20 de Setembro de 2019,

Economia

A | A

Domingo, 18 de Agosto de 2019, 16h:00 | Atualizado:

Aumenta em 80% os focos de queimada em MT


TVCA

Mato Grosso atingiu o nível mais crítico das queimadas este ano. De janeiro até hoje, o número de focos é 80% maior do que o mesmo período do ano passado, segundo o Corpo de Bombeiros e a ONG Instituto Cento de Vida.

A suspensão de repasses de dinheiro da Alemanha e depois da Noruega para o Fundo Amazônia pode prejudicar vários projetos que incentivam a agricultura sustentável e o combate a incêndios.

A situação de Mato Grosso é de alerta ambiental. Em Cuiabá não chove há 100 dias. O clima seco e quente não tem data para terminar e esse cenário favorece o aumento de queimadas. O Corpo de Bombeiros diz que precisa de mais apoio e vê com preocupação o bloqueio do Fundo Amazônia, que até esse ano investiu R$ 12 milhões só em estrutura pra combate ao fogo no estado.

Para os bombeiros, o Fundo Amazônia surgiu como uma parceria na compra de equipamentos e veículos. Além da montagem de todo o batalhão de emergências ambientais, dois aviões já foram comprados com o dinheiro e mais um estava previsto para ser adquirido nos próximos meses, além de mais carros pra deslocamento de pessoal e equipamentos de resgate e combate ao fogo. O estado pode ter perdido R$ 35 milhões com o bloqueio do fundo, o que triplicaria as ações.

Mato Grosso atingiu o nível mais crítico das queimadas este ano. De janeiro até hoje, o número de focos é 80% maior do que o mesmo período do ano passado, segundo o Corpo de Bombeiros e a ONG Instituto Cento de Vida.

A suspensão de repasses de dinheiro da Alemanha e depois da Noruega para o Fundo Amazônia pode prejudicar vários projetos que incentivam a agricultura sustentável e o combate a incêndios.

A situação de Mato Grosso é de alerta ambiental. Em Cuiabá não chove há 100 dias. O clima seco e quente não tem data para terminar e esse cenário favorece o aumento de queimadas. O Corpo de Bombeiros diz que precisa de mais apoio e vê com preocupação o bloqueio do Fundo Amazônia, que até esse ano investiu R$ 12 milhões só em estrutura pra combate ao fogo no estado.

Para os bombeiros, o Fundo Amazônia surgiu como uma parceria na compra de equipamentos e veículos. Além da montagem de todo o batalhão de emergências ambientais, dois aviões já foram comprados com o dinheiro e mais um estava previsto para ser adquirido nos próximos meses, além de mais carros pra deslocamento de pessoal e equipamentos de resgate e combate ao fogo. O estado pode ter perdido R$ 35 milhões com o bloqueio do fundo, o que triplicaria as ações.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS