26 de Fevereiro de 2020,

Cultura

A | A

Sexta-Feira, 14 de Novembro de 2014, 21h:14 | Atualizado:

Exposição revela olhar sensível em fotos sobre Cuiabá

Após sete temas propostos e desafios fotográficos que se estenderam por sete semanas, a “Exposição #cba7” trouxe nesta sexta-feira (14) para o Museu da Caixa D’Água Velha as 49 melhores fotos que registraram a cuiabania por diversos ângulos.

A ação cultural, criada pela Prefeitura de Cuiabá, foi realizada através do Facebook e Instagram e contou com a participação dos usuários das redes sociais. Durante sete semanas os participantes foram incentivados a revelar seu olhar fotográfico com missões que abordavam temas referentes à tradição, arquitetura e outros aspectos que norteiam a cultura cuiabana.

“A iniciativa teve um retorno muito positivo por parte da população. Cerca de 500 fotos participaram da ação com a hashtag #cba7 e pudemos acompanhar de perto o entusiasmo dos usuários em cumprir as missões dadas. Nosso propósito era levar o cidadão a ver Cuiabá por outra ótica e conseguimos”, revela João Paulo Adrien, um dos idealizadores do projeto.

Para Cristian Kelley, uma das vencedoras da ação cultural, registrar Cuiabá pela ótica da tradição simboliza muito mais do que observar a Capital por outra perspectiva.

“Apostei na missão sobre tradição, pois sabia que ali poderia mostrar um pouco da minha história. A minha foto registra um tanque antigo, que pertence à primeira casa de alvenaria do bairro, o lar onde cresci. Ali, meus avós sempre colocavam pescado durante o período da Quaresma, para que sempre pudéssemos ter peixes frescos nas refeições”, revela.

Para Mari Gemma, que pôde ver cinco de suas fotos imprensas no varal da exposição, a iniciativa é uma forma de despertar a população para o que Cuiabá tem de belo, até mesmo a sombra dos prédios antigos.

“Procurei fazer fotos que focassem em detalhes, que dessem atenção ao micro e que não fossem óbvias. Inspirei-me nas sombras dos prédios, nos detalhes de peixes. Tudo se tornou um bom motivo de foto e poder participar da ação foi revigorante, pois a fotografia tem esse fator relaxante para mim”, conta.

A “Exposição #cba7” também divide seu espaço no museu com outras mostras culturais e o encontro entre as mais distintas artes como fotografia, escultura e pintura é um reflexo do papel do espaço para a sociedade local e demais visitantes.

“O museu deve ser utilizado pela população e fico muito contente de vê-lo ocupado por tipos tão diferentes de arte. Aqui vemos visitantes que vieram para a exposição ‘Fecundo Cerrado’, mas acabam descobrindo a riqueza do espaço ao ver que o mesmo lugar está repleto de fotos tiradas pela própria população. E estas mesmas fotos dividem o espaço com registros históricos da Capital e assim temos um encontro entre o passado e o presente”, conclui Felipe Campos, coordenador do Museu da Caixa D   ‘Água Velha.

A “Exposição #cba7” ficará no museu até o dia 7 de dezembro e a entrada é franca.

O horário de funcionamento do Museu da Caixa D’Água velha é das 8h às 17h, de segunda à sexta-feira, e das 9h às 12h e da 13h às 17h nos fins de semana e feriados.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS