03 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Segunda-Feira, 30 de Março de 2020, 21h:30 | Atualizado:

VG oferece plantão psicológico na quarentena

Há um mês, o novo coronavírus chegou ao Brasil e mudou a rotina de todo um País, impondo mudanças bruscas de hábitos e na rotina. Mais do que colocar em risco a saúde das pessoas, a pandemia tem trazido uma grande pressão psicológica, tanto pelo medo/pavor em ser contagiado pela doença, em perder entes queridos e até mesmo pela pressão em decorrência do isolamento social e consequências econômicas. Pensando na importância da saúde mental para esse momento diferenciado, a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, juntamente com um grupo de psicólogos, está disponibilizando o ‘Plantão Psicológico’, pelo telefone 0800 647 0020, uma modalidade de atendimento clínico-psicológico de tipo emergencial, aberto à comunidade. As ligações são gratuitas.

Como explica o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, esse serviço tem a função de proporcionar uma escuta fraterna, realizar o acolhimento ao sofrimento psíquico à pessoa que passa neste momento por uma crise de grande impacto sobre a sua saúde mental. “A Secretaria de Saúde de Várzea Grande inicia um novo serviço, durante o período da pandemia, disponibilizando o atendimento e acolhimento psicológico à distância. Contamos com uma equipe de seis psicólogos que estarão atendendo e levando conforto diante do cenário atual de muitas dúvidas, medos e incertezas”.

Ainda como ressaltam os profissionais da saúde envolvidos no projeto, o ‘Plantão Psicológico’ não tem como finalidade a resolução ou aprofundamento de intervenção terapêutica, “mas sim um momento de compreensão do seu sofrimento e ajuda para o alívio do stress e ansiedade causados pelo isolamento social. A insegurança e o medo instalado na população”, pontua a assistente social, especialista em Saúde Mental e Mestre em Política Social, Soraya Miter Simon.

A promoção da saúde mental deve ser preconizada por meio de estratégicas desenvolvidas por países acometidos por situações de calamidades e epidemias, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), “e Várzea Grande está seguindo essa orientação”, destaca o secretário de Saúde.

Em uma situação de epidemia, como a atual, a preocupação é com toda a população, explica Soraya. “No entanto, alguns estudos apontam  grupos mais vulneráveis, como as pessoas com antecedentes de transtornos mentais, as inseridas nos grupos de risco e os profissionais da saúde. Por isso, estamos reorganizando nossos atendimentos para continuar oferecendo à população o atendimento, através de novos instrumentos de comunicação, como o tele - atendimento, redes sociais, entre outros. Também estamos dialogando com o CVV, pois ele já desenvolve esse trabalho com grande experiência e qualidade, no apoio emocional oferecido por voluntários de forma gratuita para todas as pessoas que querem e precisam de uma conversa e de serem ouvidas, nas suas aflições”.

PLANTÃO PSICOLÓGICO

Os atendimentos estão sendo realizados via telefone, por meio de triagem, visando preservar a integridade e identidade de cada usuário e profissional. Os profissionais entrarão em contato com os usuários para acolher e trabalhar às demandas de cada um, caso necessitar.

São público-alvo do serviço os residentes em Várzea Grande, com idade acima de 18 anos. Os atendimentos são realizados de segunda à sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 12h e das 13h às 17h, pelo 0800 647 0020. Quem preferir pode acessar ainda o canal de atendimento do CVV pelo telefone 188, ou ainda pelo site, www.cvv.org.br.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS