25 de Agosto de 2019,

Economia

A | A

Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 00h:25 | Atualizado:

CRISE DE CAIXA

Estado muda projeção e só pagará salário integral em dezembro

Até agosto, Sefaz projeta pagar salários em duas parcelas

rogeriogallo.jpg

 

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Fazenda, o governo de Mato Grosso conseguiu reduzir o déficit mensal de R$ 200 para R$ 60 milhões. Entretanto, o secretário Rogério Gallo declarou, nesta quinta-feira (25), em Cuiabá, que a recuperação financeira do estado ainda é lenta.

O secretário afirmou que houve um incremento de receita com Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), que sofreu alterações em janeiro deste ano e amenizou os efeitos da crise. Porém, o estado ainda tem uma dívida de aproximadamente R$ 1,8 bilhão, entre débitos com fornecedores e poderes Legislativo e Judiciário.

A administração pública, segundo ele, continua buscando a redução de custos e a renegociação de dívidas para tentar melhorar o índices. "Um dos custos que buscando diminuir este ano é a renegociação da dívida com o Banco Mundial [dívida em dólar], então tiraríamos uma parcela de R$ 140 milhões em setembro, e esse valor seria poupado para que o estado pudesse terminar o ano em dia com o funcionalismo público", explicou.

A perspectiva do estado para regularização do pagamento dos servidores é de que, em dezembro, seja possível cumprir toda a folha até o dia 10. "Atualmente estamos fazendo o pagamento em três parcelas, a previsão é de que até agosto, consigamos diminuir o número de parcelas para duas. Porém, somente em dezembro é que vamos conseguir quitar toda folha no dia 10 de cada mês", explicou.

Gallo declarou ainda que a recuperação da economia está mais lenta do que era esperado e que o crescimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) também está mais contido do que a perspectiva do governo. O secretário disse ainda que as medidas de contenção de despesas e a buscas por recursos como a liberação do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX) devem continuar para que o estado possa superar a crise econômica.

Postar um novo comentário

Comentários (28)

  • Paulo | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 18h23
    1
    0

    Pode esperar que o décimo terceiro será dividido em 4 suaves parcelas .

  • servidor público CONCURSADO | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 16h41
    2
    0

    E VAI EMPURRANDO COM A BARRIGA OS SERVIDORES PÚBLICOS. BRASILIA NÃO ACREDITOU NA TAL CALAMIDADE FINANCEIRA, SUPERAVIT TODOS OS DIAS PUBLICADO NO DIARIO FINANCEIRO, ACREDITEM: NÃO EXISTE CRISE NO ESTADO DE MATO GROSSO ALIAS EXISTE SIM, A TAL DA CRISE MORAL.

  • Indignado. | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 11h02
    14
    0

    Não sabe mais nem oque fala,era julho agora dezembro um governo perdido não fez nada para o povo até agora é só retirou direitos dos servidores,Vão trabalhar que é

  • José | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 10h55
    4
    3

    QUANDO É QUE SERÁ INVESTIGADO O DESGOVERNO PEDRO TAQUES ? O DESGOVERNO PEDRO TAQUES QUEBROU O ESTADO POR CAUSA DOS MAIS DE R$25 BILHÕES DE IRREGULARIDADES EM 2015 A 2018. Até agora não foi apurada a responsabilidade de todos os membros do desgoverno taques quanto aos desvios e fraudes do desgoverno da transformação do estado em caos e roubalheira, cujas irregularidade somadas já ULTRAPASSARAM OS $25 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos mais de $25 bilhões em irregularidades pendentes de serem apuradas: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin recebendo R$80 mil por fora todo mês; delação de Alan Malouf e Perminio indicando que secretários (Permínio, Brustolin, Julio Modesto e etc) recebendo mensalinho de R$30 mil/mês; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $500 milhões do Fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo Gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juizá candidata para ferrar o Silval e a família dele; irregularidades de R$3 bilhões no Edital nº 02/2018 da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) sobre rodovias MT 246, MT 343, MT 358 e MT 480. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados, estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos que receberam salários acima de R$100 mil, contratação irregular de 2000 cabos eleitorais na SEDUC para fazer campanha para o ex-secretário Mahafon, peculato ao gastar R$10 milhões em telefone por secretaria do estado durante a campanha eleitoral para o governo 2018; R$180 milhões em indenizações irregulares pagas em 2018 as empresas supostamente prestadoras de serviços na Secretaria de Estado de Saúde Secretaria. Pedro Taques e Gallo cometeram crime de responsabilidade de R$3,7 bilhões ao deixar restos a pagar para o próximo governo sem a devida provisão de fundos exigida na Lei de Responsabilidade Fiscal.

  • Comentarista de Rede Social | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 10h18
    12
    0

    Governo fazendo o que mais sabe fazer, promessas em vão.

  • P R | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 09h21
    12
    0

    Cada macaco em seu galho, o ultimo advogado que esteve na sefaz foi em 1982/84 e ficamos com 5 folhas atrasadas + 13º, decididamente e salvo melhor juizo, sefaz não e a praia desse povo, . ou a crise é invenção ou o secreta neófito ta louco. MM cortou 13º , que será pago em Dezembro NESSE MES pessoal vai custa 1,5 bi.. vai mentir pra preso SECRETÁRIO E CONVIDA MM PRA MENTIR JUNTOS , OU ENTÃO ADMITIAM A MENTIRA DA CALAMIDADE FINANCEIRA

  • RENATA | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 09h02
    10
    0

    MENTIRA, FALOU QUE SERIA EM JULHO. MAIS UMA VEZ MENTINDO.

  • Anderson Aconsoerde de Freitas | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h53
    25
    0

    Foram quatro anos na gestão do Pedro taques, com esse discurso, só revela a ineficiência desse Secretário, não existirá resultados diferentes com as mesmas praticas. Lamentável.

  • Emerson Gomes | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h52
    22
    0

    Muito curioso esses dados, fato é que a cada mês esse governo cria mais uma dificuldade para o funcionalismo. Gostaria de saber se ele também está preocupado com as contas do funcionalismo que vencem todo mês e não tem parcelamento e sim juros em cima. Desse jeito nem em dezembro conseguirão cumprir com suas metas. Enquanto isso os impostos só aumentam em valores já pagos e não aparece nem um centavo. Aí vem dizer que o ICMS está baixo? Qual será a próxima novidade?

  • Ricardo | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h48
    21
    0

    Que ver o 13 que tá previsto pra Dezembro, vai ser enrolação atrás de enrolação.

  • Antônio Francisco | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h44
    23
    0

    O governo não está pagando o 13° no mês de aniversário, algum servidor acha q ele vai pagar 13° de todos os servidores de uma só vez no mês de dezembro? CALOTE ANUNCIADO, no mínimo vai dividir em 12 parcelas a verdadeira CASA BAHIA. NÃO vejo nenhum SINDICATO falar nada sobre isso. SERVIDORES vamos cobrar os respectivos sindicatos sobre este assunto. MAIS UM CALOTE A VISTA.

  • Moisés | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h37
    24
    0

    Lá vem calote, vai chegar dezembro, pode até ser que pague integral, más não pagará o décimo terceiro!!!

  • carolina | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h11
    29
    0

    Em dezembro tem o pagamento do 13º terceiro de TODOS os servidores públicos. Quero ver qual será a providência a ser tomada por esse DESGOVERNO.

  • So observo | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h03
    22
    0

    Bom dia quero ver a choradeira no final do ano qdo vai ter q pagar 100% o deximo terceiro e os salarios

  • Marià | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h02
    23
    0

    Até quando esse galo ,que de galo não têm nada ta mais pra galinha mentirosa vai continuar mentindo para os servidores.

  • Paulo Roberto da Silva | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h00
    24
    0

    Quando chegar no final do ano, jogam para o ano seguinte e assim por diante! Lógico, enquanto os sindicatos ficarem inertes como estão é isso que vai acontecer! Cada vez mais ferrar o servidor do executivo...

  • Teka Almeida | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h57
    24
    0

    A cada 24h o governo solta fake news e em menos de uma semana desmente a própria mentira. Isso nos leva a crer que o secretário de fazenda está mais por fora de finanças que ateu em religião. O governo já deveria ter trocado esse secretário, mostra-se totalmente despreparado. Se voltar a pagar todo dia 10 só em dezembro, DUVIDO, voltar os salários para o mês trabalhado só em dezembro de 2022. Isso pensando na reeleição, mas se esquece que será apenas governo de primeiro mandato.

  • alexandre | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h55
    18
    0

    basta cortar a isenção fiscal....pra barão.

  • Analista Politico | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h43
    21
    0

    Enquanto isso o "papinho furado" de calamidade pública NÃO colou para UNIÃO FEDERAL, lamentável.

  • Lula livre | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h31
    18
    0

    Governo com atitude controversa, isso é mas uma desculpa pra prorrogar o "estado de calamidade" esse governo de MM vai deixar MT pior ainda pode escrever.

  • PASTOR JIM JONES | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h28
    17
    0

    Esse governo é o espelho de Pedrinho Malvadeza, com uma pitada de corrupção do governo Silval

  • Dom Quixote de La Mancha | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h17
    18
    0

    Está complicado, todo mês uma conversinha, fica parecendo continuidade do governo Pedro Taques.

  • Servidor com muito orgulho! | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 07h16
    10
    0

    Toda hora inventam uma desculpa! Pensam que todos são idiotas e medíocres! Parem de achar que todo mundo não entende de finanças públicas! O negócio é demonstrar que tudo que mal, assim sobrará verba para fazer os acordos que a maioria já sabe o que é.... é isso mesmo que vocês estão pensando... enquanto tivermos essa política e esses políticos infelizmente será assim e jamais teremos condições de mostrarmos ao mundo que somos um dos maiores produtores de grãos, carne...

  • vando | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 06h17
    13
    0

    e melhor esse secretário calar a boca não mais ficar dando entrevista falando asneira, isso que da ficar com o lixo de outro governo.

  • jonas | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 06h01
    13
    0

    em dezembro ele vai dizer q so em maio e ass passara os 4 anos mentindo e o q mais eles sabem fazer

  • Jorge | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 05h59
    15
    0

    esse tal de galo e pedro taques afundou o estado na crise q ta ai o mauro mente ainda fica com ele, esse deve ser o genio da contabilidade ou insubidtituivel. o politica sem vergonha.

  • Jorge Luiz | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 05h35
    20
    0

    ESSE AÍ É UM INCOMPETENTE E TODO MUNDO SABE, ESTÁ NESS GOVERNO POR QUE É AMIGO DO MAURO MENTE, TODO FIM DE MÊS CHEGANDO O PAGAMENTO DO SALÁRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS ELES VÊM COM ESSA CONVERSA FIADA, ONDE ESTÁ A ECONOMIA SE SÓ NOMEIAM COMISSIONADOS TODOS OS DIAS E TAMBÉM CONTRATO TEMPORÁRIO A DAR DE PAU COM A DESCULPA DE CONTRATAÇÃO DE EMERGÊNCIA, ANO QUE VEM TEM ELEIÇÃO AÍ ELES COMEÇAM A PAGAR EM UMA PARCELA POR QUE ACREDITA NA MEMÓRIA FRACA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

  • Paula Silvestri | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 00h53
    57
    1

    Esse governo já começou muito mal, mentindo para os seus servidores e arrumando problemas com eles. Creio que não passará do primeiro mandato, isso se não ocorrer um impeachment antes por incompetência financeira.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS