Cidades Sexta-Feira, 29 de Março de 2019, 09h:07 | Atualizado:

Sexta-Feira, 29 de Março de 2019, 09h:07 | Atualizado:

Notícia

Vereador homenageia mulheres que são exemplos na vida e na profissão

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

O vereador Marcelo Bussiki (PSB) homenageou, durante sessão solene na tarde desta quinta-feira (28), líderes femininas de diversos segmentos que são exemplos de vida e de atuação profissional. A homenagem ocorreu em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado neste mês de março, a fim de reconhecer a importância do papel feminino na sociedade e no Município.

De acordo com Bussiki, a intenção é valorizar e dar espaço às mulheres que são exemplos a serem seguidos na sociedade por meio de suas conquistas sociais, políticas e econômicas. “Nosso objetivo é reconhecer mulheres que são destaque e exemplo. O que queremos é colocar essas mulheres em evidência, para demonstrar a importância que todas têm e a contribuição que deram e ainda dão para a construção da nossa cidade”, disse.

Em reconhecimento a todas elas, Bussiki entregou o título de Mulher Cidadã Ana Maria do Couto, uma das honrarias mais importantes da Casa de Leis, a 18 líderes femininas que no ato representaram simbolicamente a todas as cuiabanas.

Uma das homenageadas foi Telma do Couto, astrônoma e sobrinha de Ana Maria do Couto. Ao agradecer o título, ela relembrou a história de vida de sua tia, que faleceu há 47 anos, mas deu uma contribuição imensurável nas áreas da educação, politica, esporte, comunicação e justiça.

Considerada à frente do seu tempo pela coragem e determinação, Ana Maria do Couto foi a primeira mulher presidente da Câmara de Cuiabá, razão pela qual foi instituído o título de Mulher Cidadã com seu nome.

“Ela levantava a cabeça e encarava de frente qualquer situação. Personalidade, caráter, carisma, coragem e honestidade eram seu cartão de apresentação. Venceu muitas barreiras de uma maneira muito natural. (....) Valorizem esse título, pois ele leva o nome de alguém que ousou ousar”, afirmou.

Também foi homenageada a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, que tem um trabalho de destaque na área assistencial na Capital, desde que entrou na vida pública, nos anos de 2013 a 2016, quando foi a primeira-dama do Município.

Foram homenageadas ainda Maria Erotildes Kneip (desembargadora do Tribunal de Justiça), Gláucia Amaral (procuradora do Estado), Jaqueline Jacobsen (conselheira do Tribunal de Contas), Rosana Barros (defensora pública) e Josirlete Criveletto (delegada da Mulher).

Do segmento político foram homenageadas Serys Slhessarenko (ex-senadora de Mato Grosso), Jacy Proença (ex-prefeita de Cuiabá) e Margareth Buzetti (empresária/política). Além delas, foram agraciadas Marília Beatriz Pereira Leite (imortal da Academia Mato-grossense de Letras), Vera Capilé (cantora/artista), Luzia Guimarães (reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso) e Lindacir Rocha (pepresentante da Ampara).

Também foram homenageadas as pastoras Gisela Guth de Araujo e Aline Prado do Nascimento, além da médica Ritamaris Régis e da jornalista Iviusch Beloto do Nascimento.

Mudança na legislação

Bussiki lembrou ainda das iniciativas que tem proposto em prol da defesa da mulher, como os projetos de leis impedir que a Prefeitura e a Câmara de Cuiabá contratem servidores comissionados, temporários ou conceda incentivo fiscal aos condenados pelos crimes de violência doméstica contra mulher, previstos na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006).

“Temos trabalhado em defesa da mulher através desses projetos e tantos outros, pois sabemos o longo caminho que ainda precisamos percorrer no reconhecimento e respeito aos seus direitos.  E esse meu trabalho, assim como minha homenagem é o mínimo que podemos fazer para valorizar as mulheres. É um motivo de muito orgulho para mim essa homenagem”, disse.

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet