25 de Agosto de 2019,

Economia

A | A

Terça-Feira, 23 de Abril de 2019, 18h:05 | Atualizado:

Deputado propõe e governo mantém programa de incentivo a aviação regional

O governo do estado garantiu a continuidade do Programa Estadual de Incentivo à Aviação Regional (Voe MT),  que fomenta a democratização do transporte aéreo, diversificando as cidades a serem atendidas com voos regulares. Esse também foi um pedido do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), por meio da indicação n° 045/2019. No ofício nº 813/2019, a Casa Civil assegurou que não houve interrupção nas operações.

Essa cobrança havia sido feita no início desse ano pelo parlamentar e  trouxe otimismo aos municípios atendidos pelo Voe-MT, como o caso de Barra do Garças. Conforme a secretária de Turismo do município, Mônica Porto, esse programa foi essencial para o acordo com a empresa aérea, que hoje opera voos regulares no aeroporto Piloto Bub, ligando a cidade a outros destinos e capitais. "Para nós, de Barra do Garças, foi fundamental . Sem esse programa nós não teríamos dado início às operações. Para a companhia, um voo para o interior acaba saindo mais caro em decorrência do tamanho da aeronave e da demanda.  Sem o programa de incentivo, as empresas aéreas puxariam o freio de mão", analisou.

Max Russi foi autor da indicação, que deu origem aos estudos de viabilidade econômica para a abertura do novo itinerário, que hoje beneficia, principalmente, a região do Araguaia. “O deputado Max Russi foi de suma importância, para que essa conquista se tornasse realidade a todos nos do Araguaia ", complementou a secretária.

A respeito da proposição, o deputado alega que algumas empresas aéreas não estariam cumprindo em sua totalidade os programas de voos e isso poderia resultar em  um abalo no desenvolvimento socioeconômico.

“Esse é um dos principais motivos de eu ter feito essa cobrança. Estou aliviado em receber a informação de que o governo do estado teve a sensibilidade de manter esse programa e dar seqüência a esse incentivo, que favorece o nosso desenvolvimento regional ”, destacou.

O Voe -MT, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e colocado em prática pelo Estado em 2016,  possibilita às companhias aéreas a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para compra de querosene de aviação.  Esse percentual varia de acordo com a quantidade de municípios mato-grossenses atendidos pela empresa aérea.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS