25 de Maio de 2020,

Cultura

A | A

Sexta-Feira, 10 de Abril de 2020, 11h:28 | Atualizado:

SEMANA SANTA

Arcebispo: "é hora de praticar o cristianismo"


TVCA

arcebispo.jpg

 

A Semana Santa tem sido muito diferente para os cristãos. Missas, cultos e outras celebrações religiosas estão suspensos em Mato Grosso para evitar aglomerações durante a pandemia. Para manter a conexão com fiéis, líderes das igrejas contam principalmente com a tecnologia.

O arcebispo de Cuiabá, Dom Milton Santos, afirma que é hora dos fiéis praticarem o cristianismo também fora das igrejas.

"É lá dentro de casa, é lá no trabalho, é com alguns vizinhos. A missa e a eucaristia são feitas para acontecer lá fora e não aqui dentro (da igreja)", afirma.

Ele avalia como um esforço de fé e cita o Papa Francisco sobre essa Páscoa ser diferente. "A Páscoa ressoará no silêncio das cidades. O pessoal todo dentro de casa acompanhando pelos veículos de comunicação", declarou.

Já os pastores da Igreja Batista estão ligando para fiéis que tem dificuldades com a internet. “Nós temos ligado para essas pessoas e compartilhado um pouquinho da palavra de Deus e sempre terminando com oração para que ela sinta esse conforto espiritual”, contou o pastor José Júnior.

Para ele, os cristãos devem se aperfeiçoar nesse momento de reclusão. “Nós desejamos muito que depois nós vivamos uma nova normalidade, ou seja, que voltamos ao normal mas não como antes, mas que nós voltamos aperfeiçoados como seres humanos, valorizando aquilo tem essencial e não apenas o que é superficial”, enfatizou.

Em um momento em que o mundo inteiro está numa guerra contra um inimigo invisível, a fé é uma arma importante. E os líderes religiosos têm a missão de despertar a esperança no povo.

Missas e cultos já estão sendo transmitidos pela TV, internet e rádio há algumas semanas e pelo rádio há muito mais tempo. Eram opções para atender justamente quem não pode ou não tem - tempo - para frequentar as igrejas, mas agora, por causa do coronavírus, acompanhar missas e cultos de longe é a única opção.

Este ano a Páscoa no mundo inteiro vai ser de igreja e templos vazios.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS