  • Mike | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h34
    4
    1

    Pq não faz um concurso para seleção de melhor sistema estabelecendo critérios ou contrata uma empresa para fornecer diretamente. Isso aí é um atestado de incompetência da MTI e do diretor geral. Servidor vai ficar aí e vai passar 5 anos e não terminou o sistema pra continuar contratado. Delegado só sabe prender, não sabe gerir!

  • jose de faria lima | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 15h39
    18
    4

    E precisa contratar? Com tanto Analista de Sistema e Programador na MTi ou mesmo na carreira de Desenvolvimento Econômico concursado, só perguntar na SEPLAG... é pra acabá mesmo Xô Mano!!!!!!!!!!!!!!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS