05 de Agosto de 2020,

Curiosidades

A | A

Quarta-Feira, 01 de Julho de 2020, 19h:00 | Atualizado:

RELACIONAMENTO

Jovem mata idoso com espada samurai

xpeter-manfredonia.jpg.pagespeed.ic.Odq1M8u6tg.jpg

 

Um universitário de 23 anos foi preso em Maryland I(EUA) por manter um idoso de 73 anos em cárcere privado por quase 24h após matar, com uma espada samurai, um homem de 62 anos, no dia 22 de maio, e dois dias depois, com uma arma de fogo, um ex-colega de escola, também de 23 anos.

Peter Manfredonia está sob fiança de US$ 7 milhões por acusações dos assassinatos, agressão, invasão de domicílio, sequestro e outros crimes relacionados às referidas ações. Segundo o jornal "New York Post", uma audiência sobre seu caso está marcada para o dia 10 de julho.

Documentos do tribunal, em Connecticut, revelados pela imprensa americana nesta segunda-feira, indicam que uma mulher havia terminado um relacionamento com Peter quatro dias antes da série de crimes por ter descoberto que ele invadiu seus perfis de rede social em abril, informou o "Hartford Courant". Ela também contou à polícia que o jovem tinha uma "obsessão por espadas samurais" e possuía duas.

Com uma dessas espadas, ele golpeou Theodore DeMers, de 62 anos, que morava na mesma rua que a ex-namorada. De acordo com a emissora "NBC News", a vítima teve a mão direita decepada, o tríceps quase separado do corpo, o polegar esquerdo e o indicador cortados, além de vários lacerações na cabeça e nas costas. No dia do crime, Theodore interrompeu suas atividades de rotina por ter oferecido uma carona ao autor do homicídio.

Durante o ataque, um veterinário da Marinha de 80 anos, identificado como John Franco, foi ferido. Ele teria tentado impedir a morte de Theodore. Peter, contudo, reagiu e conseguiu fugir numa moto.

No dia seguinte, o agressor invadiu a casa de um homem de 73 anos e, usando gravatas, amarrou as mãos dele, colocando-o preso a uma cadeira no porão.

"Ele estava com um olhar vazio", lembrou a vítima. "Eu ainda não tinha visto uma foto do suspeito de assassinato no noticiário, mas estava pensando que provavelmente era ele".

O idoso relatou que Peter lhe dissera ter ficado sem dormir por cinco noites e que não sabia explicar suas ações, mas estava arrependido pelo que fizera.

O sequestro durou quase 24h. Quando um vizinho bateu à porta da vítima, Peter reuniu alimentos, dinheiro e outros itens para fugir. Em seguida, ele se dirigiu à casa de um ex-colega de turma, chamado Nicholas Eisele, de 23 anos, e o matou a tiros.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS