04 de Agosto de 2020,

Economia

A | A

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 22h:47 | Atualizado:

Campo Verde recebe visita de presidentes de cooperativas agrícolas francesas

O município de Campo Verde (a 120 km de Cuiabá) recebeu presidentes de cooperativas agrícolas francesas, que integram o grupo InVivo, acionista do Consórcio Cooperativo Agropecuário Brasileiro (CCAB).  A visita foi iniciada nessa quarta-feira (31 de janeiro) no Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica Ampa/IMAmt, onde os franceses foram recepcionados pelo presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão, Alexandre Schenkel. 

Após conhecerem melhor o trabalho desenvolvido pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt) visando à qualificação de mão de obra e ao desenvolvimento de novas tecnologias para a cotonicultura e o sistema produtivo adotado em Mato Grosso, os visitantes almoçaram no CTDT do Núcleo Regional Centro.  O almoço de negócios foi promovido pela InVivo e a CCAB para promover a integração entre aproximadamente 30 representantes de cooperativas agrícolas francesas e produtores mato-grossenses, em especial, dirigentes de cooperativas da região.

O objetivo da visita dos estrangeiros, que incluiu outras cidades brasileiras, foi acompanhar o desenvolvimento de investimentos feitos no Brasil e prospectar novas possibilidades de trabalhos em conjunto com cooperativas nacionais, inclusive de Mato Grosso, segundo Jones Yasuda, presidente da CCAB Agro. Ele destacou que o CCAB tem predominância de cooperativas de produtores de algodão e, nas regiões de Campo Verde e Primavera do Leste, fazem parte do Consórcio criado em 2007, a Cooperfibra e a Unicotton.

Na opinião do produtor Milton Garbugio, ex-presidente da Ampa e da Cooperfibra, e atual presidente do Conselho Administrativo da CCAB Participações, os visitantes ficaram "muito impressionados" com o que viram em Campo Verde. Além do CTDT Ampa/IMAmt, eles tiveram a oportunidade de assistir ao plantio de algodão imediatamente após a colheita da soja na fazenda Santa Rosa, de propriedade da família Schenkel.

"O relacionamento com os visitantes ficou fácil e agradável por sermos todos produtores", comentou Alexandre Schenkel, que fez questão de ciceronear os franceses na visita à fazenda de seu tio, Alécio Schenkel.

O grupo visitou ainda um confinamento de bois do Grupo Bom Futuro e a indústria de fiação da Cooperfibra.  Os visitantes jantaram na sede da Cooperfibra e retornaram a Cuiabá nesta quinta-feira, após visitarem a empresa Agro-Sol Sementes. Além de vários produtores, acompanharam a visita os diretores executivos da Ampa e do IMAmt, Décio Tocantins e Alvaro Salles, respectivamente. 

Novos negócios –A InVivo congrega 220 cooperativas agrícolas na França, que movimentam 90 bilhões de euros por ano. De acordo com Jones Yasuda, CCBA e InVivo têm "DNAs semelhantes" pelo fato de serem controladas por grupos de cooperativas, cujo principal objetivo é buscar soluções para o setor produtivo. A InVivo mantém na França uma divisão de agricultura digital, investimentos na área de biocontrole e a AgroSolutions – uma divisão de prestação de serviços em diversos segmentos utilizando tecnologias que podem ser aplicadas à realidade de produtores mato-grossenses e de outros estados brasileiros.

"Esta visita a Mato Grosso e ao Brasil confirma a intenção da InVivo de continuar prospectando novas possibilidades de investimentos junto às cooperativas nacionais. Os visitantes ficaram extremamente impressionados com a forma de organização dos produtores mato-grossenses e as oportunidades de novos negócios", afirma Yasuda.

O grupo de franceses esteve em Brasília, onde participou de um jantar com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Conheceram ainda o Porto de Santos e vão encerrar a visita no Rio de Janeiro neste final de semana.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS