05 de Dezembro de 2019,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 14 de Abril de 2016, 06h:28 | Atualizado:

Projeto cria semana de identificação e apoio a alunos diagnosticados com dislexia

Projeto de lei de autoria do deputado Wilson Santos (PSDB) institui a “Semana de Identificação e apoio aos alunos diagnosticados com Dislexia” no estado, devendo ser realizada na segunda semana do mês de outubro, anualmente, nas escolas da rede pública de ensino, e ainda fazer parte do calendário oficial de eventos de Mato Grosso.

O parlamentar lembra que o disléxico precisa de atendimento pedagógico especializado para atingir os objetivos de desempenho social e acadêmico satisfatório. “Em nosso estado, possuímos uma política educacional capaz de orientar pais, alunos, profissionais da educação e profissionais da saúde de como lidar com alunos disléxicos”.

Por isso, segundo o parlamentar, se instituída, essa semana servirá para conscientizar a sociedade e o governo de que é possível viver e conviver com esse distúrbio, desde que identificado e tratado com acompanhamento adequado em casa, centros de saúde e, principalmente na escola.

Santos observou ainda que as ações para essa semana serão definidas pela comunidade escolar, como palestras, campanhas educativas, oficinas, avaliação com equipe multidisciplinar, capacitação para professores e gestores, envolvendo toda a sociedade em torno de um assunto que atinge aproximadamente 12% da população do nosso país.

A dislexia do desenvolvimento é considerada um transtorno específico de aprendizado de origem neurobiológica, caracterizada por dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra na habilidade de decodificação e em soletração. Essas dificuldades normalmente resultam de um déficit no componente fonológico da linguagem e são inesperadas em relação à idade e outras habilidades cognitivas (Definição adotada pela IDS – International Dyslexia Association).

Entre as características dos disléxicos, pode-se citar a lentidão do processamento de informações, relacionadas à leitura, escrita e interpretação de textos. A dislexia não está relacionada à desatenção, mas a uma alteração neurobiológica, hereditária.  

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS