21 de Julho de 2019,

Cidades

A | A

Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018, 09h:00 | Atualizado:

LEGADO OU LARGADO

Quatro anos após a Copa, 20 obras estão atrasadas ou paradas em MT

Próximo Mundial ocorreu em junho deste ano, na Rússia

trincheira.jpg

 

Às vésperas da Copa da Rússia, que começa em julho deste ano, 20 obras da Copa de 2014 em Mato Grosso, que foram propostas durante a gestão Silval Barbosa (2010-2014) estão atrasadas ou “totalmente paralisadas”. Elas deveriam estar prontas para atender as demandas de mobilidade urbana em Cuiabá e Várzea Grande, na região Metropolitana, durante os jogos do mundial de 2014.

As informações são de uma reportagem do MTTV, da afiliada da Rede Globo em Mato Grosso. A matéria não detalha todas as obras que estariam com problemas no Estado, mas cita alguns dos principais projetos que encontram-se “travados”. Entre eles, está a Arena Pantanal, em Cuiabá, que abrigou quatro jogos da fase de grupos da Copa de 2014.

Em torno de 2% do projeto ainda estaria incompleto – sobretudo o sistema de automação do estádio, como os telões, as catracas eletrônicas, o sistema de som etc. O secretário de Estado de Cidades (Secid-MT), Wilson Santos, afirmou que há um impasse entre o Governo do Estado e o Consórcio responsável pelo serviço.

“O consórcio alega que tem direito a receber mais. O governo alega que o consórcio precisa devolver dinheiro. Enquanto isso não se resolve a obra fica parada”, disse Wilson Santos.

Outra obra prevista para ser entregue até a Copa do Mundo de 2014 era a reforma do Aeroporto Internacional Marechal Cândido Rondon, em Várzea Grande. Segundo a matéria, 90% do projeto já está pronto. Wilson Santos afirmou, no entanto, que a conclusão do projeto esta próxima.

“A conclusão da ala C, que é a ala mais antiga, os serviços de muro, dividindo a área do aeroporto com a ala do VLT, um emissário de esgoto. São os serviços finais para o aeroporto”, disse o chefe da Secid-MT.

A matéria também cita o viaduto Jornalista Clóvis Roberto (UFMT) – que apesar de ser “inaugurado” em dezembro de 2013, não teve obras de drenagem que escoassem o fluxo das chuvas, que sempre alagavam a região. Até o fim de janeiro de 2018 ele deve ter sua inauguração definitiva após as obras de escoamento, que já estão na fase final. A trincheira do Santa Rosa, que apresenta falhas e infiltrações, também teve sua primeira concretagem concluída e deve ser entregue definitivamente até abril deste ano.

Por fim, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) - um projeto que já consumiu mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos e que foi paralisado em dezembro de 2014 antes mesmo da instalação integral dos trilhos -, também foi citado na reportagem. Wilson Santos, deputado estadual pelo PSDB que se licenciou do cargo para fazer parte da gestão Pedro Taques (PSDB), disse que o Governo prepara uma licitação internacional para tentar achar uma empresa que conclua o sistema de transporte.

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • silva | Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018, 15h35
    2
    1

    Pôr isso que o estado esta quebrado, isso sem falar nos empréstimos milhionãrios que silval fez em bancos americanos. Esse Pedro está fazendo é milagre

  • Fernando | Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018, 10h43
    9
    1

    Um absurdo, isso só acontece aqui no Brasil em outros lugares todos os gestores seriam responsabilizados.É desmotivador pagarmos impostos e residirmos no Brasil. Será que, esse ano 2018 (eleições) teremos eleitores mais coincidentes?.

  • LUIZ | Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018, 10h30
    4
    4

    Tem coisas que nao adianta insistir, se insistirmos corremos no caso, BURRICE, errar é humano permanecer no erro é BURRICE, votei em PT mas tenho um arrependimento tamanho que deveria ter votado no PT de Ságuas e o médico candidato esqueci seu nome tamanha é minha força a favor do PT, agora qual deles, conclua.......... Então Pedro Taques em PT e nao no PT, fez um mal tao grande a Cuiabá que nem sei mensurar isso, sendo cuiabano teria por condição moral fazer algo por Cuiabá e VG, infelismente ele e sua equipe não foram capazes de administrar o estado e principalmente terminar essas 20 obras, pelo nos 15 deveriam ter terminados, e ainda ficaram digo usurparam e usaram o dinheiro do fundeb dos municipios criando uma situação dificil para os prefeitos, que podem até ser cassados se fizerem o uso do dinheiro que era deles e foi surrupiado pelo PT governador, e não é falta de dinheiro é falta de gestão Silval deixou o governo com arrecadação de 13 milhões, em PT conseguiu aumentar para 20 milhoes, ou bilhoes, e ainda não terminou as obras e o dinheiro sumiu, sabe o que vai acontecer com o governador, NADA, NADICA DE NADA, mas eu vou dar a minha resposta, voto em qualquer um que for candidato mas no Pedrido . NEVER , NÃO, se assim agirmos nós da capital e VG tiramos ele de lá.

  • Sandro Ricci | Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018, 09h58
    12
    1

    MANDA A CONTA PRO LADRÃO CANALHA DO SILVAL PAGAR.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS