27 de Maio de 2019,

Cultura

A | A

Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, 18h:07 | Atualizado:

GORDOFOBIA

Professora cria projeto para debater preconceito contra gordos


Gazeta Digital

GIMENEZ2.jpg

 

Depois de quatro anos de estudo de doutorado, a professora Maria Luisa Jimenez finalmente pode colocar em prática um de seus desejos: estimular o debate na comunidade e empoderar mulheres gordas na busca por uma autoestima necessária e uma vida mais livre e plena.  

No dia 16 de março deste ano, será lançado o projeto 'Lute como uma Gorda!' com a roda de conversa 'Gordofobia: você sabe o que realmente é?' Nesta primeira iniciativa, Jimenez deseja promover uma discussão sobre as noções e percepções diária das mulheres gordas sobre o que é considerado 'gordofobia', o chamado preconceito contra pessoas gordas.   

Projeto consiste ainda numa série de ações educacionais, informativas e recreativas a fim de pensar em questoes que envolvem o corpo gordo feminino e seu lugar na sociedade. A ideia principal é desmestificar corpos acima do peso como algo feio e doente. "A manutenção ou reforço do pensamento de que ser gordo é anormal fomenta situações discriminatórias e autentica todo um merdado da magreza como única condição corporal e estética para ser saudável e feliz", pontuou a professora.

Discussão contará com a convidada especial, a mestranda LigeyaDaza Hernandes, do Programa de Pós-Grduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).  Todo o projeto é integrante de um espaço virtual denominado 'Estudos do Corpo Gordo Feminino', que tem suporte como fundamental os estudos de Jimenez no doutorado.  

Jimenez é filósofa, ativista gorda, escritora, artista, colaboradora do site TodasFridas, fundadora do Grupo de Pesquisa Estudos Transdiciplinares do Corpo Gordo no Brasil, professora e doutoranda em Estudos de Cultura Contemporânea da UFMT. 

Evento está marcado para acontecer às 18h, no Metade Cheio Bar e Bistrô. A entrada é gratuita e mais informações podem ser solicitadas pelo (65) 9 9301-8851 ou (65) 9 8160-0495.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Sonia | Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 11h07
    1
    2

    Acho que a gordofobia deveria ser enquadrado como crime de racismo.

  • alessandra | Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 10h42
    0
    1

    aplausos para essa iniciativa. Quem acha q ser gordo é falta de vergonha, não entende nem de genetica do segundo grau. Ser gordo e não estar gordo. Em 90 por cento das pessoas gordas, essa condição é perene.É como ser negro. Não se pode mudar. Mas se pode compreender e incluir.

  • Dora Aventureira | Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 10h31
    2
    0

    Paaara.... Gordura nunca foi e nunca será beleza! Vão se tratar!

  • Duda | Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, 22h43
    6
    1

    Vá ser feliz minha filha, só faça como eu, não encha o saco de terceiros.

  • Paulo crente | Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, 22h41
    4
    3

    Vai criar vergonha na cara e emagrecer desgraça bujão tributo, canhão...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS