23 de Abril de 2019,

Artigos

Curiosidades

A | A

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h:01 | Atualizado:

CARNAVAL 2019

No clima da folia, academias ensinam "hits" em Cuiabá


Gazeta Digital

CARNAVAL2.jpg

 

A menos de um mês para o Carnaval, alunos entram no clima e ensaiam "hits" que prometem marcar a festa. Em Cuiabá, as especulações não são diferentes e os ritmos que deverão fazer a folia em 2019 viram febre e agitam as academias e aulas de dança. 

Entre as apostas do ano está o famoso refrão do cantor Gabriel Diniz, “O nome dela é Jenifer, eu encontrei ela no Tinder” que já acumula mais de 150 milhões de visualizações no Youtube e promete fazer a festa dos foliões. 

A procura por aulas que misturam ritmos o de “Jenifer”, axé, funk, swingueira, samba, pop e zumba duplicam nesta época do ano. Movimentação que é perceptível para a proprietária da academia de dança Bem Estar, Estela Ferreira dos Santos, 41. “No carnaval a procura pela academia e pelas aulas aumentam muito e esses hits do momento são as pedidas”, confirma.

Entrando nessa agitação, o  acompanhou os ensaios das músicas que prometem fazer parte do enredo com a professora e coreografa Edlaine Santos, 24. Ela conta que sempre busca ficar por dentro das canções que estão em alta para atender aos pedidos das alunas. “Geralmente elas pedem o que está sendo mais tocado, mas como a gente está sempre ‘ligado’ nas musicas para poder montar novas coreografias, a gente acaba ficando por dentro também”, comenta. 

A aluna Deiselly Nascimento, 21, conta que as aulas são fundamentais para se preparar para a festa e aprender as coreografias que serão sucesso no carnaval. “As aulas ajudam a aprender os ritmos e a ficar bem preparada para não fazer feio na hora da ‘dancinha’ no carnaval”, brinca.

Entre uma música e outra, os passos são repassados e as aulas seguem um ritmo animado. A todo o momento a instrutora motiva a turma com frases “bora pra cima” ou “animação, quero ver todo mundo sorrindo”.

Cynthia Natalis Machado, 24, comenta com entusiasmo que as atividades na academia ajudaram a “quebrar o gelo” com a timidez. “Eu sou uma pessoa meio vergonhosa então eu acho que tem me ajudado muito a desenvolver e melhorar esse meu lado na dança para passar menos vergonha”, explica.

Apesar dos ritmos eufóricos, estar preparado para folia vai muito além do que estar com a coreografia na ponta do pé, exige preparo físico também. Benefícios que para a dona de casa, Ozeni Leandro da Silva, 42, já são notáveis após 2 anos na prática da atividade.

“Minha saúde melhorou bastante depois que comecei a dançar, eu pesava 80 kg, hoje estou 62kg. Levo a dança como um hobby, e eu amo. E hoje, a minha expectativa para o carnaval é estar no bloco dançando com as meninas aqui da academia”, conclui.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • ZE | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 07h32
    1
    0

    carnaval 2018 acho que ja foi né. kkkkkkkkkk

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS