17 de Julho de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019, 22h:00 | Atualizado:

Tangará trata de limites territoriais na Assembleia

O único deputado estadual da região do médio-norte, Dr. João José (MDB), e o presidente da Comissão de Revisão Territorial dos Municípios da Assembleia Legislativa (ALMT), Ondanir Bortolini (PSD), receberam nesta quinta-feira (24) o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira, produtores rurais e representantes do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat). A reunião realizada no gabinete do Dr. João tratou do cumprimento da lei sobre os limites territoriais entre Tangará da Serra e Nova Olímpia. 

O prefeito Fábio Junqueira avaliou como "muito positiva" a atitude dos deputados de abrirem as portas da Assembleia para intermediar esta relação com o Intermat. Pela lei, Tangará da Serra teria direito a uma área da serra, em torno de cinco mil hectares, mas que não estaria devidamente registrada nos gráficos cartográficos do instituto. “Queremos que se cumpra a lei atual, também no mapa cartográfico. É muito importante que a gente esteja aqui, dando prosseguimento a um pedido que a gente iniciou em 2016, e que resolveu apenas parcialmente, faltando exatamente um trecho da serra que faz parte do nosso município. Nossa avaliação da reunião é positiva. Agradeço ao Dr. João José pela intermediação que ele fez para esse esclarecimento pudesse acontecer”, afirmou o prefeito. Agora o pedido será analisado pela equipe técnica do Intermat. 

O deputado Dr. João José ressaltou a importância do trabalho do Poder Legislativo para corrigir possíveis contradições com relação aos limites territoriais, assegurando que cada município tenha o pleno conhecimento das suas dimensões.  “Tangará da Serra debate há anos esses aspectos. Então, é muito importante agora, como deputado, poder contribuir para o crescimento do nosso município e o fortalecimento de toda região do médio-norte”. 

Nininho, enquanto presidente da comissão, afirmou que as correções limítrofes vão possibilitar o crescimento socioeconômico de vários municípios que ainda estão sendo prejudicados por conta de divergências. 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS