25 de Janeiro de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 18h:38 | Atualizado:

Sistema de avaliação patrimonial da Unemat é apresentado ao Estado

O sistema de depreciação patrimonial da Universidade do Estado de Mato Grosso pode servir de modelo para o Estado de Mato Grosso. Gestores e contadores da Secretaria de Gestão e da Secretaria de Fazenda estão hoje (13.12) em Cáceres, na sede da Reitoria, conhecendo softwares desenvolvido pelos setores de Contabilidade e Tecnologia de Informação da universidade.

O contador da Unemat, Rangel Renan Ramos da Silva, explica que o módulo desenvolvido e utilizado pela instituição é bastante eficiente, uma vez que os cerca de 100 mil bens móveis da universidade estão informatizados e podem ser avaliados mensalmente a partir dos percentuais depreciativos definidos pela legislação.

Segundo ele, a maior vantagem do sistema é a confiabilidade dos dados patrimoniais da universidade assegurando um maior balanço e controle dos bens e o atendimento a legislação vigente.  “Esse sistema é muito vantajoso e ágil, porque podemos evidenciar em tempo real a condição dos bens. Antes é preciso lançar de forma manual essa depreciação e isso era feito uma vez por ano em média, agora temos essa atualização de forma mensal”, explicou o contador da Unemat.

O Diretor de Tecnologia da Informação da Unemat, Dhiego Brandão, lembra que a ferramenta desenvolvida pela instituição pode atender outras demandas seja de universidades ou de secretarias de governo. “Esse modulo está integrado ao Eco Sistema da Unemat, mas pode ser desmembrado. É uma forma do Estado ajudar ao próprio Estado, mas para isso precisamos ter clareza do que se deseja e qual o prazo para implantação”, explicou.

O coordenador de Patrimônio da Secretaria de Planejamento do Estado, Ronaldo Campos Fraga, parabenizou a universidade pela iniciativa e afirmou que o sistema pode muito bem atender a necessidade do governo. Segundo ele, o sistema de depreciação é fundamental para otimizar a transparência e cumprir a legislação que os órgãos de controle exigem. “Após conhecer o sistema vamos apresentá-lo aos secretários e discutir essa possibilidade de parcerias”.

Também participaram da apresentação o assessor técnico Eliel Rezende Ernesto e Maykon Machado que é analista de sistemas da Seplag e o servidor Rafael Vicentu Junior da Coordenadoria de Planejamento e Gestão de Sistemas Contábeis da Secretaria de Fazenda. Além deles participaram a Diretoria de Patrimônio da Unemat, Alessandro  Carvalho e Melo e Carlos Aparecido Alves Amorim, o contador Vilmar Dantas e os analistas de TI, Marlon Vinicius da Silva e Edelson Regis de Lima.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS