09 de Julho de 2020,

Curiosidades

A | A

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 20h:00 | Atualizado:

LEVANTAMENTO

Mortes pela polícia crescem 31% em SP

SP1-1068x601.jpg

 

O número de pessoas mortas por policiais militares e civis no estado de São Paulo cresceu 31% entre janeiro e abril deste ano na comparação com o mesmo período de 2019.

No ano passado, foram registradas 291 mortes provocadas por agentes de segurança. Este ano, 381. O levantamento foi realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com base em dados da Secretaria Estadual da Segurança Pública e das corregedorias das polícias.

Os números abrangem tanto as mortes cometidas por policiais em serviço quanto aquelas envolvendo policiais de folga. Os dados referentes ao mês de abril deste ano constam de boletins do Centro de Inteligência da Polícia Militar e da Corregedoria-Geral da Polícia Civil publicados neste sábado no “Diário Oficial do Estado”.

Em nota, a Secretaria Estadual da Segurança Pública afirmou que todas as ocorrências são investigadas pela Polícia Civil e pela PM, por meio de IPM (Inquérito Policial Militar), que é acompanhado pela corregedoria, e comunicada ao Ministério Público. "As polícias contam ainda com um rigoroso sistema corregedor, que não compactua com desvio de conduta de seus agentes", diz o texto.

Mortes cometidas pela polícia no estado de SP de janeiro a abril

2019 – 291

2020 – 381

Os números do quadrimestre foram puxados por uma disparada das mortes em abril deste ano, quando 119 foram mortas pelas polícias Militar e Civil no estado. Isso equivale a uma alta de 53% na comparação com as 78 mortes registradas em abril de 2019.

Durante todo o mês de abril, vigorou no estado de São Paulo uma quarentena decretada pelo governo do estado.

O aumento da letalidade policial em abril deste em São Paulo chamou a atenção da diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Samira Bueno.

"O crescimento expressivo da letalidade em abril deste ano, mesmo em meio à quarentena, é preocupante e de difícil explicação. Os roubos e furtos caíram no período, e mesmo assim a Polícia Militar atingiu o recorde histórico, com o maior número de mortos em intervenções policiais no quadrimestre desde 2001, quando a série passou a ser publicada. Isso indica possíveis desvios e abusos em relação ao uso da força letal, além de sérios problemas de comando", diz.

Mortes cometidas pela polícia no estado de SP no mês de abril

2019 – 78

2020 – 119

PM responde por 97% da letalidade policial

De acordo com o levantamento, 371 das 381 mortes contabilizadas entre janeiro e abril deste ano foram cometidas por policiais militares. Dez mortes foram cometidas por policiais civis no mesmo período.

Levando-se em conta apenas as mortes cometidas pela PM, houve uma alta de 32% na comparação com o mesmo período de 2019, quando 282 pessoas foram mortas por policiais militares no estado.

Essa diferença decorre do fato de a PM ser a polícia responsável pelo trabalho ostensivo, a repressão a criminosos nas ruas que resultam em prisões em flagrante, enquanto a Polícia Civil realiza investigações criminais.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS