Economia Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 14h:39 | Atualizado:

Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 14h:39 | Atualizado:

CALOTEIROS NO TRÂNSITO

Estado acumula 187 mil devedores do IPVA e deixa de arrecadar R$ 20 milhões em 2019

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

ipva.jpg

 

Um levantamento da Procuradoria Geral do Estado (PGE) aponta que 187.351 mil contribuintes não quitaram os débitos do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no período de janeiro a maio de 2019, e foram cadastrados na dívida ativa. Atualmente o valor do prejuízo para o Estado é de R$ 20.296.772,80 milhões.

No mesmo período do ano passado, a dívida tanto para pessoa física quanto jurídica estava no valor de R$ 128.778.543,14 milhões. Ao todo 441.509 mil contribuintes entraram para a dívida ativa.

O não pagamento deste imposto acarreta em acréscimos de multas e juros, além de restrições no CPF e CNPJ, dificultando concessões de crédito. “Todo contribuinte deve ficar atento as pendência de IPVA e Licenciamento do Veículo, pois gera um transtorno enorme não somente para restrições de crédito, mas para casos de impedimento da circulação do veículo, já que sem o comprovante de pagamento do IPVA o cidadão não consegue fazer o licenciamento”, pontuou o subprocurador-geral Fiscal, Jenz Prochnow Junior.

A taxa de licenciamento é usada para comprovar a liberação do carro para trafegar por todo o território do país. A frota de veículos em circulação em Mato Grosso é de 2,1 milhões.

A quitação não tem descontos, mas pode ser parcelada em até 12 vezes no cartão de crédito. O contribuinte pode negociar o débito no saguão da Procuradoria Geral do Estado (PGE), pelo site da Procuradoria e unidades do Ganha Tempo em Cuiabá, Várzea Grande e municípios do interior do Estado.

Em Mato Grosso, há unidades do Ganho Tempo nos bairros Cristo Rei (Várzea Grande), CPA I (Cuiabá), Centro (Ipiranga – Cuiabá) e nos municípios de Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Barra do Garças. A Procuradoria Geral do Estado está localizada na Avenida República do Líbano, nº 2258 (Jardim Monte Líbano). O horário de atendimento é das 8h às 18h. A retirada de senhas pode ser feita das 8h às 16h.

CARTÃO

O Governo de Mato Grosso sancionou a Lei nº 10.889, de 21 de maio de 2019, que permite o parcelamento do IPVA, licenciamento, multas já inscritas em dívida ativa e demais débitos relativos aos veículos, por meio de cartão de crédito, em até 12 vezes. Esta forma de pagamento é destinada aos cidadãos que não estão inscritos em dívida ativa, ou seja, aos que se encontram em situação regular com o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) e que ainda não emitiram a guia para pagamento.

O Detran começa a preparar a regulamentação da lei e, para isso, um chamamento público será realizado para que empresas de operação de cartões possam se credenciar junto à autarquia. Em um segundo passo, a possibilidade de parcelamento das dívidas com o Detran-MT poderá ser realizada em modo online, pelo aplicativo MT Cidadão. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ainda não há data para a publicação do edital de chamamento para a habilitação das empresas.





Postar um novo comentário





Comentários (18)

  • D.O.A

    Terça-Feira, 28 de Maio de 2019, 08h27
  • calote é o estado que recebe os impostos e nao aplica onde deve, pior ainda e dar calote em servidor e querer receber em dia. piada.
    0
    0



  • Indignado

    Terça-Feira, 28 de Maio de 2019, 06h02
  • Esse jornalista no minimo divulgou materia paga e aqueles abestado que acha que e pobre e caloteiro e puxa saco desse governo sem capacidade p gerir o estado. Pq nao cobra o que as empresas nao recolhe de impostos e ainda recebe incentivo fiscal . Ai esses abestado nao abre a boca p falar nada (puxa saco) .essa e a verdadeira vergonha um pobre que se acha rico puxando saco defendendo esse governo mau carater. Vcs vao receber o troco nas proximas eleicoes
    2
    0



  • Everton

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 17h57
  • Todos falando que tem que cobrar e etc. Mas ninguém diz que esse imposto é um absurdo. Estamos com ruas e rodovias jogadas a traças, sem manutenção e ainda por cima querem recolher um imposto que não precisa ser usado para o que foi inicialmente criado. Se não sabem, o IPVA não é mais para ser usado na manutenção de vias. Agora pode ser usado para tudo, menos para o que foi criado. Somos otários mesmo, pagamos para não ter retorno. Tô há é que todos os proprietários pararem de lagar.
    7
    1



  • Everton

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 17h56
  • Todos falando que tem que cobrar e etc. Mas ninguém diz que esse imposto é um absurdo. Estamos com ruas e rodovias jogadas a traças, sem manutenção e ainda por cima querem recolher um imposto que não precisa ser usado para o que foi inicialmente criado. Se não sabem, o IPVA não é mais para ser usado na manutenção de vias. Agora pode ser usado para tudo, menos para o que foi criado. Somos otários mesmo, pagamos para não ter retorno. Tô há é que todos os proprietários pararem de lagar.
    6
    0



  • Everton

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 17h56
  • Todos falando que tem que cobrar e etc. Mas ninguém diz que esse imposto é um absurdo. Estamos com ruas e rodovias jogadas a traças, sem manutenção e ainda por cima querem recolher um imposto que não precisa ser usado para o que foi inicialmente criado. Se não sabem, o IPVA não é mais para ser usado na manutenção de vias. Agora pode ser usado para tudo, menos para o que foi criado. Somos otários mesmo, pagamos para não ter retorno. Tô há é que todos os proprietários pararem de lagar.
    7
    0



  • Servidor do Executivo

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 17h31
  • Devo, não nego, pago quando puder! (ou quando receber meu RGA!) e p... no c... do Mauro Mendes...
    7
    0



  • Jo?o Carlos Curvo

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 17h04
  • E quando o Estado é o caloteiro e não paga o deve? E quando manifesta em pagar pede desconto de 30 40% e ainda quer parcelar. Avisa o jornalista que fez essa matéria que ninguém quer ficar devendo imposto
    8
    0



  • Antunes Silva

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h47
  • Nao vejo como calote, acontece que o governo vinha pagando tudo atrasado e todo mundo tem outras contas mais importante para pagar. Eu fiquei inadimplente porem agora ja regularizei. A ideia de colocar a divida na procuradoria foi um tito no pé. Quando vc nao tem receita, procura´negociar de um jeito mais rapido nao dificultar tudo. Governo burro é governo duro.Nao sei como essa anta do Mauro conseguiu ficar rico com toda essa burrice que ostenta
    5
    0



  • Ggm

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h45
  • Folhamax mais respeito com leitor, e muita gente devendo IPVA, mas isso não resolve o problema do estado. Tem divida muito maior que o estado não recebe.
    5
    0



  • Aberlardo Figueiredo

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h40
  • IPVA é um dos piores impostos arbitrados sobre o cidadão, não deveria jamais existir. Nosso carro já é caro comparada ao resto do mundo, com uma carga tributária em torno de 40% do valor pago, e ainda temos que pagar um imposto para poder usufruir deste bem. Só nesse país lixo mesmo chamado Brasil. Cobram imposto encima de um ativo que não é destinado a gerar renda, a pessoa economiza para adquirir um carro vem o estado e cobra um imposto anual sobre o valor do veículo, absurdo total! Tomará que não próxima reforma tributária extinguam essa anomalia jurídica!
    6
    0



  • JBC

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h40
  • Joenes, alem de ter um nome indecente, é burro também, o certo era não pagar ipva, Joenes vc sabe para que serve o Ipva? Alem de termos que pagar o Ipva temos que pagar pedágio nas estradas. Quem deve Ipava não precisa ter o veiculo apreendido uma vez que o governo tem meios certos de fazer a cobrança que é a justiça daqui a pouco quem fizer financiamento e ficar devendo parcela vai dar o direito da financeira ir na sua casa e recolher o veiculo sem precisar ir na justiça. O governo tem que seguir a mesma regra negativar o devedor e ir cobrar a divida na justiça. e não fazer blitz para recolher os veiculo, se vc manter o licenciamento em dia não da direito de recolhimento ja que o licenciamento ser para dar autorização do veiculo rodar, o Ipva serve para que o governe de ruas, avenidas e estradas para que possamos rodar seguro, coisa que não temos e ainda temos que pagar pedágio para podermos circular nas estradas. ISSO É UMA VERGONHA. O BRASILEIRO E MUITO DESCANSADO E GOSTA DE SOFRER, ISSO É O QUE PENSO. JOENES, NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS AS PESSOAS PAGAM SEUS IMPOSTOS COM ALEGRIA, POIS SABEM QUE O DINHEIRO DELES LHE TRARA BENEFICIOS, DIFERENTE DAQUI.
    3
    0



  • Opressor Magnata

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h25
  • Depois faz blits e a baixada Cuiabana reclama das entidades fiscalizadoras.
    3
    4



  • RENATA

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h14
  • ONDE ESTA A PGE/MT PARA COBRAR JUDICIALMENTE? ESQUECI, ESTÃO PREOCUPADO SÓ COM OS SALÁRIOS.
    7
    0



  • joenes pica pau

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 15h53
  • ISSO SÓ DEMONSTRA QUE O ESTADO ESTÁ SOB OS CUIDADOS DE MAUS GESTORES, TENDO EM VISTA QUE, SE TIVÉSSEMOS UM GOVERNADOR PORRETA FAZIA TODOS OS DEVEDORES DE IPVA PAGAR . O CIDADÃO QUE NÃO QUER PAGAR IPVA, NÃO COMPRA CARRO, ANDA DE ÔNIBUS. ALEM DE POBRE QUER SER CALOTEIRO, VAI PARA OS ESTADOS UNIDOS DAR CALOTE EM GRINGOS...AQUI NÃO CALOTEIROS DE IPVA....DINHEIRO PRA CACHAÇAS VOCÊS TEM... VAMOS PAGAR IMPOSTOS...VAMOS SER PATRIOTAS...VAMOS MUDAR ESSE PAÍS. BRASIL ENCIMA DE TODOS.
    5
    8



  • eleitor

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 15h21
  • Olha ai a materia bem clara,caloteiros do transito então vamos aplicar as leis chamem os caloteiros façam um acordo inclua no orgão de proteção ao crédito ,estamos lutando contra a corrupção aumento do salários vamos começar deixa a blitz recolher deixa a fiscalização fazer um trabalho educativo no transito não podemos continuar empurrando com a barriga a coisa ta feia pra todos está acontecendo parcelamento negociações o que não podemos aceitar que motoristas andem com seus carros nas ruas com dividas cinco ,quatro,tres anos sem pagar ai é gozar com a cara do povo por um brasil mais justo .
    4
    5



  • PAULO

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 15h20
  • e muita hipocresia, tem 40 bilhões inscritos na dívida pública do Estado, e o Estado chorando por 20 milhões.... hahahaha Acorda Jornal, Fazendeiros, Grupos Empresariais, Empresas de Locação, entre outras empresas devedoras de bilhões e o Governo não executa.. os seus parceiros....
    11
    0



  • B

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 15h07
  • olha eu não estou devendo nenhum imposto ao detran, mais vocês colocarem manchete de "CALOTEIROS NO TRÂNSITO", é pra acabar né! vocês sabem pq as pessoas estão devendo, tem pessoas que não sabem se colocam comida dentro de casa ou se paga uma água, luz ou até mesmo o ipva, respeitem ao menos a população! todo mundo sabe o quanto está difícil pagar as necessidades básicas de um ser humano de tanto imposto que nos é cobrado! então senhores jornalistas, de um pouco de respeito aos pobres brasileiros que tentam sobreviver nesse mundo totalmente desigual! se pra vocês a população é CALOTEIRA, imagina os políticos que nos roubam 24h por dia! talvez se eles não roubassem tanto teríamos um imposto mais barato!
    12
    6



  • trabalhador

    Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 14h51
  • me perdoem mais a lei tem que cumprir,blitz fiscalização,precisa fazer um chamamento destas pessoas que estão com suas dividas para quitar então recolher seus carros estamos lutando por salarios ,um brasil sem corrupção então é o momento .
    10
    2









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet