25 de Maio de 2020,

Cultura

A | A

Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 14h:35 | Atualizado:

Artistas querem descentralização de recursos

Artistas de Mato Grosso estão preocupados com as consequências da pandemia na sobrevivência de projetos culturais que incluem a dança, artes plásticas, cinema, música, literatura etc. O assunto foi discutido, nesta terça-feira (19.05), com o senador Wellington Fagundes, que confirmou a importância de ajuda emergencial para toda a cadeia produtiva das artes, incluindo iluminadores, sonoplastas etc.

Recentemente, os artistas fizeram uma manifestação pública em favor do projeto de Lei 1075/2020, de autoria da deputada federal Benedita da Silva (RJ) e que cria um auxílio emergencial para os artistas. “Queremos o apoio dos parlamentares nesse projeto”, diz Estela Serigati. Segundo a artista plástica, muitos estão fazendo “lives” para arrecadar dinheiro e conseguir sobreviver.

O escritor Eduardo Mahon lembra que as artes empregam 6% da população brasileira e está entre os setores mais penalizados pela pandemia. Ele aponta o excesso de exigência das instituições financeiras para liberar empréstimos a empresas ligadas ao setor. “Principalmente em relação às garantias exigidas”, conta.

Outra reclamação dos artistas é quanto ao excesso de concentração de recursos para projetos da região Sul e Sudeste do Brasil. “Quase todos os recursos vão para essas regiões. Ficamos de fora”, reclama o cineasta Luiz Marchetti. Além disso, ele diz que a prioridade é dada para grandes projetos, excluindo-se pequenas e médias produções. “Principalmente se for do interior do Brasil. É preciso pulverizar esses recursos”, defende.

Entre as propostas, os artistas pretendem a retomada do prêmio Funarte, programas de apoio para as bibliotecas e editoras de livros e a desburocratização do acesso às linhas de financiamento.

O senador sugeriu uma reunião online com a Ancine e Secretaria Nacional de Cultura e a apresentação, pelos artistas, de projeto para ser discutido com toda a bancada federal de Mato Grosso para a captação de recursos em nível federal.

Participaram da reunião os escritores Eduardo Mahon e Marília Beatriz, o cineasta Luiz Marchetti, o ator de teatro Sandro Lucose, a artista plástica Ruth Albernaz e Ana Cecília e Estela Serigati, da área da música.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS