14 de Dezembro de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 08h:00 | Atualizado:

FUMAÇA

Respirar em Cuiabá é como fumar meio maço de cigarro por dia

Estudo realizado em 2010 ainda é considerado atual

cuiaba-fumaca.jpg

 

Um estudo realizado em Cuiabá mostra que quem passa alguns dias na capital vai ser obrigado a tragar dez cigarros por dia. Essa afirmação foi feita por um médico que estuda os efeitos do tempo seco na nossa saúde.

O estudo foi realizado em 2010, mas é considerado atual. Isso porque, a Capital do Estado não vê chuva há mais de 100 dias e a qualidade do ar está prejudicada por conta das queimadas urbanas e no seu entorno.

Para saber o que as pessoas estão respirando na capital de Mato Grosso, um teste foi realizado. No equipamento que mede o material em suspensão, colocamos um filtro de fibra de vidro, uma espécie de tecido, bem fino, que vai receber durante um dia inteiro, as partículas de poluição que estão na atmosfera. A máquina foi instalada nos fundos de um apartamento, num bairro residencial de Cuiabá.

Vinte e quatro horas depois, retiramos o filtro para saber que tipo de impurezas ele conseguiu captar. Antes mesmo de qualquer exame laboratorial, já é possível perceber a diferença entre um filtro limpo novo e o que usamos para o teste.

- Quando passou pelo filtro, ele reteve as partículas sólidas que tinha no ar naquele momento. Durante 24 horas o que o aparelho puxou, é a mesma coisa que nós respiramos durante 24 horas - explica Maurélio Ultramare, pesquisador.

Levamos a amostra para um laboratório. Depois da análise, o resultado foi alarmante: no filtro estava quase o dobro do limite aceitável de partículas que poderíamos respirar.

- Dias e dias, meses, respirando esse lixo aéreo. Porque não tem só materiais carbonáceos, fuligem. Tem também óxidos metálicos. Dentre esse óxidos metálicos, nós temos a presença de metais pesados, que decorre, exatamente da queimada - revela Paulo Modesto, doutor em meio ambiente.

O principal poluente encontrado foi o monóxido de carbono. É como se as pessoas que circulam pela cidade estivessem fumando metade de um maço de cigarro por dia.

- Nós todos que estamos aqui em Cuiabá hoje, estamos sob o efeito de uma carga muita tóxica de monóxido de carbono, equivalente a pessoa que fuma dez cigarros por dia. A principal orientação é evitar exercícios fora de casa - diz Clóvis Botelho, médico pneumologista.

 

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Dona Janete Sapateira | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 17h04
    2
    1

    Povo do VG queimando rosca com uma tora de maconha na mão.

  • Jessica Trans | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 13h51
    2
    2

    Eu vivo em chamas essa epoca! adoooooooooro.

  • fumante | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 12h23
    2
    1

    vixe. então nessa epoca eu to fumando mais de 1 carteira por dia. afff

  • Sr. Sincero | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 11h38
    4
    0

    LUIS, aí que você se engana, essa poluição é a junção de todos fatores, queimadas urbanas, queimadas em zona rural, poluição de escapamentos de veículos, fogões a lenha, tudo se junta e vira essa situação caótica que estamos vivenciando, a ponto de tornar Mato Grosso um lugar insalubre pra se viver!!!

  • Garimpeiro | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 11h36
    2
    1

    Não se preocupem!!!!!! 2020 VAI SER UM MAÇO!

  • Garimpeiro | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 11h36
    2
    1

    Não se preocupem!!!!!! 2020 VAI SER UM MAÇO!

  • Cidadão | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 11h30
    4
    2

    Essa Amanda Duarte é uma brincante mesmo né? Todo dia, em todos os tipos de notícia ela vem com essa de "faz arminha que passa". PQP. o Que tem a ver uma coisa com a outra, sem noção, por acaso a fumaça foi inventada agora? cada uma...

  • Amanda Duarte | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 10h53
    4
    9

    Faz Arminha Que Passa!

  • LUIS | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 10h40
    5
    1

    Ô Raimundo- o que estamos vivendo com relação à fumaça não é caso de tocar fogo em quintalzinho não; se toca que estamos falando de queimadas em grandes proporções que necessariamente não são do quintal do vizinho, mas sim de vários locais do estado que são levados pelas correntes de ar a se acumular. Logicamente tocar fogo em terreno baldio urbano causa fumaça- mas não é isso que estamos vendo atualmente. E larga de ser besta em acreditar que são as ONGs que estão tocando fogo... até parece que não mora em MT. Sempre houve queimadas nessa época, porém, este ano está em proporções bastante elevadas.

  • Osmar | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 09h04
    9
    1

    Agricultor e pecuarista não é complicado é ganancioso.... Taca fogo porque é mais prático e rápido e gasta menos pra eles ..... Porque tem que produzir, produzir, e produzir mais..... Vê Cuiabá como que está com essa fumaça que vem de longe....

  • Raimundo | Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, 08h29
    7
    8

    Cuiabano é complicado, junta três folhas no quintal e já mete fogo. Em uma praça (terreno baldio) da prefeitura na Morada do Ouro, no mesmo dia tentaram por fogo por três vezes, não tem meio ambiente que aguente isso, sem falar nos xiitas de esquerda que em boicote ao governo, estão queimando o país.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS