09 de Dezembro de 2019,

Economia

A | A

Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019, 17h:59 | Atualizado:

AMARELA

Contas de energia ficarão mais baratas em MT

cprede (1).jpg

 

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que regula o setor no Brasil, a bandeira tarifária para dezembro é a amarela. O custo, neste caso, é de R$ 1,343 (valor sem o imposto) para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Assim, segue o alerta do Procon-MT para o consumo consciente de energia.

No mês passado, quando vigorou a bandeira vermelha, a Aneel justificou o uso da tarifa pelo fato do regime de chuvas regulares nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) estar abaixo do padrão histórico. 

Já para dezembro, segundo divulgou a agência reguladora, as previsões meteorológicas sinalizam melhora nas condições.

“A previsão hidrológica para o mês é a de que as vazões afluentes aos principais reservatórios se elevem gradativamente, mas ainda atingindo patamares abaixo da média quando comparadas às referências históricas”, diz trecho da nota.

Ainda segundo a Aneel, tal condição caracterizada como “intermediária” repercute na capacidade de produção das hidrelétricas, o que demanda acionamento de parte do parque termelétrico, impactando no custo da energia.

Sobre as bandeiras

O sistema de bandeiras tarifárias, implementado pela Aneel, sinaliza o custo da energia gerada. O objetivo é informar quando esse custo sobe para que o consumidor reduza o uso de energia e não pague uma conta mais cara que o normal. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Com a bandeira amarela ainda vigorando em dezembro de 2019, é  necessário reforçar o uso consciente e o combate ao desperdício de energia.

Confira algumas dicas

Chuveiro elétrico

- Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos;

- Selecionar a temperatura morna ou fria no verão. 

Ar condicionado

- Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado;

- Manter os filtros limpos;

- Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado;

- Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto. 

Geladeira

- Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário;

- Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções;

- Não colocar alimentos quentes dentro da geladeira;

- Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar roupas;

- Não forrar as prateleiras;

- Verificar as borrachas de vedação regularmente;

- Não desligar a geladeira para depois religá-la novamente, pois esse processo consome mais energia. 

Iluminação

- Priorizar a iluminação natural ou lâmpadas econômicas (LED);

- Apagar a luz ao sair de um cômodo. 

Ferro de passar

- Juntar roupas para passar de uma só vez;

- Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura;

- Nunca deixar o ferro ligado enquanto faz outra atividade

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Antonio | Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019, 20h02
    1
    0

    Alguém pode nós explicar porque na conta vem um valor X de consumo e o dobro só cobrando a compra de energia. Oi? Não entendemos. Se pagamos já as tarifas mil e o nosso consumo ainda temos que pagar o dobro do valor da compra de energia? Resumindo somos todos sócios da Energisa há tempos e cadê os lucros que ninguém deles nós repassam? Quanto mais justificam pior ficam.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS