24 de Maio de 2019,

Curiosidades

A | A

Terça-Feira, 21 de Junho de 2016, 17h:54 | Atualizado:

MUNDO ANIMAL

Vídeo de gato massageando capivara em MT viraliza na internet


Midianews

gatoecapivara.jpg

 

Um vídeo de um gato “massageando” uma capivara, no Zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), viralizou na internet, nesta terça-feira (21).

As imagens foram feitas pela estudante de Ciências Biológicas da Universidade, Amanda Sossai, de 17 anos.

Ao MidiaNews, ela contou que o fato inusitado aconteceu no final manhã de segunda-feira (20), quando passava perto do zoológico.

“Era um pouco antes do almoço e eu tinha acabado de sair da aula. Resolvi dar um passeio no zoológico, mas estava fechado. Foi quando vi vários gatinhos perto das capivaras. Parecia que pediam carinho”, disse.

No vídeo, a capivara parece estar gostando da massagem. Ela deita na calçada, enquanto o felino continua o movimento.

Até a tarde desta terça-feira, o vídeo de Amanda tinha mais de mil curtidas e 715 compartilhamentos no Facebook.

O estudante contou que achou a situação inusitada. Por isso, resolveu filmar a cena, que tem 58 segundos.

“Eu nunca tinha visto essa interação de gatos e capivaras. Achei muito interessante porque os gatos são terapeutas holísticos. Isso já foi comprovado cientificamente”, disse.

Capivaras soltas

Desde o início de 2015, uma família de capivaras vive do lado de fora do zoológico. O grupo fica entorno do Restaurante Universitário (RU) e se alimenta de restos de comida e outros tipos de alimentos jogados pelos estudantes.

O Zoológico da UFMT foi fundado em 1977. A ideia do espaço era criar animais em volta de uma represa artificial construída no campus.

Porém, após alguns anos, o número de animais cresceu e o local se tornou um dos principais pontos turístico de Cuiabá.

Em 1992, com a extinção do “mini zôo” do 9º Batalhão de Engenharia e Construção (9º BEC), o local teve a incorporação de seus animais ao plantel. 

No Estado, o Zoológico da UFMT é o único receptor de animais silvestres apreendidos pelos órgãos de fiscalização ambiental, ou de animais indevidamente retirados de seus habitats. 

O zoológico é mantido pela próprio universidade, mesmo sem os custos estarem previstos nos recursos orçamentários do Ministério da Educação.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS