11 de Novembro de 2019,

Economia

A | A

Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 11h:46 | Atualizado:

CORTE DE GASTOS

Estado "barra" gasolina em carros flex e economiza R$ 4 milhões por ano

Medidas são tomadas para ajudar a equilibrar as finanças do Estado

etanol.jpeg

 

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) projeta uma economia de cerca de R$ 4 milhões anuais com a obrigatoriedade que impôs aos órgãos e entidades de abastecerem os veículos apenas com etanol. Somente nos meses de junho e julho, quando comparados a maio, a economia gerada aos cofres públicos foi mais de R$ 300 mil mensais.

O bloqueio foi feito a partir de maio no Sistema de Gestão de Abastecimento de Combustíveis, após constatação da vantajosidade em abastecer com álcool ao invés da gasolina.

A medida busca viabilizar o Decreto nº 08/2019, que estabelece diretrizes para controle, reavaliação e contenção das despesas em toda a administração direta e indireta e visa também maior economicidade e mais eficiência da administração pública.

Para o secretário Basílio Bezerra, as medidas são importantes para ajudar a equilibrar as finanças do Estado.

“É de suma importância reduzir custos, mas sem perdermos qualidade nos serviços prestados ao cidadão. Essa economia alcançada com o consumo de combustíveis é um exemplo de que isso é possível”, destacou.

O cálculo básico para se descobrir se o álcool é vantajoso ou não, em relação a gasolina, é simples. Basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. Se o valor do derivado da cana de açúcar estiver custando menos de 70% do valor da gasolina, então compensa.

Além do bloqueio no sistema, a Seplag, órgão central de compras públicas e que detém a gestão do sistema de abastecimento, irá inserir na próxima Ata de Registro de Preço de combustíveis uma cláusula que permita o remanejamento do quantitativo de gasolina e álcool para que o órgão abasteça com o que for mais vantajoso, ao invés de ter que realizar o bloqueio no sistema como foi feito.

Para que a cláusula seja implementada com sucesso, a Secretaria-Adjunta de Patrimônio e Serviços da Seplag irá monitorar e orientar os órgãos e entidades para que seja utilizado o combustível que oferecer maior economicidade aos cofres públicos.

Outra medida

Além desta medida, a Seplag também fez o recadastramento de veículos, máquinas, motores, condutores e operadores de máquinas no Sistema de Gestão de Abastecimento de Combustíveis, com objetivo de controlar o consumo, atualizar informações relativas a veículos e condutores e padronizar a utilização dos veículos oficiais, próprios e locados.

Após o recadastramento, foi confeccionado um cartão ou tag (código de barras), individual e intransferível, no qual constam os dados, de forma a identificar o veículo no ato do abastecimento.

Esse cartão é mantido sempre com o veículo ou máquina sob os cuidados do condutor cadastrado, que deve ter seus dados no sistema sempre atualizados e estar ciente sobre o saldo do cartão e estabelecimentos credenciados pelo Governo.

É expressamente proibido abastecer outro veículo ou máquina que não aquele ao qual o cartão está vinculado. Todos os órgãos e entidades fornecem, sempre que solicitados, informações sobre a frota e abastecimentos e contratam individualmente a prestação de serviços de gerenciamento do fornecimento de combustíveis, mediante a adesão à Ata de Registro de Preços disponibilizada pela Secretaria.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • neryvaldo31araujo@hotmail.com | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 19h50
    0
    0

    Obrigar as pessoas a colocar álcool em seu veículo isso e absurdo. Brasil virou ditadura.

  • Rogério | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 16h29
    3
    1

    Servidor, então embase suas opiniões em números fidedígnos.

  • Servidor | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 14h17
    2
    3

    Senhor Phenomboy que parece mais ser um nome de margarina daquelas bem ruins...O senhor tem que respeitar a opinião das pessoas porque o senhor não é professor de Deus!!!... E, provavelmente é um frustado que nunca conseguiu ser aprovado em um concurso publico é por isso e revoltado.

  • Rogério | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 14h04
    3
    2

    SERVI+DOR, só pode ser fake... duvido que alguém que passou em concurso público iria fazer uma análise tão desprovida de inteligência... Ou será que ia???

  • Phenomboy | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 12h58
    3
    6

    Aonde tem Gasolina a 3,40 que vou abastecer o carro AGORA! A partir do momento que batizou-se como "servidor" já vemos que é tapado, que está na zona de conforto e só quer saber se vão pagar o RGA para que ele não entre em greve e, por consequência, triplique suas férias. Consome quase o dobro de etanol? ( a única unidade de força motriz que se alimenta de alcool é o ser humano! e, ainda assim, não funciona direito depois que utiliza tal combustível) É só não ficar parado com o ar ligado enquanto o restante do pessoal vai realizar o serviço.... simples assim. Tem que aproveitar enquanto o preço do etanol estiver baixo mesmo pois, dependendo da capacidade de economia do veículo, a 5ª completada de etanol sai de graça na diferença de preço entre a gasolina e o etanol.

  • FIDEDIGNO | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 12h51
    4
    4

    kkkk. esse povo vermelho do governo faz rolo. abastece com alcool e pega nota fiscal de gasolina. só na maracutaia. Estado fez bem em cortar a teta. kkkk

  • +Rogério | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 12h39
    3
    1

    Nossa, é sério que preciso ler isso??? Só uma dúvida, foram necessários quantos funcionários públicos, quantas reuniões, comissões, consultorias para chegar a essa conclusão tão difícil???

  • joana | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 12h08
    8
    0

    deveriam sim usar os carros somente pra fazer serviço do estado. o carro saiu do local anota a quilometragem. anota onde vai. no retorno anota horas que chegou e quilometragem. como fazem as concessionarias quando levam o cliente em casa/trabalho quando o carro esta fazendo algum serviço. quero ver não economizar. isso tambem vale para fotocopias, papel, envolope e por ai vai. tudo pago com nosso dinheiro e usado de maneira particular

  • SERVIDOR | Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, 12h05
    5
    4

    ESTE INTELIGENTE QUE IMAGINOU ISSO NÃO DEVE SABER QUE O VEICULO CONSOME QUASE O DOBRO DO ÁLCOOL EM RELAÇÃO A GASOLINA ISSO QUE DIZER QUE UM VEICULO RODA MAIS QUILÔMETROS COM UM LITRO DE GASOLINA DO QUE COM ÁLCOOL. PORTANTO, SE ABASTECESSE COM GASOLINA A ECONOMIA SERIA MUITO MAIOR PORQUE EM CUIABÁ O LITRO DE ALCOOL CUSTA EM TORNO 2,29 A 2,39 E A GASOLINA 3,40 JÁ NO INTERIOR TEM LUGAR QUE O LITRO DE ÁLCOOL CUSTA 3,90, SE EXIGISSE QUE OS VEÍCULOS NA CAPITAL ABASTECESSE COM ÁLCOOL E NO INTERIOR COM GASOLINA AI ATÉ SERIA INTELIGENTE. MAS EXIGIR QUE ABASTEÇA COM ÁLCOOL EM TODO LUGAR É UM BURRICE SEM TAMANHO...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS